Setor de implementos projeta bons negócios para a Fenatran 2019

Data: 16 de setembro de 2019

2-1-17092019-minO setor de implementos está otimista com a realização da Fenatran, que acontece em outubro, em São Paulo. Após registrar um aumento de 30% de marcas expositoras e projetar um crescimento de 13% no número de visitantes, a Anfir (Associação Nacional Fabricantes de Implementos Rodoviários) também anunciou que contará com 46 empresas associadas na feira, superando a casa dos 21 da edição passada – um aumento de 119%.

“Com mais que o dobro de associados no evento somado ao fato que estamos em plena curva positiva de recuperação é bem provável que as empresas realizem excelentes negócios”, afirma o presidente da Anfir, Norberto Fabris.

Para ele, a FENATRAN pode ajudar nesse processo de recuperação de mercado. Na última edição os fabricantes de implementos rodoviários celebraram a realização de aproximadamente 2 mil vendas de Reboques e Semirreboques e de 150 modelos Carroceria sobre chassis. “Negócios que foram iniciados no evento e que tiveram sua conclusão nos meses seguintes, como é a rotina nos encontros desse porte”, destaca Fabris.

É natural que o setor tenha esperança que a edição deste ano da FENATRAN traga mais negócios. “Nossa presença será maior. Teremos a participação de 46 empresas associadas, o que é mais que o dobro das 21 presentes ao evento realizado em 2017. Novidades não vão faltar nos stands onde as empresas estão empenhadas em mostrar novidade e mais uma vez exibir nossa qualidade e competência como fabricantes de implementos rodoviários”, ressalta o presidente da Associação Nacional Fabricantes de Implementos Rodoviários.

Empresas como a Randon chegam com expectativa positiva para esta FENATRAN. “Já na edição 2017 apontávamos um ano de inflexão no ciclo de queda de mercado verificado nos três anos anteriores. Apesar das reformas em curso estarem num ritmo menor do que o necessário, acreditamos que o novo cenário econômico, impulsionado por queda na taxa de juros e baixa inflação aliados a desempenhos positivos de setores importantes como o agronegócio, contribua para a retomada da produção de implementos rodoviários no país, mesmo que em taxas mais tímidas em relação ao alcançado em períodos históricos recentes. O mercado brasileiro de implementos pesados chegou próximo a 45 mil equipamentos emplacados em 2018. Para este ano, houve reversão de expectativa devendo ficar próximo a 55 mil produtos. Talvez um pouco mais. E a presença da Randon na Fenatran será palco para celebrar nossos 70 Anos, com cinco pilares de atuação: Relacionamento, Geração de Oportunidades de Negócio, Inovação, Conectividade e Antecipação de Tendências”, explica o COO Divisão Montadora das Empresas Randon, Alexandre Gazzi.

Para Alcides Braga, sócio-diretor e cofundador da Truckvan, a Fenatran é a feira mais importante para a empresa, pois ela reúne os principais players do mercado de Transportes e Implementos Rodoviários, o que nos possibilita fazer muitas conexões comerciais e estreitar a relação com todo o ecossistema, como clientes, fornecedores e parceiros, contribuindo significativamente para o crescimento do nosso segmento. “O evento nos dá a chance de apresentar grandes novidades de uma forma muito impactante e assertiva diretamente para o nosso público-alvo”, comenta Braga.

Perspectivas positivas

A FENATRAN espera a presença massiva dos profissionais que estão direta e indiretamente ligados ao setor de transportes. O evento concentra um público extremamente qualificado de tomadores de decisão, que visitam o evento para fazer negócios e acompanhar as principais novidades e inovações deste mercado. Por meio da tecnologia, a Reed Exhibitions Alcantara Machado desenvolve um programa de matchmaking, que conecta de forma assertiva os expositores aos compradores interessados em produtos e serviços oferecidos pelas marcas presentes no evento.

Na última edição, a organização do evento revelou que houve um investimento declarado de mais de R$ 4 bilhões. Foram mais de 19 milhões de impactos previstos pelo plano de mídia, grande visibilidade nas mídias setoriais e de massa, campanha de alta interatividade, mais de R$ 28 milhões de mídia espontânea e mais disponibilidade de ferramentas de marketing para potencializar a participação de todos.

“A expectativa é atrair um público de 60 mil compradores de diferentes setores da economia – vendas no varejo, cadeia de produção da indústria têxtil, agronegócio, supermercadista, além de outros que utilizam o transporte de carga para a distribuição de mercadorias – provenientes dos 27 estados do Brasil, além da visitação e exposição internacional de países da América Latina, Estados Unidos, Itália, China, Índia e Taiwan”, finaliza Luiz Bellini, diretor de eventos da Reed Exhibitions Alcantara Machado.

Por: Redação Na Boléia

Data: 16 de setembro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.