Na Boléia

Apaixonados por Caminhões

Projeto ‘Histórias da Dutra’ revela personagens de uma grande rodovia

Para marcar os 25 anos de concessão da rodovia Presidente Dutra, que serão completados em fevereiro, o Grupo CCR acaba de lançar o projeto Histórias da Dutra, uma iniciativa que trará dezenas de histórias em fotos, textos, vídeos e podcasts de personagens que viram a modernização e viveram a evolução socioeconômica das cidades que estão às margens da Dutra.

Uma história que narra os 70 anos da rodovia, que serão completados neste ano, mas que também destaca como foi possível transformar a rodovia numa das mais seguras do país.

O projeto multiplataforma Histórias da Dutra vai apresentar uma série de reportagens e minidocumentários, que serão publicados nas redes sociais do Grupo CCR e estarão disponíveis no site https://www.historiasdadutra.com.br.

São histórias que envolvem a trajetória de pessoas, de vidas que foram salvas, de identidades culturais de raiz – como a comida ou a tradição tropeira -, da beleza da paisagem entre São Paulo e o Rio de Janeiro, da vida que transita e prospera por meio da Dutra.

O projeto foi idealizado, desenvolvido e coordenado pela Agência LLYC Brasil, com uma série de parceiros como a agência Talent Marcel, Sardinha Filmes e jornalistas contratados para levantamento, apuração e edição dos conteúdos, além de rádios que trabalham no eixo da rodovia e conhecem a Dutra.

Todo esse trabalho resultou em mais de 60 pessoas entrevistadas, dezenas de horas de gravação, milhares de fotos e dezenas de vídeos, conteúdos que serão apresentados ao longo dos próximos meses, período em que um novo ciclo de concessão da Dutra começa a ser preparado.

A Dutra é uma das rodovias mais importantes do país. Por ela, passam o equivalente a 50% do Produto Interno Bruto do país. Por isso, foi a primeira rodovia a ser concedida à iniciativa privada, no ano de 1996, dentro do Programa de Concessões de Rodovias Federais, uma iniciativa que instituiu no país um modelo contratual permanente de manutenção, conservação e operação de serviços de atendimento médico e mecânico em rodovias. Um modelo que permitiu a modernização da via e, principalmente, a redução significativa de acidentes fatais.

O projeto Histórias da Dutra integra uma estratégia de comunicação do Grupo CCR que busca demonstrar ao país que estamos cuidando da infraestrutura de que você precisa para chegar onde quer, seja numa rodovia, seja no metrô, seja em um aeroporto. Por isso estamos dizendo, dentro do nosso novo propósito: `Viva Seu Caminho´”, afirma o diretor de Comunicação e Sustentabilidade do Grupo CCR, Tonico Pereira.

As histórias apresentadas neste projeto mostram como uma rodovia é capaz de impactar a história de pessoas e de lugares. E como as melhorias e os investimentos feitos nessa rodovia ao longo da concessão privada se refletem diretamente em oportunidades para quem trafega ou vive às margens dela, disse Eduardo Camargo, presidente da CCR Lam Vias.
Para Carla Fornasaro, Diretora-presidente da CCR NovaDutra, o projeto resgata as histórias e reforça o pioneirismo de concessão de rodovias no país
.

O Histórias da Dutra traz os retratos e os depoimentos de personagens que fazem parte do dia a dia de uma das rodovias mais importante do Brasil. No projeto, é abordado o quanto somos pioneiros na concessão de rodovias, recuperando e modernizando a via Dutra, e sempre priorizando o bom atendimento para os nossos clientes. Além disso, realizamos durante esses anos em cidades lindeiras ações de responsabilidade social, com projetos culturais, esportivos, educativos e de saúde.”

Pandemia

Durante a pandemia do novo coronavírus, foram adotadas uma série de medidas para evitar contaminações durante a produção dos conteúdos.

Todo o trabalho de captação de imagens e de reportagem deste projeto seguiu protocolos de saúde contra a transmissão da Covid-19, com uso de máscaras, distanciamento entre as pessoas, uso de álcool gel e testagem. Nenhum parceiro ou colaborador ligado diretamente ao projeto contraiu Covid-19.

Por Redação Na Boléia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *