Instituto CCR apresenta Teatro a Bordo em Carapicuíba

Data: 18 de maio de 2017

Sol e teatro a bordo de um contêiner. Essa foi a forma que um grupo de artistas de Santos/SP escolheu para levar seus espetáculos pelo país: um palco itinerante iluminado com a energia do sol. O Teatro a Bordo é o primeiro teatro móvel solar do Brasil, que estaciona em Carapicuíba/SP com a apresentação do Instituto CCR e apoio da CCR ViaOeste, empresa que integra o Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, nos dias 19 e 20 de maio, na Praça São Pedro, na Vila Sulamérica, com a parceria da Prefeitura Municipal de Carapicuíba.

Durante os espetáculos, o Teatro a Bordo realizará atividades gratuitas, como oficinas educativas, visitas às escolas, cortejos, peças de teatro e apresentações de artistas locais. O projeto tem dez anos de estrada e foi visto por mais de 400 mil espectadores em aproximadamente 200 cidades brasileiras.

Inspirados nas trupes da commedia dell’arte que cruzavam a Europa entre os séculos XV e XVIII em carroças e, muitas vezes, criavam efeitos de luz em seus espetáculos com o sol refletido em espelhos, o Teatro a Bordo utiliza a tecnologia atual para dar vida às histórias. Aliando arte e sustentabilidade, o projeto utiliza desde 2015 a eletricidade solar para iluminar seus espetáculos, contando com um sistema fotovoltaico projetado para a captação solar no teto do seu contêiner-palco.

Sergio Ribeiro, gestor de Comunicação e Relações Institucionais da CCR ViaOeste, destaca que o diferencial do Teatro a Bordo é conseguir unir cultura e sustentabiliade de maneira lúdica e atrativa. “Acreditamos que o despertar e participar da Cultura é um dos principais caminhos para a construção e fortalecimento da cidadania”, explica o gestor.

Programação
O Teatro a Bordo oferece programação diversificada: personagens da tradição oral brasileira, músicas do cancioneiro popular, gagues de palhaços, interação com o público em oficinas educativas e valorização da cultura local com os artistas da cidade, além de trazer a mensagem da sustentabilidade como um compromisso de todos.

As atividades não se restringem apenas ao local onde o contêiner-teatro estaciona. Assim como faz o circo em sua chegança, os artistas realizam cortejos pela cidade e intervenções nas escolas públicas um dia antes, com brincadeiras e informações sobre a programação. Depois, o contêiner se transforma em palco para as apresentações gratuitas e abertas ao público.

3-3-18052017

Por: Redação Na Boléia

Data: 18 de maio de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.