Tecnologias antiterrorismo contra roubos

Data: 09 de setembro de 2016
Postado em: HOME SLIDESHOW, Roubo

1-1-09092016 1-2-09092016Os últimos assaltos em transportadoras de valores – em março na cidade de Campinas/SP, abril em Santos/SP e agosto em Santo André/SP – mostraram uma nova maneira de invasão, onde os criminosos utilizam o carro ou explosivos para arrombar o portão, facilitando a retirada de grandes quantias dos locais. A mesma forma é utilizada nas ações conhecidas como a “gangue da marcha à ré”.

Nesses casos, cada vez mais comuns, eles arrombam as vitrines das lojas. Essa audácia dos criminosos aumenta a cada dia, fazendo com que as empresas tenham que buscar novas tecnologias para impedir assaltos.

Uma dessas tecnologias inovadoras é o pilar retrátil Urbaco, da CAME do Brasil. A multinacional italiana, especializada em soluções de controle de acesso, trouxe o Urbaco, no meio do ano passado para o país. Este sistema é muito usado no exterior para impedir que veículos se aproximem de embaixadas e palácios – o Pentágono utiliza esta tecnologia –, devido ao risco de ataques terroristas. Após a exposição destas ousadas ações criminosas, a procura por orçamentos quadruplicou neste primeiro semestre, em relação aos seis meses anteriores.

O sistema é composto por pilares que podem ser acionados a distância para abaixar, quando o acesso é liberado, e subir, quando existe a necessidade de restringir a entrada. Um teste realizado no Reino Unido provou que o Urbaco consegue conter dois caminhões a 80 quilômetros por horas.

 

Veja  o vídeo :

Por: Redação Na Boléia

Data: 09 de setembro de 2016
Postado em: HOME SLIDESHOW, Roubo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.