Problemas mecânicos são os mais comuns nos atendimentos na Via Dutra

Data: 20 de dezembro de 2018

2-2-20122018-minLevantamento da CCR NovaDutra, realizado nos 402 km da via Dutra, mostra que de janeiro a novembro desse ano, as equipes do SOS Usuário da concessionária fizeram um total de 94.928 atendimentos na rodovia. O número é 11% menor do que o registrado no mesmo período de 2017 (106.674). Mas nem por isso deixa de ser importante. Entre dos atendimentos prestados ao usuário até novembro desse ano, a pane mecânica lidera o total de ocorrências com 59.978 atendimentos. Na sequência aparecem pneu furado (15.277), pane seca (8.531), superaquecimento do motor (4.704), bateria descarregada (4.017) e pane elétrica (2.967).

“É importante, antes de sair em viagem pela rodovia, o motorista realizar uma manutenção preventiva no seu veículo, verificando os principais itens, como iluminação traseira e dianteira, sistema de freios e arrefecimento do motor e também saber os pontos onde pode abastecer seu veículo para evitar parar no meio da sua viagem. Além de evitar transtornos e até mesmo acidentes, a manutenção preventiva oferece mais vida útil ao veículo. A demora no conserto aumenta o problema e, consequentemente, o custo”, afirma Virgílio Leocadio, Gestor de Atendimento da CCR NovaDutra.

Durante o período de férias escolares, Natal e Ano Novo, a CCR NovaDutra orienta o motorista que trafega pela via Dutra sobre os cuidados com o veículo. Serão distribuídos 32 mil folhetos nas praças de pedágio com dicas para uma viagem mais segura. Além de mensagens nos painéis instalados em todo o trecho da rodovia, a concessionária veicula reportagens na programação da CCRFM 107,5 NovaDutra. Também são realizadas ações em parceria com a Polícia Rodoviária Federal. Em caso de problemas mecânicos o usuário pode ligar, gratuitamente, para o telefone 0800-0173536.

A concessionária tem 11 bases operacionais instaladas ao longo da via Dutra, o SOS Usuário da CCR NovaDutra que atende, em média, 177 ocorrências de guinchamentos ao dia. Para agilizar o atendimento ao motorista, existem mais de 100 câmeras em operação. As imagens são monitoradas no Centro de Controle Operacional (CCO) da concessionária que, ao avistar um veículo parado, aciona as equipes do SOS Usuário para atendimento. O pedido de socorro também pode ser feito pelo telefone de emergência.

E esses cuidados podem trazer benefícios para o bolso. Por exemplo, você sabia que trafegar com os pneus com data de validade vencida (isso mesmo, pneu tem data de validade) pode render multa? Conforme o artigo 230 do Código Brasileiro de Trânsito (CBT), trafegar com pneus “em mau estado de conservação ” é uma infração grave e rende multa de R$ 195,23 e perda de cinco pontos na habilitação. O mesmo vale para pane seca, quando o carro deixa de funcionar por falta de combustível. Além da dor de cabeça e do risco de ocorrer um acidente, o descuido é considerado uma infração média e rende ao motorista multa de R$ 130,16 e quatro pontos na carteira.
Alguns cuidados são essenciais para chegar bem ao seu destino

– Mantenha o veículo sempre em boas condições de uso e circulação, por meio da manutenção preventiva, e tenha atenção, também, ao funcionamento dos acessórios: triângulo, macaco, chave de roda e o bom estado e a calibragem dos pneus, inclusive do estepe, são indispensáveis;
– Antes de sair, verifique os documentos de porte obrigatório;
– Planeje sua viagem: faça um itinerário e busque informações sobre tempo, via e alterações no fluxo do trânsito;
– Mantenha distância segura do veículo à frente;
– Respeite os limites de velocidade;
– Em dias chuvosos ou sob neblina, reduza a velocidade;
– Pare no acostamento somente em caso de emergência;
– Ultrapasse somente com segurança;
– Use o cinto de segurança e oriente os demais ocupantes do veículo a utilizá-lo também. Lembre-se de que a cadeirinha para bebê e o assento para criança também são de uso obrigatório;
– Não faça uso de bebidas alcoólicas ou de medicamentos que causem sonolência. Eles reduzem os reflexos e prejudicam a coordenação motora, aumentando o risco de acidentes.

2-1--20122018-min

Por: Redação Na Boléia

Data: 20 de dezembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.