Pagamento de IPVA pode se tornar um problema para motoristas que venderam o veículo e não fizeram a transferência

Por Keli Gois

Um veículo vendido que não tenha sido transferido para o nome do próximo proprietário pode causar muita dor de cabeça ao antigo proprietário, que por não ter o conhecimento da situação, deixa de pagar o IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) e pode ter o nome incluído no CADIN (Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais).

Nesses casos, sempre que for vender ou comprar um veículo, é importante que tanto o comprador, quanto o vendedor tenha conhecimento de que a comunicação da venda do veículo deve ser feita independentemente do caso, evitando assim, transtornos futuros.

Os proprietários dos veículos devem ficar atentos aos procedimentos a serem adotados nos casos de venda, pois a falta de comunicação desta

ocorrência ao órgão de trânsito, responsável por dar baixa no veículo, pode resultar na cobrança indevida do IPVA ao ex-proprietário.

Como fazer a transferência?

Ao vender seu veículo, o proprietário terá 30 dias para comunicar ao órgão de trânsito a transferência dos documentos. É importante ressaltar que não basta apenas ir ao cartório e fazer o preenchimento do verso de Certificado de Registro de Veículo (CRV), com reconhecimento de firma por autenticidade. É necessário que o antigo proprietário encaminhe ao órgão executivo de trânsito do estado a cópia autenticada do comprovante de transferência de propriedade.

Esse procedimento pode ser feito gratuitamente em uma das unidades do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN), ou através do portal www.detran.sp.gov.br O proprietário deve ter em mãos os seguintes documentos: original e cópia da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), RG ou CPF, duas vias do formulário de comunicação de compra e venda do veículo, cópia autenticada do Certificado de Registro do Veículo (CRV) preenchido, assinado e com firma reconhecida do comprador e vendedor.

O que acontece se a transferência não for feita?

De acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, se houver a venda e a transferência não for feita, o veículo permanecerá em nome do ex-proprietário, e este será responsável pelo pagamento do IPVA. Nesse caso, o antigo proprietário deve mover uma ação judicial contra a pessoa que comprou o veículo e não efetuou a transferência e solicitar o bloqueio do veículo junto ao Detran. Ele deve então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e na ação o pedido é referente a obrigação de fazer a transferência.

Outro procedimento é o pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue o autor a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário.

A notificação dos proprietários de veículos com débitos é feita pela Secretaria da Fazenda por meio da Imprensa Oficial. O proprietário do veículo recebe uma comunicação de lançamento cobrando o atraso e permitindo-lhe a apresentação, no prazo de 30 dias para contestação.

Em 2011, a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo disponibilizou em seu site uma cartilha eletrônica de orientação aos motoristas, com informações sobre transferência de veículos. É papel do CADIN Estadual enviar cartas aos proprietários que estão em débito, para que os valores sejam acertados.

Caso o imposto não seja pago, os valores podem ser elevados e o nome do proprietário do veículo será enviado ao CADIN Estadual, conforme a Lei 12.799/08. É importante que os motoristas mantenham sempre seus cadastros e endereços atualizados junto ao órgão de trânsito para não correr o risco de não receber a notificação em casos como este.

Casos de Sinistro e roubo

Em casos de um veículo que sofreu sinistro (acidente, incêndio, ou outras situações em que ele não possa ser recuperado) o proprietário deve comunicar o órgão de trânsitoe providenciar a baixa permanente.

Para dar a baixa permanente do veículo, o proprietário não pode ter nenhum tipo de débito, como por exemplo, IPVA, seguro obrigatório, multas de trânsito ou multasambientais.

Já se o veículo tiver sido furtado, o proprietário deve fazer o Boletim de Ocorrência, assim as informações são inseridas no cadastro do Detran, o que dispensa o pagamentodo IPVA.

Fazer a transferência do veículo é rápido, simples e fácil, basta dirigir-se a uma das unidades do Detran com a seguinte documentação:

– Original e a cópia da Carteira Nacional de Habilitação (CNH);

– RG ou CPF;

– 2 vias do formulário de comunicação de compra e venda do veículo;

– Cópia autenticada do Certificado de Registro do Veículo (CRV) preenchido, assinado e com firma reconhecida do comprador e vendedor

779 comentários sobre “Vendeu um veículo e não fez a transferência?

  1. Preciso de uma luz.
    Comprei uma moto ha uns 6 anos atrás, foi preenchido o recibo de compra e venda em meu nome, e reconhecido firma, mas nunca passei pro meu nome.
    Vendi a moto e o comprador vendeu pra outro, e perdemos contato.
    Agora estou recebendo multas dessa moto, e fiz bloqueio no Detran, mas enquanto ele não for parado numa blitz as multas continuarão chegando para mim. Há algo mais a se fazer?

    • Julio, obrigada pelo contato. Vc pode ainda entrar com uma ação judicial pedindo que o comprador faça a transferência, que é obrigatória por lei. Vc pode, inclusive, fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Mas consulte um advogado, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  2. Olá !
    Tenho uma moto em meu nome , a mesma saiu de minha posse a mais de 5 anos. Repassei pra uma pessoa sem fazer a transferência, não sei quem é o atual proprietário , Já recebia algumas multas . Não sou habilitado, estou em processo pra retirar minha primeira habilitação . Temo de perder minha habilitação por conta disso . Que pode ser feito pra eu resolver esse problema ?

    • Mônica, obrigada pelo contato. Para solucionar essa situação você tem de encontrar a pessoa que está com sua moto e exigir a transferência, mesmo que tenha de entrar com ação judicial. Enquanto estiver no seu nome, vc fica responsável pelo pagamento de taxas, tributos e ainda sinistros legais que venham ocorrer com a moto (inclusive, acidentes). Ao encontrar a pessoa, vc pode entrar com uma ação judicial, exigindo a transferência e pedindo ao Juiz um pedido declaratório que isente vc de qualquer responsabilidade sobre multas ou negativação de seu prontuário. Além disso, pode pedir também o bloqueio da moto junto ao Detran. Quanto à carteira, vc pode perder sim a provisória. Segundo a lei, durante um ano que você tiver sua carteira provisória, você não pode receber uma multa grave ou gravíssima, sob o risco de perder sua carteira provisória e ter de refazer todo o processo novamente. Boa sorte!

  3. Vendi UMA moto em uma garagem só que o garageiro morreu e não transferiu os doc. E passou o tempo e a moto foi apreendida e nisso quando fui ver já multas IPVA vencido tudo em meu nome e foi até a protesto o que fazer em um caso assim .?. e eu não fiquei com nenhum doc que comprove E nisso a moto está no pátio do Detran. Já faz um Anos fui descobrir agora

    • Rizia, obrigada pelo contato. Na verdade, para sair dessa situação, você precisará de um advogado, mas terá de possuir documentos que comprovem sua história. Sugerimos que você consulte um advogado, que poderá levantar outras possibilidades com base na lei. Boa sorte!

  4. Olá boa tarde,
    Tenho uma duvida eu fiz uma venda de um veiculo porem eu não peguei a copia autenticada para fazer o comunicado de venda e so fui saber depois que era obrigatório sendo assim o recibo venceu os 30 dias e o atual proprietário não tinha efetuado a transferência ainda, porem agora ele fez a transferência após os 30 dias e veio a multa quem tem que pagar é o vendedor ex proprietário no caso eu ou o comprador?

    • Stella, obrigada pelo contato. A lei é clara: a transferência é obrigatória e o atual proprietário deveria ter feito isso antes dos dias 30 dias. Quem perde esse prazo (no caso o comprador) deve pagar uma multa. Abs.

  5. Fiz a compra de uma moto em fevereiro de 2021, assinei no cartório, mas perdi a vistoria pq a motodeu problema, consegui reagendar, mas o proprio detran/ce cancelou 2 vezes, pois em Fortaleza/CE estava em lockdown. No fim, acabei vendendo a moto por motivos financeiros durante o lockdown (março/21) e o processo de vistoria e tranferencia não foi concluida. Olho no app do detran e consta 34 multas e acabo de receber 4 pontos na minha carteira e pra minha surpresa, um DDA da AMC (autarquia municipal de trânsito e cidadania ) no valor de R$156,00 e não tenho ideia do que seja. Mudei de estado e não sei o que devo fazer pra tirar esses pontos e esse boleto. Alguém pode me ajudar?

    • Dayane, obrigada pelo contato. Para buscar uma solução para seu caso, o primeiro passo é localizar o atual proprietário e entrar com uma ação judicial, obrigando-o a fazer a transferência e exigindo que seja reconhecido por sentença a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas e sinistros legais ou negativação em seu prontuário. Vc fez o comunicado de venda junto ao Detran? De qualquer forma, tente consultar um bom advogado para levantar outras possibilidades. Boa sorte!

  6. Boa tarde, vendi meu carro, que está no nome da minha tia, porém o carro ainda está financiado, a concessionaria que comprou meu carro ficou de quitar o financiamento e isso ainda não foi feito e ainda esta aparecendo multa no nome dela, e o carro tbm não foi transferido, mas o recibo continua comigo e esta em branco… Posso entrar com busca e apreensão do veículo?

    • Reinaldo, obrigada pelo contato.A Editora Na Boléia é uma empresa de comunicação que veicula notícias sobre o setor automotivo. Mas pelo que apuramos, vc pode abrir uma ação judicial exigindo que a loja quite o financiamento e os débitos e faça a transferência. Vc pode, inclusive, abrir uma ação e pedir o bloqueio do veículo junto ao Detran. Pode ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Mas consulte um advogado, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  7. Sr,bom dia eu financiei um veículo em nome da minha esposa e não foi passado para nós que os documentos estavam com o licenciamento vencido e quando foi ontem descobri isso pois o banco pagou o financiamento para a loja e nem conferiu as documentações do veículo e estou correndo risco de ter o veículo ser apreendido a qualquer momento como faço pra entrar com um representação contra está agência por causar isto sem ter o conhecimento.

    • André, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, vc deve exigir que a loja regularize a documentação, se isso foi acordado por vcs. Caso haja recusa, entre com uma ação judicial para solucionar essa pendência o mais rápido possível. Até porque em uma eventual blitz, se vc estiver com o documento irregular, a fiscalização não vai levar em conta o que vc nos relatou e poderá apreender seu carro. Consulte um advogado se não conseguir que a loja quite os débitos e providencie o licenciamento do veículo. Boa sorte!

  8. Boa noite doutor. tenho uma dúvida, não sei se você pode me ajudar. Vendi uma motocicleta há anos sem fazer transferência e não sei mais onde encontrar esse veículo. Queria retirar do meu nome.
    Já tentei dar baixe na motocicleta mas o Detran só aceita se tiver com a placa e o chassi. Já quitei as dívidas dela e agora pretendo fazer um boletim de ocorrência por extravio. Você pode me ajudar? Sabe algo que eu possa fazer pra retirar essa motocicleta do meu nome?

    • Thiago, obrigada pelo contato. Para fazer a transferência, vc tem de encontrar o atual proprietário. Vc pode abrir uma ação judicial e pedir o bloqueio da moto junto ao Detran. Pode ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Mas consulte um advogado, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  9. ola. vendi meu carro em fev/2021 recebi o valor pelo carro e ficou acordado que ele pagaria os ipva atrasados.
    so que ate agora outubro /2021 nada. ja acrescentou mais uma parcela do ipva e nada. o documento do carro ainda esta comigo.
    sou de recife/pe

    • Wanessa, obrigada pelo contato. O comprador já fez a transferência para o nome dele? É importante que vc exija que ele faça a transferência – até porque isso é obrigatório por lei – a fim de que você possa se eximir de débitos ou sinistros legais que venham a incidir sobre o veículo e negativar seu nome. Se ele se recusar a fazer isso de forma amigável. vc pode abrir uma ação judicial, pedindo o bloqueio do veículo. Na ação, vc deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de obrigar o comprador a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Vc fez o comunicado de venda junto ao Detran? De qualquer forma, tente consultar um bom advogado para levantar outras possibilidades. Boa sorte!

  10. Comprei um veículo durante a pandemia e demorei para fazer a transferência. O antigo proprietário fez a comunicação de venda para outra pessoa que não sou eu. Quando fui transferir não pude. Mas eu tenho o comprovante de compra e venda datado, assinado e com firma reconhecida antes da da data da referida comunicação de venda, assim como o veículo está comigo. Falei com o antigo proprietário e o mesmo disse que fez de propósito porque demorei muito. Que faço?

    • Ricardo, obrigada pelo contato. Se vc tem os documentos comprobatórios da compra e pagamento, vc pode processar o antigo proprietário. Inclusive, esse tipo de atitude pode ser enquadrada criminalmente como estelionato, uma vez que ele vendeu um bem que já não era mais dele – mesmo que vc tenha demorado para fazer a transferência, essa não é a conduta correta para te obrigar a transferir o veículo. Consulte um advogado, que poderá te orientar com base na lei. Boa sorte!

      • Comprei um carro de cara que dizia ser meu amigo, daí ele segurou o recibo porque eu ainda devia 300 reais pra ele, e ele disse que não ia transferir e até mesmo queimar o recibo.. Aí esses dias eu acidentei e o carro deu PT, e agora ele tá me procurando pra poder fazer a transferência pra tirar o carro do nome dele.. Sou obrigado a assinar? Já que ele que não quis fazer logo a transferência!

        • Daniel, obrigada pelo contato. O correto é que vc assine, até porque vc comprou o carro dele. Se ele errou, agiu de forma inadequada ou equivocada, isso diz mais respeito a ele do que a vc. O sinistro aconteceu com vc, que adquiriu o carro. O correto seria vc solucionar essa questão. Fazer o correto, o que é certo, mesmo que pessoas tenham nos prejudicado, é o melhor caminho. Não fique com pendências deste tipo e tente resolver isso da forma mais amigável possível. Se tiver dúvidas, consulte um especialista/advogado para te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  11. Boa noite preciso de ajuda urgente!
    Passei meu carro para uma pessoa que falava que era meu “amigo” e caí da conversa.
    Vendi o carro ele está pagando certo as parcelas no meu nome, até ai tudo bem!
    Fizemos um contrato no cartório tudo certinho, só que tem um porém ele disse que quitaria em JANEIRO/2021 e falou pra eu ficar tranquila, não está no contrato MAS TE DOU MINHA PALAVRA. Agora estou nisso vou embora do BRASIL em novembro e até hoje nada dele transferir e fica só me enrolando.
    O que posso fazer para fazer ele quitar ou transferir?
    Posso dar busca e apreensão no carro, entrar com um processo… pq não posso deixar mais no meu nome nem carro nem financiamento do banco.

    Agradeço pela ajuda!

    • Thaysa, certo que vocês fizeram o contrato certinho e por fora do contrato vocês fizeram um acordo verbalmente e ele não vem horando. Você deveria ter acrescido essa clausula no contrato para evitar problemas futuros, porém, como não feito e houve um problema o certo a se fazer é tentar entrar em um acordo com a pessoa e incluir uma nova clausula no contrato e caso a pessoa não efetuar o pagamento correto das prestações vc pede a busca e apreensão.

  12. Comprei o carro há quase 1 ano e desde então não consegui passar pro meu nome, o antigo proprietário (senhor de muita idade) tinha perdido o recebido, ao solicitar os serviços de um despachante, precisou resolver outras coisas tbm, como registrar o motor que havia sido trocado em 1990 e antes não era obrigatório o registro. A questão é, desse Janeiro que esse desapachante não resolve, toda vez enrola de uma forma diferente.
    o que quero saber é se tem algo que posso fazer contra ele, denunciar ou sei lá o que, para que resolva a situação
    Só queria passar pro meu nome e não consigo 🙁

    • Anne, obrigada pelo contato. Talvez seja necessário consultar outro despachante, ou então tente fazer isso direto pelo portal do Detran, que oferece diversos serviços on-line. Quando ao despachante, você pode abrir uma ação judicial, mas também vai te causar despesas. Se vc ainda não fez nenhum pagamento, uma sugestão é buscar outro despachante. Boa sorte!

  13. Olá tenho problemas com uma moto vendida e não transferida. Como faço para mover essa ação contra apessoa que comprou, e solicitar o bloqueio da mesma junto ao Detran? aonde devo ir, como proceder?
    Desde já agradeço muito.

    • Eleandra, obrigada pelo contato. Vc pode abrir uma ação judicial e pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, obrigando o atual comprador a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Você chegou a fazer a comunicação de venda da moto junto ao Detran? Isso também é importante e obrigatório. Pelo que apuramos, o ideal é que vc procure um advogado, que poderá montar essa ação e te orientar melhor com base na lei. Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte!

      • Comprei um carro em outubro do ano passado, fiz toda transferência sozinho, mas não sabia que tinha que entregar os documentos no Detran pra pegar o dut, pago alguma taxa ou tenho que dar entrada na 2 via? Quero vender o carro mas só tenho o dut da 1 compra

        • Célio, obrigada pelo contato. Se vc fez a transferência dentro do prazo, não precisará pagar multa ou taxa. Quanto a não ter pego o documento, hoje quase todos os serviços do Detran são on-line/digitais. Tente entrar no portal da instituição e veja se com seu cadastro e dados vc consegue acessar o documento, que deve ter o processo de transferência já deferido. Hoje, há opção de vc ter o CRV digital também, inclusive, vc pode circular com a versão digital no seu celular. Boa sorte!

    • Eliandra, Bom dia. você tem os dados da pessoa que comprou sua moto? sabe endereço, CPF e afins?

      O ideal é fazer o que a redação explicou no comentário… Sendo, um pedido declaratório de inexistência de relação jurídica.
      Veja que além da responsabilização civil, caso haja algum ilícito com o “seu” veículo (roubo, atropelamento por exemplo) você também pode sofrer pelas responsabilizações penais.

      cordialmente,
      Osnar ferreira, Advogado
      contato 73 99116- 0392

  14. Boa tarde, comprei uma moto no meu nome para meu esposa a mais de 10 anos, pois é o tempo que ele tem de falecido, 02 meses após a morte vendi para uma pessoa que meu cunhado me indicou e o mesmo depois disso perdi contato, verifiquei que meu nome já esta no cadim por esse periodo e no começo desse ano entraram em contato do detran de sergipe que a moto foi apreendida e que entrou como sucata, só que hoje recebi uma correspondencia falando de uma multa referente ao ano passado, também em sergipe, só que moro em guaruja litoral de sao paulo, como faço pra resolver isso de uma vez por todas.

    • Claiudia, obrigada pelo contato. Realmente quando não é feita a transferência podemos passar por esses e diversos outros transtornos. Você chegou a fazer a comunicação de venda dessa moto junto ao Detran à época? Sugerimos que você procure um advogado que poderá te orientar melhor com base na lei. Como a moto foi para sucata e está fora do estado de SP, você terá de verificar como pode resolver isso junto ao advogado. Em geral, quando não é feita a transferência, é possível entrar com uma ação judicial pedindo a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de obrigar o comprador a fazer a transferência e também pedindo que você deixe de ser responsável por qualquer ônus que incida sobre a moto. Mas vc precisa saber quem estava com a moto e por que não foi feita a transferência. Ou seja, pelo que apuramos, a melhor alternativa é consultar um advogado. Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte!

  15. Olá,vendi meu veículo para um amigo sem nenhum contrato escrito apenas verbal que ele quitaria em dois meses, só que o mesmo veio a falecer, só q a esposa dele não facilita a transferência do financiamento que ficou em meu nome, alega que o nome dela ta sujo, e como eu não possuo contrato tenho q ficar com o financiamento em meu nome até ela quitar a última prestação, só que eu quero comprar um veículo para mim, e não consigo por que tem esse outro financiamento, eu gostaria de saber se sou obrigado a ficar com o financiamento em meu nome ou tenho chances na justiça.

    • Matheus, obrigada pelo contato. O que dificulta sua situação é o fato de vc não ter nenhum contrato ou documento que comprove sua história. Se vc pensar em entrar com uma ação judicial, terá de apresentar documentos comprobatórios de toda a transação. Mas de qualquer forma, consulte um advogado que poderá levantar toda as possibilidades do seu caso. Esperamos tê-lo ajudado. Boa sorte!

  16. Comprei um carro já faz seis meses atrás e não transferir para o meu nome mas meu filho tomou uma multa e chegou uma correspondência para mim só que já passou o dia para indicar o condutor eu gostaria de saber se essa multa ela vem mesmo no meu nome ou ela vai para o ex-proprietário esse tem como eu estar no está apontando o condutor ainda

    • André, obrigada pelo contato. O proprietário fez a comunicação de venda do carro junto ao Detran, que é obrigatória por lei? Pela legislação, o comprador tem o prazo de 30 dias para efetuar a transferência. Se descumprir o prazo, terá de pagar multa referente a infração grave, prevista no art. 233 do CTB. O antigo proprietário – que, sem a transferência, continua sendo legalmente o proprietário, vai arcar com todas as demais multas e sua respectiva pontuação, que forem aplicadas com base na placa do veículo. Esperamos tê-la ajudado. Abs.

  17. Boa Tarde, meu namorado fez uma compra de uma moto em uma agência de moto, pagou a moto (usada) a vista, isso fim do ano passado, eles deram um documento que permitia ele andar com a moto e se fosse parado era só mostrar esse documento, porem ele perdeu a carteira e o documento junto, fomos na agência e eles alegaram que não poderia dar um outro documento. Desde então o meu namorado ta na briga para a agência transferir o documento para o nome dele só que a moto ta no nome de terceiros que mora no interior de sp e eles da agência dizem que não consegue contato com esse terceiro. Hoje ao fazer a vistoria da moto e ir na agência elas falaram que ele teria que fazer o pagamento do ipva do ano passado e deste ano , licenciamento e placa.
    O que posso fazer nesse caso, está correto ? Obrigada desde já

    • Beatriz, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, são dois aspectos a considerar. Quando ele comprou a moto, as taxas e tributos estavam pagas (em dia)? A agência disse que se responsabilizaria pela transferência? Se sim, eles são obrigados a fazer isso. Se ele não conseguir, pode entrar com uma ação judicial, pedindo a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de obrigar a agência a fazer a transferência. Quanto ao pagamento do IPVA do ano passado, essa dívida deve ser paga pela agência, já que ele comprou a moto somente no final do ano, ou seja, ela deveria já estar licenciada. Quanto ao IPVA desta ano, precisa ver o que seu namorado combinou com a agência. Em tese, ele deveria pagar, pois já estava com a moto no final de 2020, mas, em alguns casos, lojistas até oferecem o pagamento do IPVA como uma forma de atrair o cliente. Mas precisa checar o que foi acertado. É importante que vcs reúnam todos os documentos (e-mails, recibos assinados, mensagens de whatsapp etc.) que comprovem a negociação e o que foi acordado entre as partes. Em caso de dúvida, procure um despachante. Boa sorte!

  18. Olá, fiz a compra de um carro, enviei os docs para o dentran antes dos 30 dias e até hoje se encontra em analise. O que faço nesse caso? Já tentei entrar em contato mas não tenho respostas… Posso rodar com o carro? Pois teoricamente a solicitação por minha parte está feita, mas o Detran que não libera.

    • Lucas, obrigada pelo contato. Vários leitores vêm reclamando da demora no Detran. Se o carro já for usado e vc estiver com os documentos, mesmo em nome do antigo proprietário, regularizado, com as taxas e tributos pagos, você pode transitar até que receba uma resposta do Detran. Sugerimos que vc entre em contato com o Detran pelos canais de atendimento para saber o porquê da demora. Boa sorte!

      • Boa noite!
        Por favor tira uma dúvida minha.
        Vendi meu carro, fui ao cartório reconheci firma e comunicação de venda do mesmo no detran. A pessoa que comprou o carro não fez a transferência do mesmo, mas no detran tem a comunicação de venda ativa. Esse carro está com 3 multas, e essa pessoa que comprou falou que as multas já caiu para o nome dela. Hoje veio me procura para dar baixa no comunicado de venda, pois a mesma perdeu o recibo do carro, e já vendeu à outra pessoa.
        Falei que não iria tira à comunicação de venda, pois estou com medo desses pontos caí na minha habilitação.
        Como posso está fazendo?
        Desde já agradeço!

        • Jordana, obrigada pelo contato. Por lei, ele teria de ter transferido para o nome dele. A transferência é obrigatória e qualquer juiz terá uma decisão favorável a vc. Não faça a baixa da comunicação de venda, pois não deixa de ser uma proteção para vc. Vc pode abrir uma ação judicial pedindo o bloqueio do veículo. Na ação, vc deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de obrigar o comprador a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. De qualquer forma, tente consultar um bom advogado para levantar outras possibilidades. Boa sorte!

  19. Vou procurar o DETRAN também, mas vocês podem de dar um norte?
    Comprei uma moto em meu nome para um ex, ele não acabou de pagar, tomou várias multas que vieram para meu nome e não pagou nenhum imposto. Traduzindo, tenho uma dívida em meu nome pela qual não fui a responsável direta. O que devo fazer?
    Estou há um ano e meio com a CNH cassada por causa das multas, nem sonho mais que ele irá pagar o que falta, só preciso tirar esse prejuízo todo de mim. Me ajudem, por favor.
    Obs.: contratei um advogado na cidade para resolver isso antes da cassação, ele também desapareceu.
    Muito obrigada!

    • Thais, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos vc terá de entrar com ação judicial contra seu ex e precisará de um advogado. Vc precisará comprovar com documentos, recibos, emails e até mesmo mensagens de WhatsApp a compra da moto e toda a sua história. Vc pode abrir uma ação judicial pedindo o bloqueio da moto. Na ação, vc deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de obrigar seu ex a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. De qualquer forma, tente consultar um bom advogado para levantar outras possibilidades. Boa sorte!

  20. Bom Dia
    Refinanciei meu veiculo em 2020, não emiti crv na época pois desconhecia o procedimento. Agora que fiz a quitação o banco do brasil diz que não consegue dar baixa na intenção do gravame devido eu não ter emitido o crv na época. Vendi o veiculo a alguns dias, mas consta essa restrição para transferência. Não sei como resolver isso. sabe como devo proceder?

    • Raquel, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, a expedição do novo documento deve ser imediata após finalização do processo de quitação, meso que vc não tenha o CRV anterior. Será emitido um novo documento, CRV e CRLV, no espaço de “observações” do documento trará a informação sem restrições. De qualquer forma, sugerimos que vc vá ou entre em contato com o Detran de seu estado para obter informações mais precisas de como proceder. Boa sorte!

  21. Boa tarde! Comprei um carro de um terceiro, que já havia comprado de um antigo patrão dele, eu paguei um bom dinheiro pro cara que tinha o carro, ficou combinado de eu pagar o restante para antigo proprietário, mas ai descobri que o carro ainda estava no nome de outro! Fato é que o carro está com o doc atrasado, por não conseguir fazer a transferência, simplesmente sumiram! Ninguém se propôs a me ajudar e eu não conheço o antigo dono, zero informações! Agora estão querendo retirar o carro de mim porque estão alegando que não tem como fazer a transferência mais! O que eu faço? Ficarei no prejuízo? E eles podem retirar o carro de mim? Mesmo o veículo estando em minha posse a 2 anos?

    • Adriano, obrigada pelo contato. Se vc tiver documentos que comprovem a compra e que vc tenha pago pelo veículo, eles não podem tirá-lo de vc. Inclusive, vc pode abrir um processo judicial por perdas e danos e obrigá-los a solucionar essa confusão. Tente consultar um advogado que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte. Abs.

    • Caros senhores. Comprei um veículo a vista, porém na época não fiz a transferência para o meu nome, pois embora o recibo já estivesse preenchido e devidamente
      assinado por mim e pelo vendedor, o mesmo não foi comigo no cartório para reconhecimento das respectivas assinaturas. O que acontece é que o veículo agora pertence a outra pessoa e a mesma vem cometendo constantes infrações no veículo e, embora o recibo de compra e venda esteja em nome do antigo dono, está com a comunicação de venda para o meu nome, sendo assim, como faço para não ser mais responsabilizado pelas futuras infrações que surgirem? Obs: Agora estou morando em outro estado!

      • Ailton, obrigada pelo contato. Sugerimos que vc procure um advogado, já que o seu caso envolve duas pessoas: o antigo dono e a pessoa a quem que vc vendeu. Vc pode abrir uma ação judicial e pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, obrigando o atual comprador a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. De qualquer forma, tente consultar um advogado para levantar outras possibilidades. Boa sorte!

  22. Boa noite, preciso de uma informação, comprei um veículo que está com o recibo preenchido e comunicado venda, mas o recibo está em nome de um e quem assinou como vendedor é outro, e não tenho contato com quem era o antigo dono do veículo que vendeu e preencheu o recibo, oque devo fazer?
    Tenho uma procuração da pessoa que tá comunicado venda, e foi perdido a procuração do rapaz que tava o nome no recibo/ para o que assinou como vendedor

    • Fernando, obrigada pelo contato. Seu caso é bem complexo, pois sem a procuração e sem os contatos e dados das pessoas envolvidas fica mais difícil resolver a situação. O ideal é você encontrar quem te vendeu o veículo e tentar obter uma nova procuração. O Detran exige todos esses documentos para a transferência. Sugerimos que procure um advogado dessa área, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte estamos à disposição!

  23. Olá, comprei um carro a muitos anos do antigo dono, e nunca fiz a transferência, ele já faleceu. Agora gostaria de fazer a transferência, mas os herdeiros se recusam a assinar o alvará judicial; Não sei o que fazer, pois o carro faz de 8 anos que está comigo, eles nunca se opuseram, mas agora que entrei em contato para efetuar a transferência eles querem parte do valor do carro, sendo que o carro foi vendido pelo próprio proprietário e eu já paguei o valor à ele. A única prova que possuo é a testemunhal, pois na época não foi feito recibo.

    • Miriam, obrigada pelo contato. Sem um recibo ou documento que comprovem a venda e compra fica mais difícil. Sugerimos que vc consulte um advogado, que poderá identificar possibilidades e te orientar melhor com base na lei. Estamos à disposição!

      • Boa tarde !
        Fiz a compra de um carro , foi assino recibo por de ambas as partes,mas só reconhecido firma no nome do antigo dono ,comunicação de compra e venda também foi feita . Mas antes da transferência para o nome do atual dono o antigo dono faleceu.Consigo transferir normalmente ou preciso de inventário ,pois já se passaram alguns meses após falecimento do antigo dono.

        • Danielle, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, como a transferência não foi feita, você não conseguirá transferir também para seu nome, ainda mais que esse procedimento deve ser feito em 30 dias após as assinaturas do documento e reconhecimento de firma. De qualquer forma, consulte um despachante ou o próprio Detran. Boa sorte!

  24. Comprei um carro de terceiros e não consegui passar para o meu nome , o antigo dono do carro estar sendo procurado pela polícia , o meu carro também fica como ilegal , pode ser rebocado

    • Clayton, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, como o veículo está em nome dele e, caso vc não tenha nenhum documento que comprove a compra, dependendo do crime que ele cometeu e se o carro estiver, por exemplo, em busca e apreensão, poderá sim ter alguma implicação legal. Sugerimos que procure um advogado, que, com mais detalhes, poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  25. Tenho um veiculo 1995 que esta com o Motor travado!
    O documento esta em dia, mas não tenho o DUT.
    Gostaria de vender ao Ferro Velho, pois o valor para conserta-lo não compensa.

    Poderia me indicar algum procedimento neste caso?

    • Wagner, obrigada pelo contato. A Editora Na Boléia é uma empresa de comunicação que veicula notícias sobre o setor automotivo. Mas vamos tentar te passar alguma informação. Para enviar o veículo para um ferro velho, existe um trâmite que é regulado pelo Detran. Vc precisará primeiro dar baixa no documento e informar que o carro sairá de circulação. Isso é importante para vc não correr o risco de seu carro ser reutilizado ilegalmente. Outro aspecto importante é se certificar se a empresa de desmanche é registrada no órgão executivo de trânsito do seu estado, procure o documento comprobatório, que deverá ficar visível ao público. Ao finalizar a venda, exija a nota fiscal, como documento de comprovação de que seu carro foi vendido.
      Porém, o mias importante é: antes de vender para o desmanche, é preciso que já tenha dado baixa no Detran do estado em que ele é registrado. De acordo com o artigo 240 do Código de Trânsito Brasileiro, o responsável que deixar de promover a baixa do registro de veículo irrecuperável ou devidamente desmontado está cometendo uma infração grave, sob pena de multa e recolhimento do Certificado de Registro e do Certificado de Licenciamento Anual. Estamos à disposição!

  26. Prezados senhores, comprei um carro modelo ano 1979 fiat 147, de uma terceira pessoa, cheguei a ir em cartório e assinamos documentos, o veiculo está também em nome de uma terceira pessoa, que pagou os IPVA desde de 2015, o vendedor fez a comunicação de venda do referido veiculo, porém ao tentar transferir par ao meu nome não consegui pois havia estas dividas do antigo dono, onde voltei a procurá-lo, este disse que não tinha mais nada a ver, pois já tinha até feito a comunicação da venda, ato que considero de má fé, e meu total desconhecimento nestas práticas, e como não posso pagar estas dividas que não são minhas, minha pergunta é eu consigo ajuizar uma ação obrigação de fazer, junto a defensoria pública do meu estado(MG), uma vez que não tenho condições de arcar com as dividas de IPVA antigo proprietário, , onde somente consigo assumir as dividas quer forem a partir da data da compra deste veiculo que maio/2018. Será que ajuizando esta ação obrigação de fazer eu consigo resolver está questão até pra que também eu consiga transferir este veiculo para meu nome, pois preciso vendê-lo pois já está me causando enorme prejuízo, além de nem sequer poder circular com este veiculo que está parado no tempo e já desgastando, mais um pouco e nem sequer dar baixa neste veiculo eu conseguirei. Obrigado por sua valiosa ajudar caso posso me orientar.

    • João Marcos, obrigada pelo contato; Pelo que apuramos, você consegue mover sim uma ação contra o ex-dono, mas terá de comprovar a compra e a data de compra, além de apresentar todos os documentos que confirmem sua história. Desde que comprovado, na ação o juiz pode obrigar o ex-dono a efetuar o pagamento dos débitos e assim você conseguirá transferir e vender. De qualquer forma, sugerimos que vc procure a defensoria pública de seu estado, que, com certeza, poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  27. Boa tarde, compei meu carro e ainda não fiz a transferencia dele, posso dirigir com ele enquanto nao faço a transferencia?

    • Bruno, obrigada pelo contato. Vc pode andar com o documento em nome do ex-proprietário, mas lembre-se que a transferência é obrigatória por lei. Se não for feita, vc fica sujeito a multa. Além disso, se o documento estiver assinado e datada pelo ex-dono, vc tem 30 dias para transferir, ou pagará uma multa. Vários problemas podem surgir tanto para vc quanto para o ex-proprietário quando não se faz a transferência. Sugerimos que vc regularize essa questão, assim que possível. Boa sorte!

      • Boa tarde!
        Vendi um carro com o recibo devidamente assinado e reconhecido firma em cartório, porém o atual dono do veículo nunca fez a transferência. Posso ter problemas? O que fazer?

        • Priscilla, obrigada pelo contato. Realmente quando não é feita a transferência podemos passar por diversos transtornos, inclusive negativação de seu CPF, caso ocorram multas e elas não sejam pagas pelo atual proprietário. Você chegou a fazer a comunicação de venda desse carro junto ao Detran? Em geral, quando não é feita a transferência, é possível entrar com uma ação judicial pedindo a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de obrigar o comprador a fazer a transferência e também fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Se tiver dúvidas, sugerimos consultar um advogado. Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte!

  28. Minha irmao comprou uma moto mais nao transferiu ele faleceu agora o dono ta acusando q nao pagou sendo q ele pagou a mulher dele pode perde a moto pro ex dono

    • Everton, obrigada pelo contato. Mas a sua cunhada tem algum comprovante (documento de compra e venda, extrato bancário, comprovante de depósito ou qualquer outro documento), que confirme que seu irmão pagou a moto? De qualquer forma, como ele faleceu, o antigo dono tem também que provar que seu irmão não pagou, já que ele não está vivo para se defender. O ex-proprietário pode se recusar a assinar o documento do carro, mas se chegar a esse nível, vc pode entrar com uma ação judicial, obrigando-o a assinar o documento. Mas lembrando ser muito importante que vcs tenham documentos que comprovem o pagamento da moto. Boa sorte. Estamos sempre à disposição.

  29. Bom dia comprei um carro e o dono rasurou o papel de transferência , o Detran não aceitou por conta da rasura , e agora o antigo dono não quer pedir a segunda via para que eu faça a transferência e quer me dar metade do que paguei pra devolver o carro não vou devolver já me desfiz do meu antigo quando comprei esse quero só o doc para transferir

    • Christhian, obrigada pelo contato. Ele não pode ser recusar a tirar a segunda via. Você falou que arcaria com o custo da segunda vida? Se ele quer o veículo de volta, ele precisa te devolver o valor total que vc pagou. De qualquer forma, vc deve reunir todos os documentos que comprovem a venda para você e, se ele continuar se recusando a lhe dar o documento, entre com uma ação judicial em Pequenas Causas. Sugerimos que procure um advogado, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte.

  30. Olá.

    Instalei o app Carteira Digital de Trânsito e ao checar no ícone de VEÍCULOS qual não foi minha surpresa ao mostrar que ainda sou proprietário de dois antigos veículos vendidos há mais de 10 anos. Na época ambos foram negociados em Agências de veículos da minha cidade e não tenho ideia se elas ainda existem. Sei que na época eu preenchi um formulário de venda dos mesmos e despachei pelos Correios (vou procurar por esses recibos aqui em casa).

    Com o susto fui checar se havia algum dívida de IPVA para os dois veículos e a resposta foi RENAVAM INVÁLIDO OU NÃO ENCONTRADO. Checando se havia MULTAS para eles a resposta foi NÃO HÁ DÉBITOS PENDENTES.

    Gostaria de saber como proceder para retirar esses dois carros da minha Carteira Digital de Trânsito.

    Grato.

    • Paulo, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, é interessante vc consultar o próprio Detran, que deve lidar com casos semelhantes, e poderá te orientar melhor sobre o o que fazer. Ou mesmo buscar ajuda de um despachante, que poderá te orientar melhor com base na lei. Talvez os veículos realmente não existam mais. Mas sugerimos que tente resgatar todos os documentos que comprovem a venda. Boa sorte!

  31. Boa tarde , comprei um carro fiz a transferencia bancaria pro vendendor , ele me deu o recibo em branco ,tem como eu passar pro meu nome

    • José Roberto, obrigada pelo contato. Para fazer a transferência, o Detran exige as assinaturas e reconhecimento de firma de ambas as partes (do vendedor e comprador). Portanto, vc precisa que o vendedor assine o documento e vc faça a transferência. Boa sorte!

  32. Bom dia!
    Foi fazer a compra de uma moto, fizemos um recido de compra e venda, passamos no cartório para autenticar e fazer o reconhecimento de nomes, mas devido um problema no meu no meu documento n foi possível fazer o conhecimento do meu nome, sendo assim apenas o da proprietária foi feito esse conhecimento.
    Nesse caso a moto ja esta no meu nome e isso pode trazer algum problema pra min futuramente?

    • Alan, obrigada pelo contato. Pelo que entendemos se a transferência foi efetivada. Portanto, se tudo ocorreu conforme a lei, você não tem o que se preocupar. Estamos à disposição.

  33. Olá boa tarde, estou querendo comprar o veículo de uma pessoa, mas ela nunca chegou a transferir para o nome dela, segundo ela o recibo se encontra não datado assinado pelo antigo proprietário. Gostaria de saber se o fato dessa pessoa nunca ter transferido para o nome dela isso geraria algum problema para mim como compradora. Segundo ela as multas e IPVA vêm no nome dela e não do antigo proprietário. Obrigado.

    • Ana, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, você pode transferir diretamente para seu nome. Também sugerimos que você procure levantar as informações do carro, pois se foi feita a comunicação de compra e venda no Detran pelo antigo proprietário para essa pessoa, você, provavelmente, não conseguirá transferir. Verifique também se as multas estão mesmo chegando no nome dela, pois, para isso, a declaração de venda deve ter sido feita pelo ex-dono. Sugerimos também que procure um despachante, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte e estamos à disposição.

  34. Olá! Comprei uma moto a mais ou menos 4 anos, de uma pessoa, porém o documento está em nome do cunhado dele. Na época fiquei responsável por pagar alguns encargos e, posteriormente iriamos fazer a transferência, pois ele tinha uma procuração. Ocorre que, por dificuldades, naquele momento não consegui transferir, e hoje não consigo contato com o rapaz que me vendeu. Existe outra forma de transferir o veículo, ou somente na presença do titular do documento?

    • Gustavo, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, a transferência só poderá ser feita com a anuência do proprietário anterior, já que o documento está em nome dele. Sugerimos consultar um despachante, a fim de que ele possa checar se existe outra possibilidade junto ao Detran. Boa sorte. Estamos sempre à disposição!

  35. bom dia! Meu esposo vendeu o carro em 2017 para um amigo, o combinado era o rapaz fazer o pagamento e em seguida entregaríamos o compra e venda, o rapaz sumiu, passou o carro por varias pessoas e agora nao temos nem o nome completo e nem os dados da pessoa, como fazer? pois continua aumentando os impostos.
    obrigada.

    • Stefanny, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, vc terá de ir à delegacia, pq se ele não pagou e sumiu com o carro – e vc não consegue encontrá-lo, configura-se roubo. Procure uma delegacia e um advogado criminal com urgência. Boa sorte!

  36. Olá,
    Comprei um carro onde o recibo de compra e venda está preenchido pela a antiga dona, com os dados dela e os dados da pessoa que ela comprou. Ela não procedeu com a transferência de propriedade para o nome dela, com isso gerou multa de recibo.

    Como devo proceder agora, pagar a multa de recibo e pagar a transferência de propriedade normalmente, mesmo estando no nome da primeira dona ainda, sendo eu a terceira?

    Posso fazer o processo de transferência diretamente da primeira dona para mim que sou a nova dona?

    • Maria Luiza, obrigada pelo contato. Na verdade, os custos devidos pela não transferência são de responsabilidade da proprietária da qual vc comprou o veículo. Se nos documentos constam o nome dela, vc não conseguirá fazer a transferência. O que se pode fazer é pedir uma segunda via do documento. Dessa forma, você poderia transferir para você. Mas essa solicitação deve ser feita pelo proprietário (ou seja, o que consta o nome no documento) e também geraria custos. Se a pessoa de quem vc comprou o carro se recusar a fazer a transferência, que é uma infração grave, você pode entrar com uma ação judicial. Sugerimos que se não conseguir amigavelmente, consulte um advogado. Boa sorte!
      a primeira dona

  37. Boa tarde.. me chamo Maikon eu e minha esposa compramos uma moto fomos com o antigo dono no cartório e fizemos o reconhecimento de firma agora qual o próximo passo? Os 30 dias para a transferência já passou oq vai acontecer?

    • Maikon, obrigada pelo contato. A transferência é obrigatória, sendo passível de multa quando não é feita dentro do prazo. Portanto, vc terá de fazer a transferência e pagar a multa devida. No CTB, não seguir o prazo para solicitar novo Certificado de Registro, segundo art. 233, caracteriza uma infração de natureza grave (R$ 195,23 em SP) para o novo proprietário. Então sugerimos que vc tente regularizar isso o quanto antes. Boa sorte!

  38. Olá, um amigo comprou um veículo em março de 2020 e não o transferiu devido a pandemia segundo ele, informou que lavou roupa com o DUT no bolso e o danificou, agora quer fazer a transferência e o antigo dono está se enrolando pois disse que vai interferir na comunicação da venda no ano passado para irpf. Como prosseguir no caso dele?

    • Eduardo, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, isso não vai interferir na comunicação da venda, por que uma vez declarada a venda no IR, não vai mudar em nada para ele. Mas vc terá de pagar pela segunda via do documento, mas ele terá de solicitar isso, pois o documento ainda está em nome dele. Se ele se recusar, talvez vc tenha de entrar com ação judicial. Converse com um despachante que poderá te ajudar, apresentando outras possibilidades. Boa sote!

  39. Boa tarde,
    Vendi um carro para um tio, porem ele não me pagou, isso já tem 10 anos, ele morreu devido ao covid em fevereiro, na época fizemos a comunicação de venda tudo certinho, porem ele não fez a transferência do veiculo para o nome dele, devido o falecimento e como ele não me pagou pelo veiculo, peguei o veiculo de volta, e gostaria de saber como faço para deixar o veiculo em meu nome, sendo que tem uma comunicação de venda no DETRAN, tenho a carta de quitação do veiculo em meu nome pois era financiado e eu quitei, atualmente o documento ainda esta em nome do banco. Como eu devo proceder para colocar em meu nome, sendo que existe essa comunicação de venda no detran.
    Desde já agradeço.

    • Neiva, obrigada pelo contato. Sugerimos que você entre em contato com o Detran para verificar como cancela a comunicação de venda. Como o carro ainda está em seu nome, não deve entrar em inventário. Segundo o Detran, o cancelamento da comunicação de venda em conjunto com o processo de emissão de 2ª via do CRV deverá ser realizado mediante formulário assinado e com firma reconhecida por autenticidade do comunicante (vendedor) e do comunicado (comprador). Mas consulte, para ver se existe outra possibilidade, e, caso não consiga uma solução, tente consultar um advogado ou despachante, que poderão te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  40. Boa tarde,comprei um carro em uma loja,e o documento estava em nome de outra loja, a loja que comprei ficou responsável em realizar a transferência…quando foram transferir me disseram que não estavam conseguindo transferir pro meu nome que teriam que transferir primeiro pra loja deles e só então depois seria transferido pro meu nome….já se passou mais de 1 ano e agora eles vieram me falar que não estão conseguindo dar baixa e transferir pro meu nome,pois estão com financiamento no meu nome e documento no nome da loja,querem que troque de carro…como devo proceder??

    • Mari, obrigada pelo contato.Pelo que apuramos, o erro foi da loja, que já deveria ter feito a primeira transferência, antes de concluir o negócio com vc. Você pode e deve entrar com uma ação judicial. Sugerimos que vc procure um advogado que poderá te orientar com base na lei. Boa sorte! Abs

  41. Bom dia , tenho uma moto em meu nome
    Mas faz 10 anos que não tenho notícias nem da moto nem de onde está e até 2011 foi pago licenciamento depois não foi mais pago . Não tenho recibo. Só documento dela vencido . Queria tirar do meu nome ou a responsabilidade minha dessa moto pra não me prejudica . Queria saber se vcs poderiam me ajudar

    • Samuel, obrigada pelo contato. Na verdade, para fazer a transferência, você terá de encontrar a pessoa que está com a moto no momento. Vc chegou a fazer a comunicação de venda ao Detran? Se não fez, faça-o. Isso não tira totalmente suas responsabilidades, mas já fica registrado que vc vendeu a moto. Lembrando que é obrigação do vendedor comunicar a venda do veículo ao Detran. Na cidade de São Paulo, por exemplo, isso é feito automaticamente nos cartórios, mas, em outros estados, é necessário informar ao Detran a venda do carro. Caso vc não encontre o comprador, vc pode pedir o bloqueio da moto junto ao Detran, exigindo que o comprador faça a transferência. Esse pedido de bloqueio nada mais é do que um declaração do vendedor, no caso você, com a assinatura de duas testemunhas, alegando que o veículo lhe pertenceu e que o mesmo não foi transferido. De qualquer forma, sugerimos que vc consulte um despachante, que poderá te dar mais detalhes, ou mesmo o próprio Detran, que deve lidar diariamente com casos semelhantes ao seu. Esperamos tê-lo ajudado! Abs.

      • Boa tarde, vendi uma moto há 15 anos atrás e recentemente chegaram varias infrações. Eu não tenho nenhum documento, contrato, recibo, nunca comuniquei ao detran ou registrei em cartório e não sei com quem se encontra o veículo. Como proceder?

        • Brunella, obrigada pelo contato. Então, pelo que apuramos, vc terá um pouco de trabalho para regularizar essa situação. Sugerimos também que procure um despachante ou advogado para te orientar melhor com base na lei. Mas você precisará dos dados do comprador. Até para fazer a comunicação de venda no Detran vc precisará da assinatura do comprador. Tente também consultar o próprio Detran em relação a como vc pode proceder diante de uma situação como essa. Boa sorte!

  42. Ola boa noite vendi meu carro em 2014 mais por falta de informação acabei passando todos os documentos sem tranferir para o nome do novo proprietário e agora queria tirar do meu nome oque faço???

    • Rafael, obrigada pelo contato. Você precisará contatar o comprador e exigir que ele faça a transferência, que, afinal, é obrigatória por lei. Se ele se recusar, você, provavelmente, terá de mover uma ação judicial contra o comprador. Mas precisará do contato dele para impetrar a ação. Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo e judicialmente obrigando o comprador a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Procure também fazer a comunicação de venda ao Detran. Vc pode fazer isso pelo portal do Detran. Esperamos tê-lo ajudado. Boa sorte!

      • Meu documento veio no meu nome é de uma mulher na frente atrás veio em branco mais não entendi como isso aconteceu e se pode sair assim o documento

        • Marcia, obrigada pelo contato. Muito provavelmente, deve ter ocorrido um erro. Sugerimos que vc entre em contato com o órgão emissor e peça a correção. Boa sorte!

  43. Fiz a compra de um veículo no dia 9/12/2021, porém a solicitar o seguro fui informada que o veículo tinha sido recuperado, solicitei a devolução do dinheiro e do carro, devolvi o carro para a agência no dia 18/01/2021, porém o documento foi emitido em meu nome em 12/02/2021, o carro ainda está no meu nome e o IPVA ja está em atraso, porém o carro não esta comigo a quase 4 meses. oque devo fazer

    • Ariane, obrigada pelo contato. Seu caso parece mesmo meio delicado. A Agência tem de se responsabilizar pelo equívoco e justificar a razão de ter transferido o veículo para seu nome. Sugerimos que vc procure um advogado e, se for preciso, caso a agência se recuse a solucionar esse imbróglio, entre com uma ação judicial, até porque, dependendo da situação que o carro esteja inserido, isso pode te causar sérios problemas futuros, ou seja, uma grande dor de cabeça. Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte! Abs.

  44. Boa tarde,
    Comprei um veiculo por uma revendedora, na hora em que fui transferir notamos que o documento esta no nome de uma terceira pessoa, entrei em contato com a revendedora e ela ficou de fazer todo o procedimento, mais acabou dando os 30 dias e nada da revendedora resolver, acabou gerando a infração e estou na provisoria, o que devo fazer neste caso?

    • Alexander, obrigada pelo contato. A revendedora precisa se responsabilizar pela transferência, pois com a provisória, dependendo da infração, você pode perder a carteira. De acordo com o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), o condutor que tem uma PPD (Permissão para Dirigir) não pode receber multas gravíssimas (7 pontos), graves (5 pontos) ou ainda, ser reincidente em multas médias (4 pontos) durante um ano. Se o veículo está em nome do antigo proprietário, provavelmente, a multa virá em nome dele também, obrigando-o a acionar a loja. De qualquer forma, a revendedora precisa se responsabilizar pela transferência e vc deve exigir isso. Caso haja negação, vc deve abrir uma ação judicial. Mas sugerimos também que procure um despachante, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  45. Bom dia,

    comprei um veiculo antigo (opala 1978) com o recibo assinado e datado sem firma reconhecida em 03/05/2000

    a multa de recibo será multiplicada pelo tempo em atraso ?

    e consigo reconhecer firma sem o vendedor ? já q já está assinado

    obg pela atenção

    • William, obrigada pelo contato. O valor da transferência de veículos varia de acordo com o Detran de cada unidade, ou seja, de cada estado. Além da multa – de R$ 195,23, no caso de SP -, se o antigo proprietário não comunicar a venda ao Detran, ele ficará responsável pelas dívidas e infrações que o novo dono cometer (no caso você). Como a transferência é obrigatória, se vc não fizer o procedimento, você também deverá ser penalizado com 5 pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação), podendo ainda ter o veículo retido para regularização, caso pegue uma blitz. Quanto à multa, ela é não cumulativa. Vc pagará o valor atual e corrigido determinado pelo Detran.
      Em relação ao reconhecimento de firma, somente a assinatura do ex-proprietário não adiantará para vc fazer a transferência. Quando se faz um reconhecimento de firma, vc terá de apresentar os documentos originais da pessoa. Então, ele teria de fazer isso. Sugerimos que procure um despachante que poderá te orientar melhor e levantar outras possibilidades com base na lei. Boa sorte. Abs.

  46. Ola me chamo Onias e comprei uma moto 125 cc, porem nao esta no meu nome, puchei os dados no Detran e vi que ela e documentada, paguei os debitos dela , fui atras do dono dela, achei entrei em contato com ele , resumo ele vendeu a um amigo , o amigo assinou o recibo e nao tiro do nome do vendedo, a moto ficou com recibo no nome do comprador eo documento no nome do vendedor , entrei em contato com o comprador , ele disse que nao vai assinar o cancelamento do recibo e alegando que a moto tem que estar com ele , oque eu faço pra legalizar essa apuraçao.

    • Onias, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, vc terá de contratar um advogado, até porque com muitas pessoas envolvidas, vc precisa apurar se ouve má-fé ou crime de estelionato de algumas das partes. Qual a razão do antigo proprietário dizer que a moto deve estar com ele? Existe algum bloqueio da moto ou queixa de roubo? Para se proteger, vc precisa ter em mãos documentos que comprovem que vc comprou a moto – recibos, comprovantes de depósitos bancários etc. Mas sugerimos que busque um advogado, que poderá montar uma ação judicial mais consistente. Tente a defensoria pública da sua cidade. Em geral, eles prestam serviços gratuitos para alguns assuntos. Talvez, vc possa conseguir um advogado gratuitamente. Boa sorte!

  47. Boa tarde!!
    Vendi uma moto em 2006 e a pessoa compradora nunca transferiu a moto para o nome dela.
    A moto ainda está em meu nome. Só tenho um Xerox autenticado do recibo de venda. Como faço para tirar esse veículo do meu nome?
    Muito obrigada

    • Michele, obrigada pelo contato. Vc sabe onde encontrar o comprador? Se souber, tente contatá-lo e peça de forma amigável que ele faça a transferência. Caso ele se recurse, você, provavelmente, terá de mover uma ação judicial contra o comprador. Mas precisará do contato dele para impetrar a ação. Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando o comprador a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Procure também fazer a comunicação de venda no Detran. Vc pode fazer isso pelo portal do Detran. Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte!

  48. Olá boa noite
    Me chamo Gilson!!!
    Tenho um veículo no meu nome, que não faço idéia aonde ele está … Fui puxar o doc e o comprador nunca pagou o documento
    O que eu preciso saber :
    1 existe alguma forma de encontrar esse veículo ?
    2 eu sei que por estar no meu nome sou responsável pelas despesas, mas tem alguma opção que me favorece o não pagamento ?
    Obs não tenho nenhum comprovante de compra e venda

    • Gilson, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, vc tem de encontrar o comprador para evitar futuros problemas, pois vc não é só responsável pelas taxas e débitos, mas por eventuais sinistros que venham envolver o veículo. Vc já procurou um despachante? O próprio Detran pode te ajudar ou mesmo te orientar. Quando encontrar o comprador, se ele se recusar a transferir, vc terá de entrar com uma ação judicial, obrigando-o a fazer a transferência. Mas vc precisará de documentos (recibos e outros), que comprovem a venda. Sugerimos que consulte um advogado, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  49. Olá, comprei uma moto faz uns 8 anos e ainda estou com ela é agora o vendendo q que eu faça a transferência para o nome de mais o valor está altíssimo, ele tem direito na justiça para obriga eu transferir para o meu nome ??

    • Maria, obrigada pelo contato. A transferência é obrigatória por lei, e o comprador pode exigir, sim, até judicialmente, que vc faça a transferência. Ele pode também pedir, inclusive, o bloqueio da moto junto ao Detran. Sugerimos que faça a transferência para evitar problemas futuros. Boa sorte!

  50. Boa tarde.
    Eu comprei um carro no inicio de 2020, e fui no cartório fiz a transferência e uma semana antes de fechar tudo por causa da pandemia em Março, fui no detran aricanduva para passar pro meu nome. (tenho todos os comprovantes) porém não consegui fazer o licenciamento por que o carro não consta no meu nome. Falei com o despachante, e realmente o carro não se encontra no meu nome e nem no nome do antigo dono.. o que será que aconteceu ?

    • Andreza, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, se o despachante não conseguiu identificar a razão de não estar no seu nome, pode ter sido uma falha do Detran. Seria recomendável vc consultar o órgão. Por outro lado, vc levantou todos os dados do veículo antes de comprar e checou junto ao Detran se não existe nenhum impedimento ou sinistro envolvendo o carro? O que o ex-proprietário justificou? Tente levantar essas questões, que estamos vendo outras possibilidades para vc. Boa sorte!

  51. Olá, Comprei um carro… o vendedor tinha o DUT em seu nome assinado, porém havia passado do prazo em passar o carro para o seu nome. Fui e comprei o carro mesmo assim, Porém não sei como proceder para que eu consiga passar o carro para o meu nome. O carro consta avisado como venda no site do Detran pelo antigo dono. Poderia me orientar?

    • Matheus, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, a pessoa que te vendeu tem de transferir primeiro para o nome dela. Ele deve pagar uma multa. Se ele se recusar, vc pode explicar que qualquer multa que vc venha a tomar com o veículo, ou débitos do automóvel ficarão no nome dele. De qualquer forma, guarde todos os comprovantes de compra e venda, recibos etc. Tente consultar também um despachante que poderá levantar outras possibilidades com base na lei. Boa sorte. Abs.

  52. Boa tarde, comprei um veiculo e fiz a transferência para meu nome e tudo, tenho documento do carro e recibo em branco no meu nome, porem o carro esta com uma passagem de ESTELIONATO mas fiz toda transferência de forma legal (Com despachante), oque devo fazer ? já paguei o antigo proprietário tenho o carro a três anos mas estou com medo de perder o carro, tem esse risco ?

    • Alex, obrigada pelo contato. Vc chegou a fazer uma busca pelo chassi ou bloqueio? O despachante deveria ter feito isso. Sugerimos que vc procure um advogado criminal para verificar do que se trata essa passagem “estelionato” e se houve má-fé por parte da pessoa que te vendeu o carro. Um despachante de confiança também pode levantar mais detalhes para vc. Boa sorte!

  53. Boa noite fiz uma venda de uma moto mais não transferir e o meu sumiu com o comprovante de compra e venda e já passou a moto e não consigo tira a moto do meu nome não achei quem está com a moto e nem o cara que vendi ,queria tira dúvida como resolver isso ..

    • Cesar, obrigada pelo contato. Seu caso parece bem sério. O fato é que para regularizar a situação terá de encontrar a pessoa que comprou a moto. Vc pode também comunicar a venda no site do Detran e ainda abrir uma ação judicial pedindo o bloqueio da moto. Na ação, vc deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, obrigando o comprador a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. De qualquer forma, tente consultar um despachante para levantar outras possibilidades. Boa sorte!

      • Boa noite. Comprei um carro em 2017. Paguei a transferência de placa. Peguei o documento do ano e não fiz a transferência para o meu nome. Em seguida o carro quebrou e deixei ele de lado. Agora estou arrumando ele e tentei puxar os documentos para pagar e não consta nada, sendo que não paguei o documento desde 2018. O que pode ter acontecido?. Como faço para resolver? E se o antigo dono entrou com uma ação de bloqueio, eu consigo regularizar o veiculo novamente?

        • Carlos, obrigada pelo contato. Estranho não aparecer nada. Se houvesse bloqueio, na consulta isso estaria informado. De qualquer forma, se houver bloqueio, precisa saber a razão do bloqueio. Se for pela falta de transferência, vc consegue, encontrando o antigo dono, transferir para seu nome e regularizar, quitando todas as multas. É uma situação que poderá lhe dar um pouco de dor de cabeça. Sugerirmos que vc procure um despachante de confiança que poderá te ajudar com base na lei. Esperamos tê-lo ajudado. Boa sorte!

  54. Olá co.prei uma moto e paguei uma parte do valor mais o recibo já estava preenchido e o dono esta enrolando para assinar o recibo para a pessoa de quem eu comprei poder transferir para o nome dela e depois eu transferir para o meu o que fazer

    • Marcelo, obrigada pelo contato. Então, é difícil analisar sem saber o motivo pelo qual o dono está demorando para entregar o documento. Será que existe alguma pendência financeira entre eles? Se a situação não se resolver amigavelmente, vc pode abrir uma ação judicial, exigindo o documento, desde que tenha todos os documentos que comprovem sua história (recibos, emails ou mensagens de whatsapp etc.). Esperamos Tê-lo ajudado. Abs.

  55. Bom dia. Fiz a venda de um veículo e o preenchimento do recibo no cartório, porém, por desconhecer a necessidade, não autentiquei a cópia do mesmo. Nesse caso, como posso comunicar a venda ao detran sem a cópia autenticada?

    • Ewerton, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, vc precisará mesmo da cópia autenticada. Sugerimos que vc tente consultar o Detran, pois se houver outra alternativa, eles poderão te orientar melhor. Boa sorte!

  56. bom dia, comprei uma moto em meu nome para um tio meu, ele acabou vendendo e nem fiquei sabendo o comprador gerou multas e deixou documento atrasado, meu nome essa em divida ativa. encontrei o comprador o mesmo falou que a moto foi aprendida, foi atrás para saber da moto ela ja tinha indo pra leilão e ja estava com outra pessoa, fiquei com essa divida em meu nome, como faço para que ele pague essa multas e os documento atrasados, consigo obrigar ele a pagar isso de alguma forma ? grato

    • Marcos, obrigada pelo contato. Você, provavelmente, terá de mover uma ação judicial contra o comprador. Mas terá de comprovar a venda. Como a moto já que foi apreendida, seria melhor vc consultar o Detran para verificar o que pode ser feito, ou seja, se vc pode passar a titularidade dessa dívida para o atual proprietário. Se decidir pela ação, deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Sugerimos que vc consulte um advogado para obter mais informações com base na lei. Esperamos tê-lo ajudado. Boa sorte!

  57. Bom dia, comprei uma moto cinquentinha a uma oficina, onde o dono havia deixado la para que a oficina se encarregasse de vender. Comprei a mesma e nunca tive contato com o real titular da moto, a pessoa da oficina encarregada de vender apenas me passou dois documentos da moto e nunca me passou um contato de email ou telefone do titular para que eu entrasse em contato para fazer a transferência do nome e realizar o primeiro emplacamento, estou sem poder utilizar a moto devido a isso, pois ela pode ser presa, o que devo fazer nesse caso?

    • Maria Eduarda, obrigada pelo contato. Na verdade, para fazer a transferência, vc precisará encontrar o antigo dono. O dinheiro pago pela moto a quem foi dado? Ao mecânico? Existe algo que comprove a venda? Pelo que apuramos, não há outra forma de transferir. No entanto, existe uma possibilidade que é o usucapião. Sim, pode ser usado também para veículos (e não só para imóveis, como pensamos). Em geral, você precisará provar a boa-fé, e, para isso, precisa abrir uma ação judicial apresentando conversas no Whatsapp que mostrem a compra, comprovantes de transferências para esse vendedor etc. Se tiver isso, em média, em três anos, vc consegue o usucapião para a moto. Mas se não tiver como provar a boa-fé, em média, são cinco anos. Mas, mesmo assim, muito provavelmente, vc ficará sujeita à apreensão. Sugerimos que vc consulte um advogado de confiança, que poderá identificar as melhores possibilidades para seu caso, inclusive, a de usucapião. Boa sorte!

  58. Boa noite,

    Em 2016, dei entrada no processo de liberação de Leasing, recebi toda documentação do consórcio com o CRV, acabei não fazendo a transferencia do veiculo para o meu nome.
    Como posso regularizar esta situação e ter acesso ao CRV atualizado..

    • Elenice, obrigada pelo contato. Vc deve verificar junto aos Detran quais os procedimentos e documentos necessários. Atualmente, é possível fazer on-line. Boa sorte!

  59. Bom dia!
    Vejo que quando se fala em problemas na comunicação de venda, a preocupação geralmente é que o comprador não efetue a transferência. Mas não vejo nada relacionado ao meu caso, que é exatamente o contrário.

    Tenho o CRV assinado por vendedor e por mim (comprador), com firmas reconhecidas e carimbo do cartório avisando que a comunicação de venda seria efetuada. porém a comunicação de venda não consta no site do Detran, e por isso não consigo efetuar a transferência.

    Estou preocupado porque o vendedor não retornou meus contatos.
    Avisei sobre a situação mas ele não se manifesta… E não consigo concluir a transferência dentro do prazo de 30 dias.
    Estarei sujeito à multa? O veículo pode ser apreendido? Terei problemas se for parado em uma blitz?
    Tenho todos débitos do carro pagos… Licenciamento, IPVA, e até a taxa de transferência e a vistoria já foram feitas…

    • Murilo, obrigada pelo contato. Alguns leitores tiveram problemas com o sistema do Detran. Um deles, inclusive,pagou todas as taxas e o sistema acusou que não foi feito o pagamento. Nesse caso, se vc puder ir a um posto do Detran que esteja atendendo presencial, é recomendável. Muitos leitores internautas tentaram mandar e-mail para o Detran, mas a resposta é bem demorada. Um dos internautas teve de pagar de novo as taxas para concluir a transferência e entrar com pedido de ressarcimento. No caso de blitzes, os débitos estando em dia, já é algo importante, mas se o novo documento constando o último licenciamento não estiver com vc, há chance de eles apreenderem o veículo. Mas depende muito do agente. Acontece que passados os 30 dias, automaticamente o sistema vai sugerir a multa. Se o veículo estiver alienado, a financeira também pode pedir o bloqueio do automóvel após os 30 dias, caso a transferência não seja concluída. Tente ir a um posto do Detran ou consulte um despachante que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

      • Obrigado pela resposta!
        Consegui emitir o financiamento, ainda que em nome do proprietário anterior.
        O problema mesmo é a comunicação de venda.
        E em todas consultas que efetuei dizem que não tem jeito, ela precisa ser feita pelo vendedor, e não por quem comprou…

        • Murilo, que bom que conseguiu. Bom saber disso, por que também podemos ajudar outros internautas que, eventualmente, tiverem essa dúvida ou se depararem com esse problema. Abs e obrigada pela contribuição!!

  60. Olá, vendi um carro em 2014 e o recibo foi fechado porém não reconhecido firma em cartório. Em 2020 meu nome foi para dívida ativa por falta de pagamento ipvas 2017/2018/2019. A pessoa a quem vendi e fechei o recibo é conhecido e sei onde posso localizar ele. Posso com esse recibo em mãos realizar o reconhecimento de firma e fazer a comunicação de venda? Essa comunicação pode ser feita cartório ou somente detran? E a divida que esta inscrita na divida ativa passará para ele? Por favor me ajudem!!!!!!

    • Marcely, obrigada pelo contato. Você pode sim fazer o reconhecimento de firma e deve sim fazer a comunicação de venda no site do Detran. O reconhecimento é no cartório. Mas o comprador também precisa reconhecer firma e fazer a transferência. Caso ele não faça, você pode entrar com uma ação judicial. Quanto aos débitos em dívida ativa, como a transferência constará na data atual, vc terá de negociar com ele os pagamentos, pois não há como fazer com data retroativa. Caso você opte por entrar com ação judicial, você deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, obrigando o comprador a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. De qualquer forma, tente consultar um despachante para levantar outras possibilidades. Boa sorte!

  61. Ola, comprei uma carro ha 4 anos, fui no cartorio com o antigo dono, reconhecemos assinatura, assinei um papel me comprometendo com multas e problemas que surgissem envolvendo o veículo daquele dia em diante. Mas não passei para meu nome o veículo, na época tentei passar mas o antigo dono disse q eu só poderia fazer isso depois que terminasse de pagar as parcelas do carro que ele vendeu. Eu não entendia do assunto e deixei assim mesmo.
    Agora quero passar o carro pro meu nome.
    Será que surgiria algum problema por causa do tempo que passou?
    Eu venho pagando o ipva certinho, nunca recebi uma multa e nem me envolvi em acidente algum.

    • Priscila, obrigada pelo contato. Se os débitos do veículo estão todos em dia, vc pode transferir. Mas o documento do carro precisa ter o reconhecimento de firma tanto do vendedor quanto do comprador (no caso vc). Se isso foi feito à época em que vc comprou, já passou o prazo para transferência e vc terá de pagar uma multa pelo atraso. Mas se o reconhecimento de firma não foi feito no documento à época, vcs dois terão de reconhecer firma no CRV e fazer a transferência normalmente pagando somente as taxas devidas. Vc tem contato com o vendedor? Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte!

  62. Bom dia, Eu vendi uma moto em novembro/2020 fiz o reconhecimento de firma no cartório, a pessoa que comprou também fez o reconhecimento firma no cartório. Porém ela não deu continuidade e não transferiu o veículo, eu corro algun risco de algum débito ou preciso correr atrás de alguma coisa para resolver ?

    • Olá poderia me ajudar
      Eu comprei um carro na loja em 2018 foi feita toda transferência pro meu nome ano passado paguei o IPVA licenciamento tudo.
      Agora esse ano paguei o IPVA e tive que pagar o licenciamento na lotérica. Mas ainda não consta que foi paga e ta dizendo que ta bloqueado por falta de transferência do último dono como que isso pode acontecer se no ano passado o documento chegou certinho pra mim. O que eu devo fazer?

      • Juliana, obrigada pelo contato. Muitos leitores estão tendo problemas como esse junto ao Detran. Um deles, inclusive, fez o pagamento de todas as taxas, atendeu a todas as solicitações e, feito isso, os pagamentos não apareciam no sistema do Detran. Pelo que apuramos, seria recomendável que você comparecesse a um posto do Detran que esteja fazendo atendimento presencial para ter informações mais precisas. Vc pode tentar pelo próprio portal deles, enviando e-mail, mas o tempo de resposta, em geral, é também demorado. Tente também consultar um despachante de sua confiança, que poderá te orientar melhor. Boa sorte!

    • Gerson, obrigada pelo contato. Apesar do reconhecimento de firma de ambas as partes, a transferência não foi efetivada. Portanto, o veículo continua no seu nome e toda incidência de débitos devidos. O problema é que se já expirou o prazo para transferência, o comprador terá de pagar multa, e nesse ponto é que surgem os maiores conflitos entre compradores e vendedores. Você pode exigir que ele faça a transferência por meio de ação judicial, afinal, a transferência é obrigatória. Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando, se preciso, o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando o comprador a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. De qualquer forma, tente um contato com o comprador e veja se ele realiza a transferência de forma amigável, antes de entrar numa briga judicial. Esperamos tê-lo ajudado. Boa sorte.

  63. Comprei um carro a 5 anos, por falta de conhecimento e alguns problemas não foi feita a transferência após esse 5 anos a vendedora conseguiu me localiza dizendo que ta tendo problemas com ipva não sei o que fazer estou desempregado passando necessidade não tenho condições de paga mais nada eu vou perde o meu carro?

    • Gilney, obrigada pelo contato. Na verdade, a transferência é obrigatória. Se você não estiver com a documentação em dia e passar por uma blitz, provavelmente, o carro será recolhido pelo Detran. Vc só conseguirá reaver o automóvel quando quitar todos os débitos – normalmente isso é à vista. Além disso, todos débitos do veículo incidem sobre o nome do proprietário, no caso a pessoa que te vendeu, que não tem nada a ver mais com o carro. Mas ela pode te processar para exigir que você faça a transferência para desobrigá-la a qualquer ônus em relação ao carro. Tente checar parcelamentos. O Detran parcela em alguns casos os débitos, ou tente consultar um despachante que poderá levantar outras possibilidades. Esperamos tê-lo ajudado. Boa sorte.

  64. bom dia, vendi o meu carro, e por falta de conhecimento não fiz a transferência para o novo dono, está chegando diversas multas, e hoje não tenho contato com rapaz que eu vendi, posso fazer o bloqueio do veículo?

    • Joyce, obrigada pelo contato. Você, provavelmente, terá de mover uma ação judicial contra a primeira compradora que comprou o veículo. Mas precisará do contato dele para impetrar a ação. Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando o comprador a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Uma alternativa é também verificar junto ao Detran o que poderia ser feito, afinal, eles devem lidar com casos assim com frequência. Procure fazer a comunicação de venda no Detran. Vc pode fazer isso pelo site. Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte!

      • Vendi um carro fazem 2meses e o novo proprietario não consegue fazer a transferência pq é um automóvel com sinistro em 2018 , pq isso aconteceu se a um ano atrás nos compramos esse veículo e não tivemos problema nenhum no momento da transferência?

        • Marlene, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, tente ir a um posto do Detran pessoalmente para apurar de perto essa questão. Às vezes, é um erro do sistema do Detran, ou pode ser algo que não apareceu no sistema quando vcs compraram. Mas vá presencialmente ao Detran ou consulte um despachante que poderá checar isso para vc. Boa sorte!

  65. Bom dia!
    Comprei uma moto, e os procedimentos foram todos corretos, porém devido as festas de fim de ano ficou meio em cima do prazo, solicitei a transferencia via internet no dia 08/01/2020 e vence os 30 dias que é o prazo em 14/01/2020, o Detran informa que tem 7 dias úteis para resposta, ou seja se algum dado estiver errado ou mesmo eles mandar a resposta de que preciso acertar alguma coisa, corro risco de ser penalizado, sendo que transferencia IPVA estão pagos?

    • Carlos, obrigada pelo contato. Provavelmente, se houver algum indeferimento, você terá de pagar a multa por ter ultrapassado o prazo para transferência. De qualquer forma, tente consultar o Detran ou um despachante que poderá te orientar com base na lei. Boa sorte!

  66. boa tarde

    Comprei um caminhão de uma pessoas que havia comprado de um terceiro.
    Essa pessoa ficou de me fornecer o certificado de compra, o documento de transferencia.
    Ele não fez e quando fui cobrar ele se recusou, dizendo que o primeiro proprietário também não tinha transfêrido pra ele.

    Tem como regularizar isso? passar para o meu nome?
    não tenho o contato do primeiro dono, cujo nome consta no renavan.

    obrigado

    • Artur, obrigada pelo contato. Você, provavelmente, terá de mover uma ação judicial contra a pessoa que te vendeu o veículo. Mas precisará dos dados dele para impetrar a ação. Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz judicialmente obrigue a pessoa que te vendeu a te entregar os documentos devidamente em ordem, realizando a transferência primeiro para o nome dela. Uma alternativa é também verificar junto ao Detran o que poderia ser feito, afinal, eles devem lidar com casos assim com frequência. Esperamos tê-lo ajudado. Boa sorte!

  67. Comprei meu carro em uma revenda, sou do Paraná e o carro é de MG, já paguei a 5ª parcela e ainda não passaram o carro para meu nome, o IPVA de 2020 está pago, será que posso colocar um processo em cima dessa empresa? Eles querem que eu quite o IPVA desse ano para dar entrada no processo, mas eu quero parcelar, aqui o Estado faz em 5 vezes.

    • Tânia, obrigada pelo contato. A transferência é obrigatória. Se eles estão enrolando para fazer isso e você já está pagando pelo veículo, você deve sim entrar com uma ação judicial para que eles passem o veículo para seu nome. Sugerimos que você consulte um advogado que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  68. Boa noite , foi vendido o carro , não teve reconhecimento de firma em cartório e não tenho nenhum dado do comprador e nem sei o paradeiro dele nem do carro.
    O que posso fazer pra me livrar dessa sor de cabeça ?

    • Leandro, obrigada pelo contato. b Você, provavelmente, terá de mover uma ação judicial contra o comprador . Mas precisará do contato dele para impetrar a ação. Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando o comprador a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Uma alternativa é também verificar junto ao Detran o que poderia ser feito, afinal, eles devem lidar com casos assim com frequência. Procure também fazer a comunicação de venda no Detran. Vc pode fazer isso pelo portal do Detran. Esperamos tê-lo ajudado. Boa sorte!

  69. Boa noite, meu ex namorado comprou uma moto no meu nome, mas ele não terminou de fazer a transferência. O documento está no nome do dono anterior mas todas as multas e cobranças já veem em meu nome. A moto ainda está com ele, está cheia de multas, e quero pega-la para poder arrumar o documentos e passar para frente, mas como não tenho os documentos e nem recibo, tenho apenas os dados dela, eu consigo recuperar a moto? Pois ele não quer pagar as multas para transferir do meu nome para o dele, e também não quer me dar a moto. O que eu faço? Consigo de alguma forma pegar a moto pois está em meu nome? Me ajudem estou desesperada

    • Beatriz, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, sem os documentos, provavelmente, você não consegue recuperar a moto, já que não foi feita a transferência para seu nome. Sugerimos que vc consulte um advogado, que poderá montar uma ação judicial contra seu ex-namorado. Uma outra opção seria você procurar o ex-proprietário e pedir que ele solicite uma segunda via do documento, já que a declaração de venda já foi feita no seu nome. Mas a solicitação de 2a via tem uma taxa, que vc terá de pagar, uma vez que o ex-proprietário, provavelmente, não aceitará ter esse custo a mais. Mas pode ser uma alternativa. Boa sorte!

      • Boa noite .Fiz a compra de um carro o antigo dono faleceu mas tenho o documento onde consta a venda( apenas com assinatura do dono reconhecida), a transferência do veículo não foi feita mas tem comunicado de compra e venda .Gostaria de saber como posso transferir para meu nome .obrigada!

        • Danielle, obrigada pelo contato. Sugerimos que v se informe no Detran, já que a venda foi feita antes de a pessoa falecer. De qualquer forma, se o veículo estiver no inventário, vc terá mais dificuldades para solucionar essa questão. Tente consultar um despachante que poderá te orientar melhor e levantar outras possibilidades com base na lei. Abs.

  70. Olá, vendi o veiculo e reconheci firma da minha assinatura, consta a comunicação de venda no Detran-SP, ocorre que a compradora não reconheceu firma da assinatura no recibo de compra e venda e não transferiu os documentos do veiculo para seu nome e vendeu o veiculo para uma terceira pessoa que também não regularizou e vendeu o veiculo novamente, o novo proprietário que está atualmente com o veiculo teve o carro apreendido em uma blitz por licenciamento vencido, ele quer regularizar as pendencias mas a compradora na qual eu vendi o carro não quer nem reconhecer firma da assinatura e nem passar uma procuração para que ele possa regularizar as pendencias e tirar o carro do pátio de apreensão, como proceder nesse caso ?

    • Denis, obrigada pelo contato. Você, provavelmente, terá de mover uma ação judicial contra a primeira compradora que comprou o vaículo. Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando a compradora a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Uma alternativa é também verificar junto ao Detran o que poderia ser feito, afinal, eles devem lidar com casos assim com frequência. Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte!

      Responder

  71. Bom dia, comprei um carro em um auto shopping em fevereiro de 2020, ai veio a pandemia esperei o tempo ate as coisa voltarem parcialmente, só que a loja não fez a transferência do veiculo para meu nome e ate agora nada e paguei o que precisava para a transferência de acordo com o contrato de compra do mesmo. Eu posso estar fazendo a transferência do veiculo e acionar a loja no Procon para receber o valor pago.

    • Luz, obrigada pelo contato. Se a loja não fez a transferência e vc está em posse do documento com firma devidamente reconhecida do antigo dono (acreditamos ser a loja), vc pode sim fazer a transferência e acionar a loja judicialmente (reúna todos os documentos que comprovem a compra do carro e pagamento da transferência para a loja). Sugerimos também que vc procure um despachante que também poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  72. Poderei me tirar uma dúvida foi realizado somente a transferência do veículo no cartório. As multa vem no nome do proprietário atual mas o ipva vem do primeiro proprietários. O veículo ainda pertence a primeiro proprietário visto q está no nome dele? A transferência no cartório ele é inválida?

    • Skarth, obrigada pelo contato. Vc tem a certeza de que a transferência foi mesmo plenamente concluída? Se sim, o IPVA deveria já estra vindo no nome do atual proprietário. O que pode ter acontecido é a consulta ter sido feita sobre algum débito anterior. Sugerimos que vc procure um despachante que poderá checar com facilidade essa questão. Boa sorte!

  73. Bom dia! Comprei um carro de uma revendedora, o financiamento é via banco, paguei o IPVA DPVAT tudo certinho, porém não fiz a transferência para o meu nome, e também não vou conseguir fazer por agora, mais preciso do documento que paguei, teria uma forma de eu ter acesso a este documento ou só se eu transferir para o meu nome! Obrigada. Aguardo!

    • Tamires, obrigada pelo contato. Pelo que entendemos, se vc comprou na revendedora, a empresa, provavelmente, para te entregar qualquer comprovante de pagamento pode exigir a realização da transferência. Sugerimos que vc procure um despachante, que poderá te orientar melhor com base na lei e levantar outras possibilidades. Boa sorte!

  74. Em 2007 dei um veículo pra um ex chefe guardar pra mim. Porém não assinei o documento o carro chegou débitos e como na época já tinha ipva atrasado meu nome foi pro Cadin enfim paguei a dívida pra tirar meu nome da restrição e desde então o documento está em dia porém agora não encontro o cara nem o carro. Como posso fazer pra recuperar o meu carro.

    • Lucimeire, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, como vc não sabe onde a pessoa se encontra, vc deve procurar um advogado para te ajudar a localizar o seu ex-chefe , mas também talvez seja necessário fazer um boletim de ocorrência. Mas o advogado poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  75. Boa noite,passei meu carro com algumas parcelas pendentes,datei o recibo no nome do novo proprietário devido o carro está com IPVA atrasado ele deixou ser preso,agora chegou um protesto no meu nome do IPVA o que devo fazer?

    • Ronaldo, obrigada pelo contato. O que deve ter acontecido é que ele não fez a transferência. Mas a transferência é obrigatória. Se ele não fez, vc pode entrar com uma ação judicial e obrigá-lo a realizá-la. Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente o obrigando a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Tente consultar um advogado que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte.

  76. Boa tarde,comprei uma moto de um amigo de trabalho,ele ainda estava pagando mesmo assim paguei a vista,porém após algum tempo ele queria transferir a moto para meu nome mas ainda faltava prestações e lhe disse que o banco não iria aceitar devido haver parcelas a pagar,enfim ele pediu o recibo de compra e venda para falar com o banco,ou advogado enfim eu enviei porém fiz o preenchimento nos campos de comprador para me assegurar,isto ocorreu em 2014,porém em 2019 sem me informar ele fez a comunicação de venda da moto no Detran,e eu não sei como devo proceder,na consulta que faço aparece a comunicação de venda só não sei se ele alterou alguma coisa,como devo proceder neste caso pra saber se o comunicado está em meu nome.grato

    • Epaminondas, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, tente ir ao posto do Detran para checar se o comunicado foi feito no seu nome. Eles podem te ajudar. Tente também procurar um despachante que também consegue verificar essa questão. Boa sorte!

  77. Vendi meu carro para um amigo de boca, ele pagou parte do valor e não pagou mais e também não devolveu. O recibo esta comigo em branco. Como posso proceder para reaver o carro?
    Eu posso fazer BO de roubo?

    • Anderson, obrigada pelo contato. Em tese, vc pode fazer a queixa para tentar reaver o veículo. Mas, pelo que apuramos, o melhor é vc consultar um advogado que poderá te orientar com base na lei, até por que se vc quiser o carro de volta, terá também de ressarcir o seu amigo do valor que ele já havia pago. Boa sorte!

  78. Vendi meu Carro e entreguei os documentos para o comprador incluvisve o dcto. de transferência, no dia marcada para ir no cartório não pude ir. e marcamos para essa semana. Hoje recebi um comunidado do Detran que meu ex-carro esta com alienação fiduciária. OU seja o comprador fez um financiamento em nome de outra pessoa. Eu não deveria ter participado desse “segundo” negócio?

    • José, obrigada pelo contato. Realmente, ele não poderia ter feito isso, sem ter concluído a transferência. Até porque, em tese, ninguém pode dar um veículo (ou qualquer outro bem) como garantia em um financiamento que não esteja em seu próprio nome. Tente consultar um advogado para evitar problemas de ordem judicial futuras por causa disso. É que se o carro ficar no seu nome, vc continua a responder por ele legalmente. Boa sorte!

  79. olá boa tarde , gostaria de auxilio em uma questao , vendi uma moto pro meu primo, mas nunca fiz comunicacao da venda e ele tambem nao transferiu. O tempo passou e ele vendeu a moto , mas nao transferiu e esse novo comprador (que é amigo dele) vendeu para outra pessoa posteriormente ( e essa pessoa tambem vendeu para terceiro , que tbm vendeu para terceiro) enfim , uma confusão . Fato é que a moto nunca foi transferida e agora (desde 2019) ta chegando varias multas e inclusive estou com processos de suspensao do direito de dirigir por causa dessas multas . Quero entrar com ação pra resolver mas nao queria que meu primo se ferrasse , pq ele nao foi culpado , mas sim o amigo dele que vendeu pra quem nem conhece antes de resolver tudo . assim , pergunto , se eu entrar com a acao o juiz vai obrigar meu primo a transferir a moto pra ele (mesmo ele nao sendo dono desde 2018 ) ?? e os pontos das infraçoes cometidas , quem vai “ficar com eles” ?? outra coisa é o ipva e as multas … sobre elas eu e todos os que ja compraram a moto sao solidariamente responsaveis ?? ou quem exatamente ??
    aGRadeço pela resposta ja quero chegaar mais istruido

    • Midiã, obrigada pelo contato. Enquanto a transferência não é feita, a pessoa que tem o nome no documento fica responsável por todos os débitos do veículo (taxas, tributos, impostos e até sinistros, se houver). Como a moto está no seu nome e não foi feita nem a comunicação de venda junto ao Detran, vc é para o Detran a responsável legal e é de vc, somente de vc, que serão exigidas as responsabilidades sobre o veículo, inclusive a pontuação das multas. Por isso, a transferência é tão importante. Vc terá de encontrar a pessoa que está com a moto e exigir que ela faça a transferência. O seu primo não será prejudicado, a não ser que ele tenha feita algo ilegal. Vc pode entrar com uma ação judicial e obrigá-lo a realizar a transferência. Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando a pessoa para quem ele vendeu a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Boa sorte!

  80. olá,bom dia.,quando eu vendi minha moto,eu apenas fiz o reconhecimento de firma no cartório,e ñ fiz o comunicado de venda no Detran,e agora eu ñ consigo ms encontrar a pessoa que comprou a moto e que está com o dut.
    gostaria de saber o que preciso fazer para comunicar venda agora,já que ñ tenho ms o dut e nem o veículo em mãos?,e nem ao meu alcance,

    • Pablo, obrigada pelo contato. Seu caso parece ser bem complicado. Vc pode tentar fazer o comunicado de venda no Detran. Tente se informar com eles como vc pode proceder nesse caso. Ou consulte um despachante. O problema é que se a pessoa não transferiu, vc continua responsável pela moto (tributos, taxas, débitos e até sinistros). Boa sorte!

  81. boa noite, alguem pode me tirar uma duvida?, prenchir um recibo do meu carro , reconhecir firma e assinei em nome do comprador, porem descobrir a tempo que esta sendo vitima de um goolpe, entao nao dei a chave do carro e peguei o recibo de volta, sendo assim fui ate o detran para ver o que deveria ser feito, entao me orientaram que teria que pedir uma segunda via do recibo, minha duvidia e sobre a troca da placa , porque na vistoria me falaram que nao seria necessario trocar pela placa mercosul, e no detran eles falaram que teria que trocar a placa, quem esta errado ? detran ou vistoria ?

    • Anderson, obrigada pelo contato. Você não é obrigado a trocar a placa. Segundo a lei, a placa Mercosul é exigida nos casos de primeiro emplacamento, alteração de categoria (exemplo: alteração de veículo particular para categoria aluguel), mudança de município ou de Estado, para casos de furto, roubo, extravio ou dano na placa, quando o veículo for reprovado em vistoria veicular nos procedimentos de transferência com observações sobre a placa e/ou lacre (exemplo: placa não refletiva) e quando se fizer necessária a segunda placa traseira. Precisa ver como o Detran entendeu seu caso, mas se vc não se enquadra em nenhuma dessas possibilidades citadas, não precisa mudar a placa. Tente consultar também um despachante. Boa sorte!

    • Estou na mesma situação,fui vítima desse mesmo golpe e pedi a segunda via do recibo gostaria de saber se no seu caso você conseguiu fazer a segunda via ?

  82. Bom dia. Comprei um carro para minha esposa em uma agencia em março de 2020 e paguei a vista . Acontece que mais tarde , não pude fazer o o seguro do mesmo porque foi constatado que o veículo estava com perda total, só que essa informação não tinha sido passada para os órgãos competentes. Resolvi , então, devolver o veiculo para a agencia e recebi o dinheiro de volta. Nesse meio tempo o carro foi passado para o nome da minha esposa. A agencia fez com que fizessemos uma procuração de carater irrevogavel e ficaram com o CRV e que ate essa data, 12/11, não foi transferido para a agencia e continua no nome da minha esposa. Então tenho duas perguntas: Qual o procedimento a fazer para que a agencia realize essa transferencia? , e qual o efeito negativo para minha esposa dessa procuração.
    Obrigado.

    • Armando, obrigada pelo contato. Vc pode entrar com uma ação judicial e obrigá-los a realizar a transferência. Na ação, vc deve reunir todos os documentos que comprovem sua história. Vc pode, inclusive, solicitar o bloqueio do veículo junto ao Detran, obrigando a agência a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue sua esposa a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário.
      Quanto à procuração, se o documento se referir somente às tratativas para transferência, isso não deve trazer problemas para sua esposa. De qualquer forma, pelo que apuramos, é aconselhável vc procurar um advogado, que poderá orientá-los com base na lei. Boa sorte!

  83. Olá tudo bem .. me tira uma dúvida

    Comprei uma moto o antigo dono assinou o recibo só que não consegui transferir por conta da pandemia , só que agora quero tranferir só que perdi o recibo.. o que eu fasso agora

    • Denner, obrigada pelo contato. Vc precisará da segunda via. Porém, para solicitar a segunda via somente o proprietário, ou seja, a pessoa cujo nome consta no documento. Vc terá de procurá-lo e arcar com o custo da segunda via. Tente consultar despachante, mas pelo que apuramos não há outro jeito. Boa sorte!

  84. Boa noite, preciso de uma orientação! Eu tendo a transferência de um carro com a assinatura do proprietário posso pegar o veículo que está apreendido pagando a quitação pro banco. Ou mesmo pagando a quitação o carro só pode ser liberado com a assinatura do titular , e não com terceiros. Obs: Não sei onde encontrar o titular, comprei o carro de um corretor, mas antes do carro ser apreendido, o corretor me passou a transferência.
    Se não como devo proceder nesse caso? Pois o banco disse que mesmo eu pagando a quitação só pode ser liberado se o titular assinar uma minuta, porém eu tenho um documento muito importante que é a transferência do carro, com essa transferência não daria para resolver e o carro ser entregue à mim, que comprei do corretor e fui enganada?

    • Larisse, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, vc precisará mesmo da assinatura do titular, pq uma coisa é a transferência, outra coisa é a dívida do financiamento com o banco. Sugerimos que vc procure um advogado que poderá te orientar melhor e buscar possibilidades com base na lei. Boa sorte!

  85. Comprei um veículo, o antigo dono assinou o DUT mas até hoje não quitou o veículo. Na época da compra, ele disse que era apenas a baixa no gravame. Faz dois meses que tento e nada.
    Qual ação posso entrar na justiça contra o antigo proprietário?

    • Luciana, obrigada pelo contato. Pode sim entrar com ação judicial. Tente o juizado de pequenas causas. É mais rápido e eles poderão te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  86. vendi um carro, reconheci no cartorio 23/12/2019 e no dia 02/01/2020 fiz a comunicação de compra e venda. mais so que no dia 28/12/2020 o atual dono ganhou uma multa de 5 pontos. minha cnh e a provisoria. vou perde-la?

    • Raiane, obrigada pelo contato. Então essas questões são meio complicadas e o Detran pode abrir exceções. Na CHN provisória, o motorista pode sim receber multas, e elas têm pontuações diferentes. Para ser impedida de ter a carteira definitiva, somente se você cometer a mesma infração média 2 vezes ou mesmo qualquer infração grave ou gravíssima. Essa multa que ele recebeu foi de que nível (leve, média, grave ou gravíssima)? Na verdade, a legislação não fala em número de pontos para quem possui a carteira provisória, mas determina o número de infrações médias, graves e gravíssimas.
      Para evitar perder a provisória, vc pode pedir a conversão em advertência. O art. 267 do CTB permite ao condutor solicitar a conversão de infrações leves e médias em advertência por escrito, desde que não seja reincidente na infração nos últimos 12 meses. A decisão de aceitar o pedido é do órgão autuador, mas vale a pena pedir para evitar a perda da Permissão. De qualquer forma, tente consultar um despachante e veja se pode transferir também a multa para outro condutor. Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte.

  87. Comprei um carro é o antigo dono me pediu para realizar a transferência. Fui no despachante paguei uma multa que ele tomou, mais o licenciamento. Quando pedi o recibo para fazermos o preenchimento e dar continuidade, ele me disse que o recibo esta rasurado. Ele exige que eu pague a 2° via se não vai bloquear o veiculo. Ele pode bloquear o veiculo?

    • Talita, obrigada pelo contato. Ele até pode bloquear o veículo, mas a responsabilidade de entregar o documento é dele. A rasura procede? Como foi feita essa rasura? Sugerimos que vc tente negociar com ele, afinal, vc já pagou a multa que cabia a ele quitar. E como é ele que tem de te entregar o documento, a segunda via deveria ser providenciada por ele. Esperamos tê-la ajudado!

      • Boa Tarde! Por favor me ajude, estou com um enorme problema. Vendi meu carro para uma agencia de veículos há mais de um ano. Fui tentar tirar um documento e não emitiram alegando que estou na divida ativa, quando fui olhar era o IPVA e uma multa do carro que vendi, a agência não transferiu e nem pagou a multa, que já tinha sido acordada de que a agência pagaria. Não fui no cartório assinar nada, pq eles disseram que tudo ficaria por conta deles, e me deram apenas uma cópia de um contrato de compra e venda que agora olhando, não foi assinado por eles. O que posso fazer nesta situação? Já entrei em contato com a agência eles falam que vão acertar a documentação e a transferência, mas isso já se arrasta há mais de três semanas. Eu posso levar a polícia até a agência? Ou o que posso Fazer? Por favor me ajudem.

        • Márcio, obrigada pelo contato. Vc pode, na verdade, acioná-los judicialmente. Vc tem documentos que comprovem sua história? Reúna todos esses documentos e entre com uma ação judicial para obrigá-los a realizar a transferência. Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando a agência a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Boa sorte!

  88. ola tudo bom eu vendi um carro a pessoa nao me pagou e tinha que fazer uma transferencia dupla e sumiu a mais de 9 meses, eu posso dar queixa de furto por nao ter mais como recupera o carro?

    • Wesley, obrigada pelo contato. Sim, vc pode dar queixa, mas reúna todos os documentos (recibos, msgs de whatsapp e email, e outros), que possam confirmar sua história. Se vc não recebeu e não está com o carro, isso é roubo e má-fé. Procure também um advogado. Boa sorte!

  89. Boa tarde amigo.
    Fiz o procedimento em cartório SP capital em janeiro e consta a comunicação de venda feita pelo cartório no detran sp.
    Porém até hoje o comprador não transferiu nada nem sequer veio buscar a crlv e veio cobrança de IPVA hoje.
    Qual procedimento?
    Obrigado.

    • Ivan, obrigada pelo contato. A transferência é obrigatória. Se ele não fez, vc pode entrar com uma ação judicial e obrigá-lo a realizar a transferência.Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente o obrigando a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Tente consultar um advogado que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte.

  90. Eu estava namorando e o meuNamorado comprou uma moto e quis colocar no meu nome pois o dele estava se passou seis meses e nada da transferência a gente já tinha largado Ele disse pra mim que não estava nem aí iria vender mesmo sem ter feito a transferência iria vender pra qualquer um e no recibo de compra eu só assinei atrás no cartório mas a ex dona da moto fezComunicação de venda peguei o documento da moto e disse a ele que rasguei mas não, então disse a ele para procurar a antiga dona e pedir a segunda via do documento, será que vai dar alguma coisa para mim por ele não ter passado essa moto na vistoria (A moto não chegou entrar no meu nome)Só assinei e mais nada

    • Leandra, obrigada pelo contato. A comunicação de venda no Detran fica com seu nome registrado como compradora, podendo haver cobrança de taxas, como IPVA, multas e outros em seu nome. O ideal é vc ficar atenta a isso, por que pode te causar transtornos. Para tirar uma segunda via do documento, a ex-dona terá pagar uma taxa. Será que ela vai desembolsar esse valor? De qualquer forma, se não foi feita a transferência para seu nome, a ex-dona pode exigir que isso seja feito. Ela pode, inclusive, entrar com ação judicial e pedir o bloqueio da moto, o que pode te causar problemas ainda maiores, inclusive restrição no nome. Tente procurar um despachante e veja se há outras alternativas com base na lei. Boa sorte!

  91. boa noite….

    Comprei uma moto a exatos 2 anos e meio, porém o antigo dono me avisou que tinha perdido o recibo da mesma depois que
    eu já havia dado o dinheiro. Fomos ao cartório e fizemos apenas um contrato de venda de veículos usados, ai
    uns dias depois falei com o rapaz e ele meio que deu a entender que era pra mim pagar o recibo que ele havia perdido.
    No momento não discuti e não falei muito, apenas disse que tinhamos que agilizar isso logo.
    No entanto estou até hoje sem saber oque fazer e pior que nem os documentos estou pagando pois não falei mais com o rapaz e gostaria muito de tentar vender ela assim mesmo mais tenho medo de que futuralmente de algum problema pra mim, a moto esta no nome da mãe do rapaz. Será que posso vender ela como ”pisera” sendo que só fisemos um contrato de venda de veiculos usados?

    • Guilherme, obrigada pelo contato. A entrega do documento é uma obrigação do ex-dono. Se ele não tiver em posse do documento, deve providenciá-lo para vc. Se ele se negar, vc deverá entrar com uma ação judicial exigindo que ele te entregue a documentação em dia para que vc faça a transferência. Vc já checou se a moto está em ordem (se não há nenhuma restrição de roubo ou apreensão, que podem constar enquanto a moto estava em posse do ex-dono?). Se estiver tudo ok, vc deve entrar com ação. Reúna todos os documentos (mensagens, contrato feito no cartório e outros) que possam confirmar sua história. O Juizado de Pequenas Causas é uma opção mais rápida e mais acessível. Tente também conversar com um despachante para verificar se há outras possibilidades com base na lei. Boa sorte.

  92. Boa tarde. Por favor, preciso de uma orientação. Em 2012 comprei um carro financiado com um “conhecido”, mas com notas promissórias e cheques. Não fizemos a transferência para meu nome, menos de 1 ano depois devolvi o carro para essa mesma pessoa, então não finalizamos essa transferência, pois não haviam dividas do veiculo e ele voltou para a pessoa com quem comprei. 7 anos depois descubro que em 2017 foi feita uma comunicação de venda desse veiculo para meu nome. No dia dessa comunicação o carro teve duas infrações graves, possivelmente sendo apreendido e atualmente consta como Baixa Permanente. Só soube desse comunicado na semana passada quando recebi uma cobrança de IPVA e ao procurar o DETRAN informaram que nada poderia ser feito. Comprei o carro com a pessoa X, porem ainda estava em nome da loja Y e devolvi o carro para a pessoa X, não passando nada para meu nome no pouco tempo em que esteve comigo. Como me isentar dessas dividas? É permitido fazer uma comunicação de venda após 5 anos que foi de fato vendido? Nesse caso, o correto não seria que a loja Y tivesse comunicado a venda para a pessoa X, e somente após essa transferência terem comunicado em meu nome (que nem se quer fiquei com o carro, foi quase como um empréstimo)? Por favor, pode me orientar em como começar a resolver esse problema?

    • Marina, obrigada pelo contato. Seu caso é bem complicado. E pelo que apuramos, vc terá de entrar com uma ação judicial contra o seu “amigo” e a empresa. Sugerimos que procure um advogado, que poderá levantar todas as possibilidades com base na lei. Reúna todo os documentos comprobatórios (recibos, troca de msgs, etc.), de modo que possa confirmar essa sua história para o Juiz. A comunicação de compra e venda foi feita por vc? Se não foi feita por vc, isso é um crime, pois usaram seus dados de má-fe. Por isso, é importante que vc consulte um advogado rapidamente.Boa sorte!

      • Bom dia. agradeço desde já pela resposta. Não, o comunicado de venda foi feito por eles, no mesmo dia que o carro sofreu as infrações. Eles fizeram o comunicado no cartório dia 23/12/2017 dizendo que eu havia comprado o carro dia 03/12/2017 (esse foi o dia das infrações). Fato é que o carro não estava comigo mais há anos, ele foi devolvido para a pessoa “que em vendeu” em 2013, ou seja:
        A loja XX vendeu em 2012 o carro para a pessoa Y – NÃO FIZERAM A TRANSFERENCIA DO DOCUMENTO.
        Em 2012 EU comprei o carro com a pessoa Y, mas por ser “financiado” não transferimos TAMBÉM.
        Em 2013 devolvi o carro (em dia com as obrigações, sem nenhuma divida) para a pessoa Y. Como retornou para ele, não fizemos documentação nenhuma, pois seria transferir pra mim e eu voltar pra ele, não vimos necessidade em fazer (Hoje entendo que fui conivente e errei em não ter transferido), desde então nunca mais tive contato com o carro, nunca recebi nenhuma cobrança, nem nada no meu endereço.
        Em 13/10/2020 (dias atrás) recebi uma cobrança de IPVA no meu endereço, só então eu soube que havia esse comunicado de venda. Fazendo buscar pelo site do DETRAN eu vi que esse comunicação foi feita em 2017, ano em que o veiculo NÃO ESTAVA COMIGO.

        Por fim, o carro tem Baixa Permanente, eu estou com o nome do CADIN, as pessoas envolvidas não estão interessadas em resolver da forma correta e eu tenho uma dívida que não é minha.

        Obrigada pela orientação, caso tenha mais alguma informação que possa me ajudar, agradeço muito.

        • Marina, então para eles fazerem a comunicação de venda, a pessoa deve ter posse de algum documento seu ou de seus dados para viabilizar essa comunicação. O que parece foi que eles usaram de má-fé. Por isso, vc deve procurar um advogado e entrar como uma ação judicial. Pelo que apuramos, vc deve ganhar a causa, mas vai te dar um pouco de trabalho. Mas corra atrás. E veja com o advogado se você pode pedir também indenização por perdas e danos, já que seu nome está no Cadin, o que te causa sérios transtornos. Infelizmente, confiança é algo que não se deve depositar em pessoas que não conhecemos a fundo. Esperamos que vc saia desse imbróglio. Boa sorte.

  93. Olá bom dia gostaria de uma orientação, vendi uma moto para um (amigo) o qual me pediu para esperar 2 meses para realizarmos a transferência porém ele passou a moto para uma terceira pessoa e que por azar passou para uma quarta pessoa, eu não dei muita atenção e se passaram 2 anos porém ontem chegou uma carta dizendo que meu nome foi para dívida ativa pois desde 2018 nao estão sendo pago os documentos da moto que ainda está no meu nome. Fui falar com o meu (amigo) e ele disse para irmos semana que vem na casa do terceiro resolver pois estou com o recibo em branco da moto e ele se comprometeu em transferir. Estou com medo de fazer isto pois a moto nao está com o terceiro e sim com a quarta pessoa cuja não sei onde está e muito menos quem é! o que devo fazer poderiam me dar uma luz? Desde já agradeço

    • Aline, obrigada pelo contato. Infelizmente, vc precisará que essa quarta pessoa faça a transferência. Se ela se recusar, vc pode exigir que o seu amigo faça a transferência, porém, isso pode te dar um pouco de trabalho. Vc pode entrar com uma ação judicial contra essa “quarta” pessoa e obrigá-la a realizar a transferência. Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando a pessoa a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário.
      Vc fez a comunicação de venda ao Detran? Isso é feito pelo site do Detran.Tente consultar um despachante, que poderá também te orientar melhor com base na lei. Caso vc decida ir até à “quarta” pessoa, não vá sozinha. Leve outra pessoa de sua confiança. Boa sorte.

  94. Boa tarde!!!
    Há quatro anos atras comprei uma triton, como era de um amigo da familia, nao tratei de providenciar a transferencia da mesma para meu nome, mes pasado quando fui emitir boleto de licenciamento anual, tive a desagradavel surpresa de que nao poderia porque o veiculo esta com bloqueio judicial …. como posso proceder para resolver essa questao sendo que o bloqueio foi feito final do ano passado quando o carro ja era meu ha pelo menos tres anos? agradeço desde a orientação.

    • Gilmara, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, vc precisa verificar por que aconteceu o bloqueio judicial. Feito isso, provavelmente, você terá de encontrar o ex-proprietário e fazer a transferência. Enquanto não é feita oficialmente a transferência, todos o débitos, taxas, tributos, processoa e até sinistros ficam sob responsabilidade do ex-dono. Tente consultar o despachante para levantar outras possibilidades com base na lei. Boa sorte!

  95. Ola, boa noite!
    Comprei um veículo dia 16/10 através da intermediação de uma empresa de um conhecido que estava vendendo o carro de um outro amigo dele. Tenho o DUT, foi feita a comunicação da venda em cartório e foi realizado o pagamento da entrada e do financiamento bancário do veículo na conta do proprietário. Entretanto por ser conhecido combinei de pegar o documento de 2019 e 2020 no dia seguinte. Sendo que descobri que o documento ainda não tinha sido emitido no Detran, apesar das despesas de 2019 e 2020 terem sido quitadas. Como já foi feita a comunicação da venda o proprietário não conseguiu emitir o novo documento. Ele vai cancelar a comunicação de venda amanhã para tentar emitir o documento do veículo atualizado. Paralelo a isso tentei agendar a transferência de propriedade, mas o Detran apresentou que o IPVA de 2018 está em dívida ativa. Ou seja, não consigo também realizar a transferência de propriedade, tem algum risco dessa dívida vir para o meu nome? O que devo fazer até que o proprietário quite a dívida?

    • Paula, obrigada pelo contato. Enquanto não é feita a transferência oficialmente para seu nome, toda a responsabilidade sobre o veículo (taxas, tributos, multas e até sinistros) recai sobre o antigo dono. A comunicação de venda no Detran é importante, mas não exime o ex-proprietário dos débitos, que pode até ter seu CPF negativado. De qualquer forma, sugerimos que consulte um despachante, que poderá levantar outras alternativas para te ajudar com base na lei. Bo sorte!

  96. Bom dia, fiz a compra de uma carro no mês passado, dia 08/10 fiz o pagamento da transferência e agora estou tentando finalizar o processo porém no site do Detran está informando que não fiz o pagamento da transferência porém tenho o comprovante confirmando, o Poupatempo da cidade informa que não é caso isolado mas o Detran não está funcionando devido a pandemia, somente atendimento pelo site. Está vencendo os 30 dias do processo o que devo fazer? Pagar o valor novamente ou aguardar a resposta da ouvidoria? Passando os 30 dias e não tendo resposta consigo recorrer da multa de averbação? Lo

    • Helen, obrigada pelo contato. Infelizmente no Brasil, a gente sofre para provar que está certo, ainda mais com se trata de serviços públicos. Pelo que apuramos, é melhor vc pagar novamente para evitar cobrança da multa e mais aborrecimentos. Paralelamente, entre com reclamação na ouvidoria e até uma ação em pequenas causas, caso necessário, para pedir ressarcimento da dupla cobrança, que é indevida. Uma sugestão é tentar procurar também a promotoria pública de sua cidade, que poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!.

  97. Boa tarde
    vendi uma moto e a pessoa não efetuou a transferência, pegou o recibo em branco e desapareceu, tem mais ou menos uns 5 anos que a pessoa sumiu, não tenho contato dela a uns três anos ouvi dizer que se mudou para o paraguaí e creio que tenha levado a moto sem transferir, a moto continua no meu nome . existe alguma solução para este problema.

    • Célio, obrigada pelo contato. Infelizmente, pelo que apuramos vc terá de acionar essa pessoa judicialmente. Mas, para isso, precisa saber onde essa pessoa está ou mora. Com uma ação judicial, vc pode bloquear a moto e exigir a transferência. Sugerimos que vc busque um despachante, que poderá levantar outras alternativas com base na lei. O próprio Detran deve lidar rotineiramente com casos semelhantes ao seu. Uma sugestão é tentar falar com o Detran e ver se você pode – e de que forma – pedir o bloqueio da moto. Boa sorte!

  98. Boa noite!
    Tirei o carro para o meu irmão por insistência da minha mãe, o carro com muita dificuldade foi quitado e meu irmão que tinha posse vendeu para um conhecido da família e não transferiu para a pessoa, essa pessoa vendeu para o meu ex cunhado, meu ex cunhado se separou da minha irmã e levou o carro como o acordo de separação, porém não transferiu o carro para o nome dele, mesmo eu insistindo pela transferência, ele foi embora para outra cidade e agora tenho recebido varias multas em meu nome, o IPVA atrasado, e ele se nega a pagar e não quer devolver o carro. Como devo proceder nesse caso, já que eu fui laranja na história toda?

    • Celio, obrigada pelo contato. A transferência é obrigatória. Seu cunhado está infringindo a lei. Então vc pode entrar com uma ação judicial e obrigá-lo a realizar a transferência.Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente o obrigando a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Reúna todos os comprovantes de venda, mensagens de e-mails ou whatsapp, recibos e outros que possam confirmar sua argumentação para o juiz. Vc também pode fazer a comunicação de venda no Detran. Isso não te exime dos débitos, mas pode ajudar na ação. Boa sorte!

      Rejeitar | Responder | Edição rápida | Editar | Spam | Lixeira

  99. Bom dia vendi uma caminhonete que estava finaciada no banco e faltava algumas prestacoes para terminar de pagar fui no cartorio e fiz uma procuraçao para a garagem que vendi e ficou com ele o carne para quitar faltando 8 prestaçoes para quitaçao ..
    O dono da garagem vendeu ela e nao quitou as prestaçoes ficando alienada a caminhonete
    chegou cerca de 10 multas para mim o que posso fazer faz cerca de 10 anos ja

    • Davj, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, vc terá de buscar um advogado e mover uma ação judicial contra a Garagem. Reúna todos os comprovantes de venda, mensagens de e-mails ou whatsapp, recibos e outros que possam confirmar sua argumentação para o juiz. Na ação, vc pedirá o bloqueio do veículo junto ao Detran e a regularização dos débitos. Veja com o advogado, mas, provavelmente, vc também poderá solicitar ressarcimento por perdas e danos. Mas seja rápido, pois enquanto a caminhonete estiver no seu nome, vc será responsável não só pelas multas, taxas etc., como por qualquer sinistro envolvendo o veículo. Boa sorte!

  100. Boa Tarde! Comprei um veiculo em 2018, o documento não foi transferido para o meu nome e a loja da qual o veiculo foi comprado fechou as portas. Tenho o documento da DUT do carro com o Nome do antigo comprador que é de SP para o dono da Loja (Curitiba), mas o financiamento que é do SANTANDER esta no meu nome, estou tentando regularizar mas existe o vinculo do gravame no meu nome, acredito que o banco não poderia ter financiado sem os documentos estarem corretos, como posso proceder nessa situação, se não consigo transferir o carro por causa do gravame? se eu quitar a divida eu consigo?

    • Talita, obrigada pelo contato. Realmente, o banco não poderia ter feito o financiamento sem ter todos os documentos regularizados. Na quitação, a pessoa consegue dar baixa no gravame. Porém, o veículo está em nome de outra pessoa. Tente consultar um despachante ou um advogado que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  101. MEU CASO VENDI UM VEICULO EM OUT/2014, PRENCHI O RECIBO, EM NOME DA COMPRADORA, FUI NO CARTORIO E RECONHECI FIRMA, TIREI XEROX AUTENTICADA, O COMPRADOR NAO TRANSFERIU, NA OPORTUNIDADE DA VENDA ME INFORAM QUE O CARTORIO É QUE AVISA O DETRN, Q O VEICULO FOI VENDIDO, NUNCA MAIS QQ COBRANÇA DE IPVA, ACHEI QUE A COMPRADORA TINHA TRANSFERIDO AGORA 22.09.2020, RECEBE UMA AÇÃO , PARA INDENIZAR UM ACIDENTE DE TRANSITO, A COMPRADORA BATEU E FUGIU , GOSTARIA DE SABER SE O DETRAN PODE ME INFORMAR DE ALGUMA FORMA QUE ESSE VEICULO FOI VENDIDO , PARA FAZER DEFESA NO PROCESSO,

    • Ademar, obrigada pelo contato. Enquanto o comprador não fizer a transferência, vc fica responsável pelo veículo, inclusive, por sinistros e acidentes. A transferência é obrigatória. Como a pessoa não transferiu, vc pode entrar com uma ação judicial e obrigá-la a realizar a transferência. Vc tem os dados da compradora para quem vc vendeu, correto? Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando a pessoa para quem vc vendeu esse caro a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. O Detran poderá te informar se existe alguma comunicação de venda deste automóvel, mas é pouco provável, pq o documento ainda está em seu nome. A comunicação de venda é feita pelo dono. Tente consultar um despachante, que poderá te orientar melhor. Boa sorte.

  102. Boa tarde, comprei um carro em 2017. O antigo dono comunicou venda junto ao Detran SP, como paguei em 2x, ele segurou o recibo até q fosse quitado. Sou do RJ, fiz o TED quitando o carro, porém o antigo dono sumiu com junto com o recibo e não tenho como transferir e regularizar os doc. Tem outra forma apenas com o aviso de venda?

    • Bruno, obrigada pelo contato. A comunicação de venda é importante, mas vc não consegue realizar a transferência. Para fazer isso, vc precisará documento assinado e com firma reconhecida de quem te vendeu. É uma situação complicada. Vc não tem nenhum dado desse comprador? Sugerimos que vc busque um advogado e veja se pode acioná-lo judicialmente. Mas para isso, vc terá de reunir todos os documentos comprobatórios da sua compra (recibos, comprovantes de transferência, mensagens de whatsapp etc.), que possam confirmar que vc fez essa transação. Outra sugestão é consultar um despachante. Como o documento está em nome do antigo dono, o despachante poderá te ajudar a levantar alguma informação dessa pessoa. Esperamos tê-lo ajudado. Boa sorte!

  103. OLÁ BOA NOITE,FIZ A COMUNICAÇÃO DE VENDA AQUI NA MINHA CIDADE EM 1 CARTORIO SO QUE AGORA O IPVA DE 2020 AINDA ESTA NO MEU NOME O QUE POSSO FAZER SENDO QUE A COMUNICAÇÃO DE VENDA FOI FEITA NO DIA 10/03/2020 MAIS O NOVO PROPRIETARIO AINDA NÃO TRASNFERIU.

    • Danilo, obrigada pelo contato. Enquanto o comprador não fizer a transferência, vc fica responsável pelo veículo, inclusive, pelo pagamento de taxas, tributos, impostos e até sinistros. A comunicação de venda não te exime dessas responsabilidades. Ele precisa fazer a transferência, que é obrigatória. Se ele não transferir, vc pode entrar com uma ação judicial e obrigá-lo a realizar a transferência. Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando o comprador a fazer a transferência. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Boa sorte!

  104. Olá, minha mãe aceitou um carro de entrada em uma casa que ela vendeu, isso em 2018, porém não foi feita a transferência, mas a venda foi comunicada, inclusive meu irmão levou uma multa e a mesma chegou em nome da minha mãe. Quero regularizar o documento, mas como o carro quase não é usado, acabou que por descuido, perderam o CRV, me orientaram que preciso procurar o dono que vendeu, pois não havia feito a transferencia, para ele solicitar a segunda via e assim poder fazer a devida transferencia. Minha duvida é se isso procede? Pois ao consultar os dados do veiculo no site do detran, já consta em nome da minha mãe e a multa também, preciso de uma direção para resolver isso. Agradeço.

    • Guilherme, obrigada pelo contato. Mesmo que a comunicação de venda tenha sido feita e as multas já venham em nome da sua mãe, como a transferência não foi realizada, no documento continua constando o nome do antigo proprietário. Para ter uma segunda via, você precisará sim pedir que o antigo dono faça isso. Essa informação procede. Sugerimos que procure um despachante, que poderá ajudá-lo melhor com base na lei. Boa sorte!

      • Bom dia, gostaria de saber como faço nessa situação.
        Comprei uma moto de um rapaz, na época não constava multa nenhuma no documeto, pois a multa ele havia recorrido, nesse período não aparecia nada então para mim estava tudo certo.
        Passou um tempo eu vendi a moto fizemos a consulta e estava tudo limpo, eu e o novo proprietário preenchemos o recibo autenticamos e ficou de ele transferir na semana seguinte, passaram se alguns meses, fui consultar o veículo e descobri que o novo dono não havia transferido ainda, entrei em contato com ele e entrou em contato com o Detran e a multa estava lá novamente, agora ele não quer mais transferir a moto por conta disso. A moto esta com ele em circulação no meu nome e ele não quer transferir por conta da multa, que nem se quer fui eu quem tomei.
        Não sei o que fazer

        • Blendon, obrigada pelo contato. O problema é que o Detran deve ter indeferido o recurso. Assim, a multa continua existindo. O melhor seria vc tentar contato com o antigo proprietário e solicitar que ele pague, já que a infração é dele. Mas isso é sempre muito complicado. Outra solução é vc tentar dividir esse custo com o atual comprador. Já se não quiser ter problemas maiores, uma vez que qualquer incidente que venha acontecer com a moto, até mesmo acidentes, vc será responsável, faça o pagamento da multa e depois tente contatar o ex-proprietário. Se ele se recursar a re reembolsar, vc pode entrar com uma ação judicial contra ele no Tribunal de Pequenas Causas. Boa sorte.

  105. Olá… vendi meu carro para a concessionária em outra cidade. Dia 29/07/2020. No ato eu disse ao vendedor que iria após a pandemia no DETRAN em minha cidade que iria dar baixa no carro. Ele pediu que não fizesse, pois teria que fazer 2 vezes a transferência. Não o fiz e ele vendeu meu carro em menos de um mês, combinamos então dele pagar o IPVA do carro que comprei e eu pagar o que vendi. Dei o dinheiro em mãos e fiz ele assinar um recibo. Ele disse que pagou o IPVA e não fez. Quando vou tirar a guia para fazer a transferência no site diz : não pago. Após muitas cobranças minha entregou o DUT e na quinta feira dia 17/09/2020. o vendedor que é o dono disse que pagou entro no site e nada. O que devo fazer??? Pois pelo tempo deveria ter constado que foi pago.
    Não sei mais o que fazer.

    • Regina, obrigada pelo contato. Enquanto estiver no seu nome, vc fica responsável pelo veículo e pagamento de todas as taxas. Você, provavelmente, terá de entrar com uma ação judicial contra ele. Na ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando o comprador a fazer a transferência e, consequentemente, a pagar as devidas taxas. Deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Reúna todos os comprovantes de venda, mensagens de e-mails ou whatsapp, recibos e outros que possam confirmar sua argumentação para o juiz. Boa sorte!

  106. ola, boa noite comprei um veículo 50cc, porém o atual proprietário me passou o documento com o nome da antiga proprietária antes dele, e ela deve 900 reais de documento. Porém ela é do interior e não conseguimos acha- lá . Nesse caso oque devo fazer ? quero acertar a documentação dela 😔

    • Rurian, obrigada pelo contato. Na verdade, a pessoa que vendeu para vc que deveria ter corrido atrás disso, afinal, quando compramos um veículo, obrigatoriamente, precisamos fazer a transferência e quitar as dívidas. Na verdade, vc terá de encontrar a pessoa, pois ela precisará assinar o documento e reconhecer firma, além de se responsabilizar pelos débitos. Sugerimos que procure um despachante, que poderá identificar possíveis alternativas. Se quiser tentar o próprio Detran, é uma outra possibilidade, afinal, eles devem lidar todos os dias com casos semelhantes ao seu e poderão orientá-lo. Boa sorte!

  107. Bom dia. Negociei meu carro em troca de material, porem não comuniquei a venda ao detran e agora o veículo foi recolhido. O que fazer? O comprador desapareceu. A única coisa que tenho é o contrato com firma em cartório.

    • Roger, obrigada pelo retorno. O seu caso talvez te dê um pouco de trabalho. Tente fazer no Detran a comunicação de venda e veja com eles o que pode ser feito, afinal, eles devem lidar todos os dias com casos semelhantes. Enquanto vc não resolver essa situação, todos os débitos do veículo continuam sob sua responsabilidade. Vc pode inclusive ter seu nome negativado. Consulte um despachante para levantar outras possibilidades. Boa sorte!

  108. Boa Tarde, meu pai vendeu um carro no ano de 2007 pra uma pessoa, e esta não transferiu para o nome dela. Recentemente a Secretária da Fazendo o intimou por causa de dívida no licenciamento. Como proceder se não encontramos nem a pessoa e nem o carro?

    Obs. : temos os dados do carro e alguns dados da pessoa.

    • Natália, obrigada pelo contato. De acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, se houver a venda do veículo e a transferência não for feita, o carro permanece em nome do ex-proprietário, no caso seu pai, que será responsável pelo pagamento de taxas, como IPVA e multas. A transferência é obrigatória. Portanto, seu pai pode mover uma ação judicial contra o atual proprietário. Na ação, devem pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando o comprador a fazer a transferência. Devem ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue seu pai a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário.

      Uma alternativa é verificar junto ao Detran o que poderia ser feito, afinal, eles devem lidar com casos assim com frequência. Vale também fazer a comunicação ao Detran que vendeu o carro. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não exime seu pai das responsabilidades sobre o veículo. Devido à Covid-19, o Detran mudou alguns procedimentos, inclusive, em relação à transferência. Quanto a isso, é melhor também consultar o portal do Detran para obter informações em relação a essa questão. Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte!

  109. Boa tarde, meu esposo comprou um carro em uma agencia em 02/08/2020 porem até a presente data não transferiu para o nome dele, mais para nossa surpresa o carro tinha quase 4.000,00 de multas, que eles acabaram de pagar essa semana, como devemos proceder pois meu marido comprou o carro para trabalhar e até agora nada, já pagamos a primeiro parcela e nada, fora isso tivemos que trocar a bateria, algo na parte elétrica porem o mesmo disse que como não foi feito pelo mecânico deles ele não vai pagar o conserto, creio que usaram de má fé pois venderam cheio de multas.
    Como devemos proceder pois ele sempre fala que vai ver com o despachante, pois creio que mesmo com a pandemia não demoraria 1 mês para resolver.

    • Débora, obrigada pelo contato. Infelizmente, tudo que envolve direitos do cliente demora muito no Brasil para se provar qualquer irregularidade. Você tem documentos que comprovem a data que vcs compraram e o status do veículo em relação a multas? Se tiver, pelo que apuramos, é aconselhável que vc reúna todos os documentos comprobatórios e entre com ação judicial. Tente o tribunal de pequenas causas, que é mais rápido, mas não deixe isso passar. Peça ao mecânico nota ou recibo da troca da bateria com data especificada, pois eles precisam se responsabilizar pela troca. Mesmo que traga aborrecimentos, vc tem que garantir os seus direitos. Boa sorte.

  110. Bom dia..
    Vendi um veículo assinei o recibo e registrei firma no cartório estado de São Paulo, porém a pessoa não fez a transferência e vendeu, agora o terceiro veio atrás de mim pedindo meus documentos que o despachante vai solicitar uma segunda via do recibo pra eu poder assinar , falou que se eu não assinar ele vai vende assim msm e se acontecer alguma coisa vai vim pro meu nome, isso procede? Pois já regiatrei firma no cartório e se isso realmente pode acontecer oque eu devo fazer assinar pra pedir segunda via ou bloquear o veículo? Será que posso pedir pra dá busca e apreensão? Agradeço desde já pela atenção.

    • Suzane, obrigada pelo contato. De acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, se houver a venda do veículo e a transferência não for feita, o carro permanece em nome do ex-proprietário, no caso você, e você será responsável pelo pagamento de taxas, como IPVA e multas. Ele quer tirar segunda via do documento porque deve ter perdido o prazo de transferência e não quer pagar multa, o que é não é um problema seu. Ele arcará com o custo da segunda via?
      Se ele te ameaçar, dizendo que vai vender e deixar o carro no seu nome, diga a ele que irá mover uma ação judicial contra ele. A transferência é obrigatória e se ele não a fizer estará cometendo uma irregularidade. Se você entrar com uma ação, deve pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando o comprador a fazer a transferência. Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário.

      Uma alternativa é verificar junto ao Detran o que poderia ser feito, afinal, eles devem lidar com casos assim com frequência. Vale também fazer a comunicação ao Detran que vendeu o carro. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não te exime das responsabilidades sobre o veículo. Devido à Covid-19, o Detran mudou alguns procedimentos, inclusive, em relação à transferência. Quanto a isso, é melhor vc também consultar o portal do Detran para obter informações em relação a essa questão. Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte!

  111. Boa tarde, estou tendo achar um veículo que pertenceu ao meu pai e foi vendido pela família, porém, meu pai já era falecido na data da venda, portanto o documento permaneceu no nome do falecido. Como posso localizar o atual proprietário
    para fins de resgatá-lo ?
    Grato!

    • Guilherme, obrigada pelo contato. Vc já tentou consultar um despachante? Como está em nome do seu pai, provavelmente será bem difícil encontrar o atual comprador. Tente consultar um despachante ou até mesmo o próprio Detran, que deve lidar com casos semelhantes ao seu regularmente. Boa sorte!

  112. Bom dia,
    Fiz a venda de um carro assinei o recibo reconhecemos em cartório, não fiquei com uma cópia do registro em cartório mas se eu for ao cartório eu consigo, o que acontece é que entrei no Detran e o carro continua no meu nome e no meu financiamento ainda, não foi nenhuma transferência, não tem multas e os documentos todos etão em dia.
    Mas quero que saia do meu nome tanto o financiamento quanto o carro, como posso proceder nessa questão?
    Porque o novo dono nem se quer me avisou de nada, posso solicitar outro recibo do carro?
    Já faz um ano isso.

    • Silvana, obrigada pelo contato. Sim vc pode pedir segunda via do documento. No entanto, a transferência é obrigatória. O problema é que se houver a venda do veículo e a transferência não for feita, o carro permanece em nome do ex-proprietário, no caso você, e você será responsável pelo pagamento de taxas, como IPVA e multas. Se o atual proprietário se recusar a fazer a transferência, vc deve mover uma ação judicial contra ele. Deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando o comprador a fazer a transferência. Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário.

      Uma alternativa é verificar junto ao Detran o que poderia ser feito, afinal, eles devem lidar com casos assim com frequência. Vale também fazer a comunicação ao Detran que vendeu o carro. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não te exime das responsabilidades sobre o veículo. Devido à Covid-19, o Detran mudou alguns procedimentos, inclusive, em relação à transferência. Quanto a isso, é melhor vc também consultar o portal do Detran para obter informações em relação a essa questão. Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte!

  113. Olá tudo bem . Queria saber o que eu faço perdi os papel do carro e não havia passado para meu nome mais tinha queimado nas costa e agora fiquei sabendo que o antigo dono morreu e agora o que posso faser pra passar pro meu nome

  114. Olá… minha amiga ficou viúva ano passado e lidando com a papelada para o inventário descobriu que seu falecido marido havia comprado e vendido duas motos, enquanto vivo, e que as mesmas não foram transferidas, estando ainda em seu nome. Ocorre que ela não sabe para quem foram vendidas as motos e nem onde se encontram as mesmas. Como ela faz pra tirar as motos do nome do falecido marido dela?

    • John, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, vc precisará procurar um advogado para ajudar nessa busca. Tente checar nos documentos do inventário se há os nomes das pessoas que compraram as motos, mas, provavelmente, vc terá de consultar um advogado. Boa sorte!

  115. Vendi um carro em 2014, porém, com dívida no banco e gravame registrado. Registrei o documento em cartório, porém, o mesmo não informou venda ao Detran. Não tirei cópia do documento, dei ao comprador, não tirei cópia. Se eu for no catório consigo essa via ou um documento que comprove isso? O comprador vendeu o carro para um terceiro que desde então está andando com o carro e levando multas. Paguei tudo que devia ao banco e o gravame foi baixado. Será que se eu ajuizar uma ação, munido deste documento que o cartório pode me dar, consigo transferir todos os débitos para o comprador? E será que consigo obrigar ele a encontrar o terceiro que ele vendeu e impor? Pois, estou sendo cobrado e negativado no Cadin. Aguardo retorno!

    • Everton, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, realmente no seu caso, você terá de consultar um advogado e entrar com ação judicial. Quanto ao documento, se ele foi registrado em cartório e vc tiver todos os dados, em geral, você consegue uma cópia comprobatória para se proteger e anexar ao processo. Na ação, você poderá pedirá a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando o comprador a fazer a transferência. Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Mas consulte rapidamente um advogado, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  116. ola , entao comprei um veiculo e nao transferi so reconheci firma do recibo , eu consigo bloquear esse carro . porque acabi vendendo o veiculo , confiando em outra pessoa e acabo nao fazendo a dupla tranferencia em nem me procurando pra resolver , nesse caso oque posso ta fazendo ? o recibo ta comigo assinado e reconhecido firma no meu nome . so q nao fiz a transferencia

    • Jean, obrigada pelo contato. Na verdade, se vc já tem o documento assinado com reconhecimento de firma, se vc quiser fazer a transferência diretamente para o atual comprador, sem passar por vc, terá de ter outro documento (talvez ele terá de tirar uma segunda via) assinado pelo vendedor anterior e fazer todo processo de novo. Ou vc pode fazer a transferência para vc, já que tem a documentação para isso, mas lembre-se que pagará multa e terá pontos em carteira, caso tenha passado o prazo de 30 dias. Em relação ao atual comprador, ele é obrigado a fazer a transferência. Se ele se recusar, você terá de de mover uma ação judicial contra ele. Mas para isso o carro deve estar em seu nome.

      Você só consegue bloquear, se estiver em seu nome. Mas também é um processo bem complexo, que precisa ter um motivo justo. O problema é que qualquer ocorrência com o veículo (multas, taxas, acidentes, sinistros), o antigo dono será responsável por tudo, já que o carro continua em nome dele, causando vários problemas para uma pessoa que não tem culpa alguma. E ele poderá até te processar por isso. Tente consultar um despachante, para buscar uma alternativa. Talvez até mesmo o próprio Detran. Há postos do Detran que já começaram a atender presencialmente em algumas cidades. Boa sorte!

  117. Meu Pai vendeu um carro no ano de 2012, na época leigo e desinformado. Assinou o CRV assinou e reconheceu em cartório, ateu uma cópia autenticada e o comprador ficou com ambos dizendo que ia fazer a transferência naquele dia. Porém em 2013 o mesmo fez uma multa e chegou na nossa residência foi ai que descobrimos que o mesmo não transferiu o veiculo, já procuramos o carro, o comprador. Pagamos um despachante pra resolver e nada, foi descoberto do comprador, e o mesmo não está sendo licenciado e agora o que devemos fazer

    • Kelly, obrigada pelo contato. Infelizmente, vcs terão de encontrar o comprador. Se não conseguiram com o despachante, tentem um advogado. Provavelmente, terão de mover uma ação judicial contra ele. Vocês devem, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando o comprador a fazer a transferência. Vocês devem ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue seu pai a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário.

      Uma alternativa é verificar junto ao Detran o que poderia ser feito, afinal, eles devem lidar com casos assim com frequência. Vale também fazer a comunicação ao Detran que venderam o carro. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não exime seu pai das responsabilidades sobre o veículo. Devido à Covid-19, o Detran mudou alguns procedimentos, inclusive, em relação à transferência. Quanto a isso, é melhor vcs também consultarem o portal do Detran para obter informações em relação a essa questão. Esperamos tê-la ajudado. Abs.

  118. Olá, fiz a venda de um veículo, porém o mesmo não foi transferido e o crlv também não foi assinado.
    Perdi os dados do comprador e não consigo contato com o mesmo, como proceder diante de tal situação, visto que aconteceram algumas multas que estão vindo em meu nome.
    Posso dar queixa de furto/roubo ?

    • Joanir, obrigada pelo contato. Vc terá de encontrar o comprador de alguma forma. Queixa de furto e roubo não é o ideal. Se ele tiver documentos que comprovem a venda, pode te processar posteriormente. Sugerimos que vc procure um despachante ou um advogado para levantar as possibilidades para tentar encontrar esse comprador e obrigá-lo, até por ação judicial, a fazer a transferência. Boa sorte!

      • Bom dia. Desculpe a intromissão na pergunta do Joanir. É que estou com um caso bem parecido. Só que no meu caso eu deixei em posse do meu ex marido que passou adiante pra essa pessoa. Eu tenho procurado encontrar esta pessoa sem sucesso. Não tenho qualquer dado desta pessoa. Já gerou multa em meu nome e tenho medo de gerar situações piores que me causem danos judiciais, além de financeiros. Me fiz a mesma pergunta; se dar baixa por roubo seria uma opção. Não quero prejudicar ninguém mas também não posso ser prejudicada. Não sei se nesse caso eu consigo apenas realizar um bloqueio judicial para me eximir de responsabilidades futuras. Desde já agradeço pela orientação.

        • Cristiane, obrigada pelo contato. Vc teria de encontrar esse comprador, via despachante ou advogado. Provavelmente, terá de mover uma ação judicial contra ele. Você deve, então, explicar ao juiz sua condição e pedir a tutela de urgência para ele oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do carro junto ao Detran e judicialmente obrigando o então comprador a fazer a transferência. Mas precisará dos dados do então comprador. Como não tem dados dessa pessoa, você pode ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Uma alternativa é também verificar junto ao Detran o que poderia ser feito, afinal, eles devem lidar com casos assim com frequência. Vale também fazer a comunicação ao Detran que vendeu o carro. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não a exime das responsabilidades sobre o veículo. Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte!

  119. Boa noite!

    Fiz a aquisição de um veiculo mas não transferi dentro do prazo e semana passada ele foi roubado.

    A seguradora me pediu pra pagar a multa de expiração de 30 dias de transferência pois eles não conseguiriam deduzir da indenização, mas não consigo gerar essa guia nem no site do detran.gov e nem pela secretaria da fazenda.

    Com os Detrans todos fechados o atendimento presencial é impossivel..

    E agora, como resolvo isso?

    • Luiz, obrigada pelo contato. Infelizmente, vc precisará gerar a guia para solucionar esse problema. Com a pandemia, muitos serviços do Detran estão apresentando problemas. Se vc estiver em SP, existem um ou dois postos do Detran na capital que estão atendendo presencialmente em horários reduzidos. Mas se estiver em outra cidade, tente levantar se algum posto está atendendo presencialmente. Mas continue insistindo pelos canais de relacionamento do Detran, inclusive a Ouvidoria, que, às vezes, consegue resolver reclamações mais rapidamente. Boa sorte!

  120. Boa noite, vendi um veículo e o novo proprietário pediu pra manter o meu endereço, sem previsão de alteração, por ser de outro estado, disse que quando puder é que vai fazer a alteração do endereço. Em qualquer situação que ocorrer com a moto posso ser responsabilizada por alguma coisa? Manter o mesmo endereço pode me incriminar de alguma forma,pode caracterizar falsidade ideológica, por exemplo?

    • Luciana, obrigada pelo contato. O ideal é vc fazer o que é certo para evitar problemas futuros. Nunca que sabe que o que pode acontecer. Se ele não quer pagar a transferência da placa para outro estado, o recomendável é não vender o veículo ou entrar num acordo. É o que as concessionárias recomendam. Tente consultar um despachante para ver as implicações e alternativas com base na lei. Boa sorte!

      • Obrigada pela orientação… Liguei pra ele assim que li sua resposta e pedi que conseguisse outro endereço, ele trouxe o comprovante de residência, fomos no cartório e depois fiz a comunicação da venda, vi que ainda não fez a transferência, agora é problema dele, rsrs

        • Luciana, desculpe a demora na resposta. Que bom que deu certo. Só fique atenta porque, muitas vezes, o comprador perde o prazo da transferência, não transfere e vc continua responsável pelo veículo, inclusive pelo pagamento de multas, taxas e outros débitos que incidirem sobre o veículo, podendo até negativar seu nome. Exija que ele faça a transferência. Boa sorte!

  121. Boa tarde , meu esposo comprou uma moto em 2019 ,tem 7meses que estamos com ela , mais o dono anterior ao preencher o recibo ele errou e tentou rasurar e o Detran não aceitou . Com isso ele teria que pagar novamente outro recibo ,mais ele alega todas as conversas que está olhando e nada . Conclusão ele não quê pagar pra regularizar , o que posso fazer neste caso , pois não quero andar na moto sem estar no meu nome . Paguei a vista . Poderia me ajudar por favor ?

    • Raiany, obrigada pelo contato. O ex-dono ele é obrigado a entregar o documento para vc, caso contrário vc pode acioná-lo judicialmente. Vc pode entrar com uma ação judicial, mas terá de ter todos os comprovantes que pagou a moto, como recibos, e-mails, mensagens e outros documentos comprobatórios. Consulte um advogado, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

      • Diz pro antigo dono que vai começar a levar multa direto, vai passar num radar de 50km/h a 110kmh e ele vai perder a CNH. Pronto, tá resolvido.

      • Jeferson, obrigada pelo contato. Vc terá de encontrar esse comprador, via despachante ou advogado. Provavelmente, terá de mover uma ação judicial contra ele. Você deve, então, explicar ao juiz sua condição e pedir a tutela de urgência para ele oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio da moto junto ao Detran e judicialmente obrigando o comprador a fazer a transferência. Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário.

        Uma alternativa é também verificar junto ao Detran o que poderia ser feito, afinal, eles devem lidar com casos assim com frequência. Vale também fazer a comunicação ao Detran que vendeu a moto. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não o exime das responsabilidades sobre o veículo. Devido à Covid-19, o Detran mudou alguns procedimentos, inclusive, em relação à transferência. Quanto a isso, é melhor vc também consultar o portal do Detran para obter informações em relação a essa questão. Esperamos tê-lo ajudado. Abs.

  122. Boa noite,comprei um carro e a pessoa que vendeu disse que daria ocrv após o pagamento efetuei o pagamento é a pessoa disse que o documento Sumiu na verdade este proprietário so tinha o crv assinado e registrado em cartório, não tinha feito a transferência para seu nome,ela entrou em contato com a pessoa que vendeu pra ela e a pessoa se recusa a pedir a segunda via. O que posso fazer. Obrigada

    • Andréa, obrigada pelo contato. O atual proprietário tem a assinatura do antigo dono do veículo com firma reconhecida no documento? Se tiver, ele consegue fazer a transferência pagando a multa pelo atraso. Tente consultar um despachante. Se não tiver a assinatura da pessoa que se recusa a pedir segunda via, vc pode acionar judicialmente o atual dono e pedir para que ele devolva o valor que vc desembolsou. Para isso, vc precisa ter documentos comprobatórios da compra, como recibo, comprovante de depósito, mensagens de e-mail, whatsapp etc., que possam mostrar que vc fez o pagamento e não tem posse do documento do carro. Esperamos tê-la ajudado. Abs.

  123. Olá, vendi meu veículo e o comprador ja fez a transferência antes de eu informar a venda do veículo junto ao Detran, ainda preciso informar a venda do mesmo ou o fato de já estar em nome do comprador eu não preciso me preocupar?

    • Samuel, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos é sempre bom informar o Detran sobre a venda do veículo, para se proteger de eventuais aborrecimentos no futuro. Sugerimos que faça o comunicado, que pode ser realizado pelo portal do Detran. Boa sorte!

    • Samuel, obrigada pelo contato. Segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), o transporte de crianças deve ser realizado no banco traseiro até elas completarem os dez anos de idade, sempre utilizando os dispositivos de retenção adequados para cada idade. Mas no caso de caminhões ou picapes, de acordo com a Resolução 277 do CONTRAN, para veículos que não contenham banco traseiro, o transporte de crianças com até dez anos de idade poderá ser realizado no banco dianteiro, da seguinte forma: Bebê-conforto (transporte de crianças com até 1 ano de idade); Cadeirinha (crianças com idade entre 1 e 4 anos deverão utilizar esse dispositivo de segurança); e assento de elevação (utilizados por crianças de 4 a 7,5 anos). As crianças com idade superior a 7,5 anos podem utilizar o cinto de segurança do automóvel, mas atente-se para a estatura da criança e nunca deixe o cinto de segurança muito próximo do pescoço. Esperamos tê-lo ajudado. Abs.

  124. o meu marido comprou um carro do tio dele,mas nao fez a transferencia agora o carro foi apreendido e ele nao consegui tirar pois o tio dele foi para portugal,o que podemos fazer?

    • Maria Alice, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, vc precisará da assinatura do seu tio. Tente consultar um despachante para verificar outras possibilidades, inclusive, se é possível a criação de uma procuração dele para vc somente para solucionar essa situação. Boa sorte!

  125. Vendi a moto e não foi feita a transferencia e a moto foi apreendida juntamente com o meliante, a mesma se encontra no patio desde 2015 e o novo dono quer retirar mas ainda esta no meu nome. tem como transferir o documento antes de retirar a moto?

    • Fábio, obrigada pelo contato. Para realizar a transferência, o comprador terá de fazer uma vistoria na moto, que é obrigatória. Portanto, vc precisa tirá-la da apreensão para realizar a vistoria. De qualquer forma, sugerimos que vc consulte um despachante para levantar outras possibilidades. Boa sorte. Estamos à disposição.

  126. Boa noite, comprei a vista um veículo da Unidas Seminovos e só recebi o CRLV, o CRV encontra-se em poder da Matriz deles que fica em BH, fiz o seguro junto a APVS e a mesma me disse que o rastreador levaria até 15 dias para ser colocado, temos todos os comprovantes de seguro habilidade, infelizmente, três dias depois de me entregarem o veículo, o mesmo foi furtado estacionado na lateral do prédio em que resido, fizemos o contato com a seguradora e enviamos os documentos solicitados, porém, falta o CRV que está em poder da Unidas Seminovos e estou a dois dias aguardando que me mandem para que eu envie ao seguro. Minha pergunta é: O carro é da Unidas Seminovos ou meu que paguei a vista?? só temos um contrato de compra e venda e não o CRV com a transferência feita pra mim. Devo acionar a justiça para reaver meu dinheiro e a Unidas que detém a documentação como dona do veículo tenta reaver o mesmo?

    • Andréa, obrigada pelo contato. Sua dúvida é bem específica. Sugerimos que vc procure um advogado, mas pelo que apuramos, vc deverá entrar com ação judicial. O contrato de compra e venda já é importante e também qualquer documento comprobatório, como mensagens de whatsapp, emails, recibos de depósito e do pagamento e até testemunhas, que poderão ajudar na ação. Boa sorte!

      • Boa Noite! Estou passando por algo parecido, financiei um veículo na Localiza semi novos no dia 17/07/2020, me informaram que em 30 dias o despachante entraria em contato comigo para entregar chave reserva e informar sobre documentação, estava próximo dos 30 dias e ninguém entrou em contato, sendo assim eu abri um chamado solicitando esse serviço, após alguns dias me ligaram, fui até a loja e peguei o CRV assinar e reconhecer firma, sendo feito isso no dia 23 de agosto, avisei ao despachante e o mesmo pediu para eu aguardar que iria entrar em contato para informar a data da vistoria, infelizmente meu carro foi roubado no dia 28/09/2020 e a vistoria seria no dia 01/10/2020, fui até a loja pois a seguradora está pedindo uma Procuração de Fé Publica transferindo o veículo para ela, pedi para que o valor da Procuração fosse dividido pois a empresa não tinha feito a vistoria e esse serviço foi pago e o gerente me respondeu que a loja não se responsabiliza pelo meu carro ter sido roubado e que não poderiam devolver o dinheiro pois se tivesse com o carro seria feito a vistoria na data marcada mais de 2 meses depois de ser comprado, me entregaram a Ata da Empresa, Contrato Social e uma Procuração da empresa para eu ir até um cartório e fazer a Procuração de Fé Publica que custa 480,00.

        • Graciete, obrigada pelo contato. Realmente, seu carro é bem complexo. Pelo que apuramos, você deverá entrar com uma ação judicial contra a Localiza, pois o atendimento deles deixou a desejar e te causou vários transtornos. Mas sugerimos que vc consulte um advogado e reúna toda documentação comprobatória (mensagens, recibos, contrato, e-mail e outros), que possa confirmar sua história e ser usada na ação judicial. Boa sorte!

  127. Comprei uma moto e paguei as taxas todas. Mais o site do DETRAN não funciona está função de transferência de proprietário. Está com uma mensagem de erro a mais de 15 dias, quando eu venho tentando. O que eu posso fazer, está tudo fechado e vai vencer os 30 dias. O que faço????

    • José Aparecido, obrigada pelo contato. Vários internautas têm nos enviado dúvidas a esse respeito. Pelo que apuramos, não há muito o que fazer. Mas o Detran orienta que se faça a transferência pelo aplicativo do Detran, que você pode baixar no seu celular. Lá vc consegue, com todos os documentos necessários, solicitar a transferência. Alguns internautas nos relataram que nem sempre o aplicativo funciona, mas já que ainda não há atendimento presencial, vale tentar pelo app. Boa sorte!

    • Ola comprei um carro no leilao , so que arrematei e nao vi que o meu nome foi errado foi feita a nota e paga pelo leilao e mandado pro banco com meu nome errado , nao sei oque posso fazer nao consigo dormir , se espero chegar o crv , tem alguma forma de arrumar isso ??

      • Wellington, obrigada pelo contato. Como se trata de uma dúvida bastante técnica, sugerimos que vc consulte um advogado mais especializado. Vc já tentou falar com a empresa responsável pelo leilão ou mesmo com o banco, a fim de checar se há possibilidade de correção do nome?

  128. Boa tarde, minha mãe compro um carro e colocou no meu nome, acabou que brigamos e nós separamos de casas, diante disso ela se nega a entregar minha cnh e a documentação do carro para que eu possa retirar o carro do meu nome, pois não quero o carro, só quero que não esteja mais no meu nome o carro, o que devo fazer diante dessa situação ?

    • Lucas, obrigada pelo contato. O ideal é que vc tente de forma amigável resolver essa situação. De qualquer forma, você pode pedir segunda via dos documentos do carro e fazer a transferência, arcando com as despesas. Mas mesmo assim, precisará da assinatura dela.De qualquer forma, sugerimos que procure um advogado ou mesmo um despachante, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte. Abs.

  129. Bom dia!
    Comprei um carro e o ex- proprietário me fez uma procuração para que eu pudesse transferir no prazo de 3 meses o carro para meu nome. Porém, estava sem o DUT e pensei que poderia pega-lo no mesmo dia da transferência, mas, chegando ao local, o agente informou que primeiro eu tinha que pegar o DUT para depois transferir, e esse ocorrido foi bem no inicio da pandemia, quando o DETRAN suspendeu o atendimento e eu não conseguiu solicitar a segunda via do DUT a tempo, e diante disso, a procuração venceu e eu não consigo mais achar o antigo dono, o celular da inexistente e no endereço não o acho. O que devo fazer nesse caso?

    • Ramon, obrigada peço contato. Pelo que apuramos, você precisará encontrar o antigo dono. Sugerimos que vc procure um despachante que poderá te dizer se há outras possibilidades de obter essa transferência. Tente também no Detran, que deve se deparar todos os dias com casos como seu. Talvez eles tenham alguma orientação. Boa sorte e estamos à disposição!

  130. Olá. Eu gostaria de saber qual melhor forma de poder tirar meu nome de um veículo. Porém não tenho Ctt com a pessoas mais. Como faço pra notificar ? Quero tirar o mais rápido possível

    • Larrisa, obrigada pelo contato. Vc precisar encontrar o atual proprietário. Tente ver com um despachante se há uma maneira de fazer isso, mas, pelo que apuramos, vc precisará encontrá-lo.
      Esperamos tê-la ajudado. Abs.

    • Bom dia .
      Meu pai faleceu e o carro está no nome dele. Vamos dar início ao inventário. Estou usando o carro , as taxas estão em dia . Tem algum problema eu circular com o carro? O carro é do RJ e eu moro em SC , tem problema eu ficar com ele lá ? Posso ir renovando o documento normalmente e pegando o documento mesmo estando no nome do pai falecido?
      No caso de haver apreensão do veículo como retirar depois ? Em caso de acidente de trânsito ?
      Desculpe pelas perguntas mas anda meio preocupado.
      Desde já agradeço.
      Cesar

      • César, obrigada pelo contato. Se o carro está com as taxas e o documento em dia, você pode circular com ele, mesmo que seja em outro estado. A transferência, inclusive com mudança na placa, quando o carro segue para outro município ou estado, precisa ser feita, mas como o veículo está em inventário, não será possível no momento. Pelo que apuramos, o carro não pode ser apreendido por isso. Vc pode renovar o documento normalmente até finalizar o inventário, mas terá de ser no estado que ele está registrado. Se vc for o inventariante, uma sugestão é andar com uma declaração de inventariante sempre com vc. De qualquer forma, consulte um despachante, que poderá te orientar melhor com base na lei.Esperamos tê-lo ajudado! Abs.

    • Ola boa noite Larissa, comprei tbm um carro mas nao consigo encontra o ex proprietária do veiculo seria muita coincidência ela tbm se chama larrisa qual seria o carro que era seu ? Ele esta com dupla trasferencia.

  131. Meu tio pediu o nome do meu emprestdo pra compra um carro no ano de 2008 e comprou .so que hoje meu pai foi fazer uma compra na loja e a moca falou que nao era possivel pq o nome dele tava com divida ai elw foi no forum chegou la o rapaz falou que tem um carro no nome dele com o ipva atrasado a divida ta 3 mil e pouco. Falamos com meu tio ele disse que vendeu o carro a anos mais nao tirou do nome do meu pai e agora o que fazemos meu nao sabe nem dirigir .e meu tio veio todo ignorante ele sabe que ta errado pq nao tirou do nome do meu pai. Que faco

    • Suedson, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, vcs terão de encontrar esse comprador e mover uma ação judicial contra ele. Vocês devem, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran e judicialmente obrigando o comprador a fazer a transferência. Vocês devem ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue seu pai a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário.

      Vocês devem também fazer a comunicação ao Detran que venderam o carro. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não exime seu pai das responsabilidades sobre o veículo. Devido à Covid-19, o Detran mudou alguns procedimentos, inclusive, em relação à transferência. Quanto a isso, é melhor vcs também consultarem o portal do Detran para obter informações em relação a essa questão. Esperamos tê-lo ajudado. Abs.

      Responder

  132. Estou com dúvidas, vendi o meu carro para meu irmão. Já está constando inclusive no detran veiculo com informação de venda tudo certinho, isso em fevereiro. Até o momento ele não fez a transferência (já passou os 30 dias), ele me pediu para aguardar pois devido a crise da pandemia, ficou “apertado”, mas se responsabilizou por multas e qualquer problema que venha acontecer, como ele não fez a transferência, não foi feito o documento 2020, a placa é final 9, é possível fazer o pagamento e solicitar o documento 2020(mesmo em meu nome)? Constando essa informação de venda no detran, ela bloqueia qualquer pagamento até ser feita a transferência? Pois ele quer pagar só o documento deste ano, e fazer a transferência apenas em 2021 pois ele falou que já que passou os 30 dias, multa ele já vai ter que pagar mesmo.

    • Larissa, obrigada pelo contato. Enquanto não há a transferência, vc fica responsável por todas as taxas e multas que incidirem sobre o veículo. Se ele está dizendo que pagará os débitos, ele poderá sim tirar o documento em seu nome. O comunicado de venda é importante para te proteger de eventuais ocorrências em relação ao veículo, mas não te exime dos débitos devidos até que seja feita a transferência. Pelo que apuramos, o comunicado também não bloqueia os pagamentos. Se vc permitir que a transferência seja feita somente em 2021, procure acompanhar mês a mês a existência de eventuais débitos e multas para se certificar que não haverá valores pendentes e a possível negativação de seu prontuário. Boa sorte!

  133. Vendi um carro há 6 anos e não foi feita a transferencia naquela data e logo foi envolvido em um acidente e ficou com restrição no DETRAN DF impedindo que eu fizesse a transferencia, com isto a pessoa que comprou não paga o IPVA e sempre tenho que ficar suplicando o pagamento e este paga, mas não consigo tirar a segunda via do DUT para transferir. como devo proceder?

    • Zélia, obrigada pelo contato. De acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, se houver a venda do veículo e a transferência não for feita, o carro permanece em nome do ex-proprietário, e este será responsável pelo pagamento de taxas, como IPVA e multas. Nesse caso, o antigo proprietário, que é você, precisará mover uma ação judicial contra a pessoa que comprou o veículo e não efetuou a transferência (no caso, você deverá mover essa ação), solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran. Você deve então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e na ação o pedido é referente a obrigação de fazer a transferência.

      Outro procedimento é o pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que desobrigue o autor (no caso você) a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Em caso de dúvidas, acesse o portal do Detran de sua cidade ou procure um despachante. Esperamos tê-la ajudado. Abs.

  134. Boa Tarde
    Comprei um carro e financiei uma parte do veiculo, porém devido a viagens e alguns compromissos, não assinamos o Dut e Não fizemos a transferência, e agora acabei batendo esse veiculo e o seguro deu Perca Total no mesmo e quitou o financiamento em meu nome e ficou o restante da fipe pra receber apos a baixa do Gravame.
    Agora a financeira não esta conseguindo fazer a baixa do Gravame junto ao detran/PR, como devo proceder nesse caso? estou meio perdido e preciso do dinheiro para adquirir outro carro.

    Desde já Obrigado

    • Alexandre, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, é provável que vc precise da assinatura do ex-dono. Mas sugerimos que vc procure informações no próprio Detran/PR, que poderá te orientar melhor e de forma mais precisa. A própria financeira poderá levantar essas informações e te dar um suporte. Boa sorte e estamos à disposição.

  135. Olá! Comprei um carro do meu vizinho parcelado, sendo que ele já têm em mãos 2.300,00R$, que ele está me devendo; Então negociamos o carro em cima dessa divida; Ele me deu uma data para me entregar o veículo; esperei, mas quando chegou na data, ele disse que o carro está com alguns problremas na parte eletrica; e cada vez que converso com ele; ele me pede mais 5 dias. isso já têm 1 mês. Chamei ele pra ir ao cartorio para fazermos o contrato de compra e venda, e ele não aceitou. Oque faço? mande p/ meu e-mail por favor.

    • Leandro, obrigada pelo contato. Vc tem algum documento que comprove tudo isso que está nos contando? Provavelmente, se não conseguir resolver essa situação de forma amigável, talvez tenha de acionar um advogado, mas terá de apresentar documentos comprobatórios, inclusive, da dívida que vc diz que ele tem com você. Podem ser mensagens de whatsapp, SMS, e-mails, comprovantes bancários e outros. Sugerimos que consulte um advogado, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  136. Olá, realizei a venda de um veiculo. Porém o comprador não é da minha cidade. Irei preencher o recibo de venda autenticar as vias e encaminhar via sedex. É necessário eu e ele irmos no mesmo cartório para autenticar ou o comprador pode fazer a parte dele na cidade onde ele reside?

    • Douglas, obrigada pelo contato. Vc pode preencher o documento e fazer o reconhecimento de firma, enviando posteriormente para ele por Sedex. A única precaução é se assegurar que ele fará a transferência, pois caso ele não faça, vc fica responsável por tudo o que acontecer com o veículo, inclusive, multas, taxas e até sinistros. Esperamos tê-lo ajudado. Boa sorte!

  137. Olá, comprei uma moto para um projeto da faculdade a fim de usá-la apenas para estudo e não seria para pilotar pois mesmo que quisesse não tenho habilitação, porém alguns dias após a compra vi que ela foi passada para o nome de uma mulher da minha cidade, mas não consigo encontrar ela pelas redes sociais a unica coisa que tenho dela é o nome completo e CPF!
    Veio apenas dois documentos com a moto – Nota fiscal original e um documento autenticado em cartório passando o nome do proprietário original para a uma mulher!
    OBS: a moto era usada apenas em área rural e foi vendida para várias pessoas, então nunca foi feito RENAVAN ou emplacada!
    Gostaria de saber se teria como regularizar o veículo!

    • Stenio, obrigada pelo contato. O seu caso parece bem complicado. Em geral, para vc fazer a transferência e regularizar a moto, vc precisará encontrar a dona. Infelizmente, em nosso quadro de colaboradores, não conseguimos uma resposta mais precisa para te ajudar. Sugerimos que vc procure um despachante ou um advogado, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte. Abs.

    • BOM DIA MEU AMIGO ESTA MOTO É DE QUE ESTADO? POSSO TE AJUDAR A ENCONTRA-LA ME LIGUE(61) 99927-6051 FALO DE BRASILIA-DF.

  138. Boa tarde,

    Comprei um moto com recibo em branco, de uma terceira pessoa, que disse que ia organizar a transferência do mesmo, só porque não está conseguindo encontrar a dona, posso perde a moto? lembrando que estou com o recibo em branco, outra duvida posso rodar com o documento no nome de outra pessoa?

    • Julio, obrigada pelo contato. Então, você pode rodar com o documento em nome de outra pessoa, desde que todas as taxas, licenciamento e outros tributos estejam totalmente quitados, ou seja, que a moto esteja sem débitos. Antes de comprar você verificou se a moto tinha alguma pendência?? Como foi comprada de uma terceira pessoa, sugerimos que vc verifique a situação da moto, para saber se há alguma pendência ou bloqueio, o que, eventualmente, poderá te causar aborrecimentos e até a perda do investimento. Boa sorte. Abs.

        • Julio, se não há pendências e a documentação está regularizada, vc precisa agora encontrar a pessoa para fazer a transferência. Se a pessoa que consta com proprietária, por exemplo, vier a falecer, ou ocorrer qualquer outro imprevisto, vc pode perder o bem. Pelo que apuramos, é importante transferir o quanto antes. Tente um despachante, que poderá levantar se há outras possibilidades dentro da lei. Boa sorte!

  139. Olá
    Para poder tirar das referências do Detran restrição financeira do veículo, devo dar baixa no gravame primeiro?, ou seja mesmo que paguei toda a dívida com a financeira se não houver o baixo no graveme, não sairá das informações do Detran.?

  140. Bom dia..
    Eu comprei uma moto 2016, e pertencia a uma terceira pessoa, o proprietário não deu baixa no gravam, e Quando comprei a moça disse que essa moto já era quitada, mas que tinha perdido esse documento que comprovava,..vi que em todas as informações do Datran essa moto tem uma restrição financeira com o Banco Honda motos, possui um restrição fiduciária…
    Teria uma possibilidade eu ligar para esse banco, me informando se realmente foi quitada essa dívida do ex dono ?, pois se só tem 4 anos de comprada, e se foi financiada para 60 meses, corro o risco de perder a moto, de não pagamento da dívida com o banco.
    Pode ficar em busca/apreensão.
    Eu me arrependo da compra, só que tarde demais.

    • Maria, obrigada pela contato. Sugerimos que vc tente contato com o banco e verifique se foi quitada. Mas pelo que mencionou se continua a restrição com o banco, provavelmente não foi quitada. É bem possível que o banco faça busca e apreensão da moto, mas eles vão procurar pelos dados que eles têm em cadastro, que deve ser o endereço do antigo proprietário. Tente conversar com o Banco para checar em que pé está o financiamento e, se quiser ficar com moto, negocie a dívida. É melhor do que perder o bem. Na dúvida, consulte também um advogado, que poderá te orientar melhor com base na lei, identificando outras possíveis alternativas. Boa sorte. Abs.

  141. Boa Noite, eu gostaria de tirar uma dúvida e eu ainda não encontrei algo parecido em lugar nenhum e não sei como proceder.
    Terminei o financiamento do meu carro em 2017, recebi o Dut preenchido pelo banco, assinado, reconhecido cartório, tudo como deve ser, só que eu não transferi ele pro meu nome ainda por estar com alguns problemas financeiros a alguns anos e o carro já está bem desgastado e tudo mais, Então, eu gostaria de vende-lo. O banco já fez a comunicação de venda para ser transferido para mim, porém eu gostaria de saber se ao invés de eu passar para o meu nome, eu poderia vende-lo do jeito que está para outra pessoa e quais procedimentos eu devo fazer para que a venda seja segura tanto para mim quanto para a outra pessoa.

    • Marcos, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, vc terá de transferir para seu nome. E depois, se certificar de que o comprador irá também passar para o nome dele. Existem vários leitores que entram em contato conosco e relatam estar com o nome negativado por não terem exigido dos compradores a transferência. De qualquer forma, tente consultar um despachante para levantar outras possibilidades de fazer a transferência diretamente para o comprador com base na lei. Estamos à disposição! Abs.

  142. Bom dia. Comprei uma moto mas não recebi o dut. A justificativa que a pessoa me deu é de que havia comprado a moto há 1 mês e por isso o documento no nome dela e o dut em branco ainda não havia chegado, mas a transferência já havia sido feita. Eu confiei, peguei a moto e ficamos de se encontrar após chegar a documentação nova no nome dela para podermos transferir para o meu. O fato é que estou achando que fui passado pra trás, pois essa pessoa cada dia inventa uma desculpa diferente para a nova documentação não ter chegado. A documentação já está no 2020 e a moto está boa. Se de último caso eu não conseguir encontrar o antigo dono, há alguma forma de ano que vem eu pagar a documentação de 2021 e ela chegar no meu endereço e não no endereço do antigo dono?? Não ligo de a moto não estar no meu nome, só quero andar com ela legalmente e com documentação em dia.

    • Paulo Ricardo, obrigada pelo contato. Vc pode pagar os débitos sim, mas para mudar o endereço de correspondência, serão solicitados dados do antigo proprietário, os quais, provavelmente, vc não terá. Outro ponto que vc deve levar em conta é que, futuramente, se vc quiser vender a moto, precisará tê-la em seu nome, ou ter a assinatura desse antigo dono. E se vc não encontrá-lo, terá vários aborrecimentos. Uma sugestão é procurar um despachante para levantar outras possibilidades com base na legislação. Boa sorte!

  143. Boa noite!
    Pode me ajudar? Eu vendi uma moto p um rapaz em 2017 e não fiz comunicação de venda. Para minha surpresa, vi que essa moto ainda está em meu nome, pois ele não fez a transferência. A única coisa que ainda tinha dele é o telefone, que não é mais dele. Então impossível saber quem ele é. Vi que a moto está com todos os IPVA’s aberto desde 2017. Como devo fazer p tirar a moto do meu nome? Não tenho como encontrar o rapaz.
    P.S: pelo menos não tem multa.

    • Stephanie, obrigada pelo contato. Para vc regularizar a situação, terá de encontrar o comprador. Tente consultar um advogado, para levantar outras possibilidades, mas, pelo que apuramos, será necessário vc ter o contato do rapaz e até mesmo para entrar com uma ação judicial contra ele, caso seja necessária. Boa sorte!

  144. Bom dia, comprei um carro de uma pessoa física, e estava pagando , mas não houve transferência, o proprietário descontava do meu próprio salario, mas quando tive um problema na família, o mesmo me tomou o carro, do qual tirava o sustento da minha família como motorista de aplicativo, e me dispensou também do trabalho da empresa dele.

    queria saber se consigo a restituição do valor que paguei? já que não consegui nenhum acordo com o mesmo, e o proprietário pouco tempo depois de ter me tomado o veiculo, vendeu o carro para outra pessoa.

    • Michele, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos vc terá se consultar um advogado que tem maior conhecimento das leis para te orientar. Caso vc tenha os comprovantes, como o de desconto em salários,contrato e outros documentos que comprovem toda essa transação, vc tem chance de reaver o que pagou, mas depende do que foi acordado. Mas como ele era seu patrão, vc pode também consultar um advogado trabalhista. Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte e seguimos à disposição.

  145. Bom dia.
    Financiei parte de um carro e estou pagando direto para a agencia o restante do valor. Ainda não assinei o doc de compra e venda e devido a pandemia estamos pensando em fazer isso, quando acabar a quarentena. Recebi uma mensagem da financeira dizendo para eu ficar atenta ao prazo de transferência, mas se ainda não assinamos o documento não preciso me preocupar com essa questão de prazo de transferencial, correto?

    • Patricia, obrigada pelo contato. Em tese, se vcs não assinaram, não há uma data limite estabelecida. De qualquer forma, existem alguns trâmites nas instituições que fazem o financiamento. Talvez, a financeira não esteja ciente de que vcs ainda não fizeram a transferência. Sugerimos que vc entre em contato com a financeira e se informe melhor sobre essa questão para evitar eventuais problemas. Boa sorte!

      • Boa noite comprei um veiculo uma moto 150 tou cm dut e ipva em e ñ transferi para meu nome e a cidade desse veiculo fica perto da minha cidade eu cm dut e ipva da motor tem cm da algum problema para mim

        • Alcivanio, obrigada pelo contato. Se vc estiver com as taxas e tributos e licenciamento em dia, vc pode transitar com a moto. Mas o correto é que vc transfira para seu nome, pois na eventual falta de pagamento de taxas e tributos, sinistros ou outra ocorrência envolvendo a moto, pode negativar o nome do ex-proprietário ou prejudicá-lo de alguma forma. Até ser feita a transferência, ele fica responsável pelo veículo. Então, façamos o correto, e a transferência é obrigatória. Boa sorte. estamos à disposição!

  146. Boa tarde. Vendi um caminhão financiado em meu nome. O banco não fez a transferência do financiamento, razão pela qual fiz um contrato de compra e venda com o comprador. Hoje as parcelas encontram-se atrasadas em meu nome e há multas, também em meu nome. Como procedo?

    • Geovane, obrigada pelo contato. Infelizmente, esse é um risco que se corre quando fazemos a venda com o bem alienado e não transferimos o financiamento. Vc deveria ter feito a transferência do financiamento para o comprador. Assim, ele arcaria com as parcelas, já que o financiamento estaria em nome dele. Alguns bancos cobram uma taxa por isso, mas é melhor do que passar por esse problema . Sugerimos que vc procure o banco e veja se pode transferir o financiamento para o comprador. Muitos bancos não aceitam contrato de compra e venda. Por isso, o melhor a fazer é buscar orientação no banco que o bem está financiado. Boa sorte. Abs.

  147. Oi, preciso da ajuda de vocês.
    Chegou em casa em 2014 uma multa no meu nome de uma moto.
    acontece que nunca tive moto e nem carteira de moto. Nunca comprei nada.
    Fui ao CIRETRAN, fiz um recurso administrativo informando que a moto não era de minha propriedade e ainda assim me negaram.
    estou desconfiada de que fizeram uma comunicação de venda no meu nome, mesmo eu nunca ter comprado nada.
    Esse mes chegou para mim um aviso de que a moto iria para leilão, mas se o valor nao chegasse ao total de dividas, eu seria responsavel e teria meu nome inscrito na divida ativa.

    o que eu faço?
    nao tenho acesso a comunicacao de venda
    e diz que para eu ter acesso, eu preciso pagar toda a divida da moto.

    por favor, me ajudem.
    como conseguiram fazer essa comunicacaão de venda, sem a minha assinatura?
    e como nao houve a transferencia de fato dessa moto para o meu nome, como que eu recebo multas?

    • Iris, obrigada pelo contato. Pelo que vc relatou, muito provavelmente, vc foi vítima de um estelionatário, que teve acesso e tomou posse de seus dados pessoais. Isso que vc relatou é um crime. Já que não conseguiu uma orientação no Detran, vc precisará contratar um advogado criminal, que poderá levantar todas as possibilidades e te inocentar perante à secretaria da fazenda, a fim de não negativar seu nome e esclarecer esse engano. A Editora Na Boléia é uma empresa de comunicação, que procura esclarecer algumas dúvidas dos internautas com base nas orientações de consultores parceiros. Mas não temos consultores na área criminal. Por isso, sugerimos a busca de um advogado criminal o quanto antes, que poderá te orientar melhor com base na lei. Esperamos tê-la ajudado. Boa sorte!

  148. Olá. combinei de comprar uma moto de outra pessoa daqui a dois dias.
    O problema é que o Detran não esta funcionando por conta do COVID-19, gostaria de saber como proceder na atual situação.
    Preciso somente assinar o DUT e esperar o DETRAN reabrir ou preciso fazer algum tipo de contrato de compra e venda?
    A oportunidade é muito boa e temo que não conseguirei outra chance caso essa passe.
    Me ajudem por gentileza.

    • Luis, obrigada pelo contato. Cada Detran está adotando protocolos diferentes para atendimento durante a pandemia. Sugerimos que, antes de fazer qualquer negócio, vc consulte o portal do Detran e veja como proceder. Alguns postos até fazem atendimento presencial com número reduzido de pessoas e horários alternativos, mas depende da cidade. Como vc é o comprador, o dono pode até deixar o documento assinado e datado para que vc faça a transferência a posteriori, mas vc terá de fazer isso no prazo estabelecido. E isso também não é o ideal, pois existem vários leitores que nos mandam mensagens relatando passar por sérios problemas com o nome (e até de cunho criminal) por confiarem que o comprador faria a transferência – o que, especificamente na maioria desses casos, não foi feita posteriormente. Portanto, o que sugerimos é que vc busque saber como estão sendo prestados os serviços no Detran de sua cidade. Boa sorte!

  149. Boa Noite,

    Estou a procura de um carro para a familia, e veio uma oportunidade, uma auto escola está vendendo um carro com preço acessível. Gostaria de saber se vale a pena comprar, como funciona transferir o carro de auto escola para mim?
    Desde já, agradeço a atenção e no aguardo da resposta.

    • Vera, obrigada pelo contato. O que sugerimos é que vc leve o veículo ao uma vistoria técnica, para checar aspectos como: se houve batidas ou sinistros (existem empresas especializadas nesse tipo de avaliação), ver se o carro tem laudo de seguradora que garante que ele está em perfeitas condições e também levar a um mecânico de sua confiança para ver a manutenção geral do automóvel. Deve ainda levantar no Detran pendências de documentação, multas, alienação, dívidas e débitos etc. A rigor, autoescolas, locadoras etc. vendem os veículos com valores mais acessíveis por que, às vezes, são carros com quilometragem mais alta. Mas alguns estão em perfeito estado. Daí a importância de vc buscar opiniões de vários profissionais , inclusive com vistorias técnicas. Quanto à transferência, em geral, segue as regras estabelecidas para qualquer transferência de veículo. Vc precisa verificar se a documentação está em nome da autoescola e seguir os protocolos normais. Boa sorte!

  150. boa tarde,
    vendi um veiculo financiado para uma agencia com a promessa que eles pagariam o financiamento, fiz todo o procedimento de transferência porem como a pessoa não quitou, o banco não deixa transferir, a pessoa atrasou as parcelas fui na delegacia e consegui reaver o veiculo, mas ele não me devolveu o recibo, como faço para tirar esse bloqueio de transferência?

    • Lucas, obrigada pelo contato. A agência não pode se recusar a te entregar o recibo. Como vc já fez o procedimento junto à delegacia, vc tem argumentação para pressioná-los. Avise que irá entrar com uma ação judicial e obrigá-los a entregar o recibo, e caso seja preciso, consulte um advogado. Dependendo da cidade ou Estado, em geral na promotoria pública ou Tribunal de pequenas causas, vc pode conseguir serviços advocatícios mais em conta ou até gratuitos. Uma outra alternativa, é também tentar ir ao Detran da sua cidade tirar uma segunda via do documento, isso se o veículo estiver no seu nome ainda. Esperamos tê-lo ajudado. Abs.

    • Gilberto, obrigada pelo contato. Para tentarmos te ajudar, vamos ver se entendemos: você vendeu a moto e o comprador sumiu. Foi isso? Se foi isso, você precisa encontrar a pessoa que comprou sua moto e exigir que ela faça a transferência, a fim de evitar problema futuros para vc! É que, segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, a moto permanecerá em nome do ex-proprietário (no caso você), que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas.
      Nesse caso, você precisará encontrar a pessoa e, se ela se negar a fazer a transferência, vc deve mover uma ação judicial contra esse comprador. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele faça a transferência. Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário.

      Você deve também fazer a comunicação ao Detran que vendeu a moto. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não te exime das responsabilidades sobre o veículo. Devido à Covid-19, o Detran mudou alguns procedimentos, inclusive, em relação à transferência. Quanto a isso, é melhor vc também consultar o portal do Detran para obter informações em relação a essa questão. Esperamos tê-lo ajudado. Abs.

      Responder

  151. Boa Tarde,
    Descobri recentemente que tinha protestos de divida ativa no meu nome de uma moto a qual possui um comunicado de venda em meu nome, mas desconheço pois nunca fiz esse comunicado. como faço pra resolver a situação já que não tenho a minima ideia de onde anda essa moto. Posso pedir a baixa, ou fazer um B.O e me eximir da responsabilidade sobre ela?

    • Andreia, obrigada pelo contato. O que deve ter acontecido é que a pessoa que vc vendeu a moto não deve ter feito a transferência, e ainda deve ter revendido para terceiros. Para resolver a situação, vc terá de encontrar essa pessoa e mover uma ação judicial contra ela.Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele faça a transferência.
      Como você já fez a comunicação ao Detran que vendeu a moto, isso já te ajuda, mas lembrando que isso somente não te exime das responsabilidades sobre o veículo. Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  152. Boa tarde. Comprei uma moto a uns dez anos. Tenho o recibo porém não foi assinado e o antigo proprietário faleceu. Não tenho contato com ninguém da família e provavelmente se encontrar a moto não estará em inventário. Existe alguma maneira legal de passar esse veículo pro meu nome?

    • Marcio, obrigada pelo contato. Pelo que levantamos, vc realmente precisa encontrar os herdeiros ou alguém da família. Sugerimos que vc entre em contato com um advogado, que poderá te orientar com base na lei se há alguma outra possibilidade de transferência. Uma alternativa também é procurar o Detran da sua cidade, que deve lidar diariamente com casos semelhantes ao seu, podendo, talvez, te auxiliar. Boa sorte!

  153. Bom dia.
    Foi feito o comunicado de venda em meu nome, porém ainda não transferi o veiculo. Ele esta em financiamento/alienação fiduciária, e não consigo a emitir o licenciamento. Somente eu pagando a divida integral do financiamento é que conseguirei emitir o licenciamento?.
    Obrigado

    • João Luiz, obrigada pelo contato. Nesse caso sugerimos que vc consulte um advogado ou obtenha informações junto à instituição que vc fez o financiamento. Em geral, temos alguns especialistas em nosso quadro de colaboradores que nos ajudam no esclarecimento de dúvidas de nossos internautas. Mas o seu caso é bem específico. Portanto, recomendamos que vc procure um profissional especializado, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!,

  154. Comprei um carro o dono dato o recibo só q no dia q eu ia leva o carro pra vistoria o delegado já ñ Véio mais por causa da pandemia, nesse caso eu tenho q paga alguma multa?

    • Suellen, obrigada pelo contato. A transferência é obrigatória. Vc precisará encontrar o ex-proprietário. Se não tiver como fazer isso, tente ir à revendedora, que , provavelmente, terá os dados do ex-dono. Boa sorte!

      • Bom dia, queria tirar uma dúvida.
        Tenho interesse em comprar um opala 74 porém o dono atual tem o recibo em branco mais está no nome do antigo proprietário e ele não tem mais contato do mesmo. Como faço para regularizar um carro nesta condição ?

        • Lhuan, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, você precisará da assinatura do ex-proprietário, até porque é uma forma de você se precaver de eventuais golpes. Mas sugerimos que você procure um despachante, que poderá te apresentar possibilidades, caso existam na lei, e te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  155. Boa tarde. Comprei um carro em uma revendedora e o carro estava no nome do antigo dono, mas ainda nāo realizei a transferência para o meu nome. Acabei perdendo os documentos do veículo. Como devo proceder

    • Rafaela, obrigada pelo contato. Em situações normais, vc pegaria multa. Porém, com a pandemia, os serviços estão sendo prestados de uma forma mais restrita. Como a vistoria é presencial, vc precisa verificar no posto do DETRAN da sua cidade se eles estão agendado esse tipo de serviço, mesmo que poucas vistorias por dia. Consulte o Detran mais próximo de você. Boa sorte!

  156. Tudo bem aconteceu comigo o caso de eu vender um veículo com 2934 de multa porém assinei o crv com todos os dados da compradora mas somente eu assinei em cartório registrado assinatura como vendedor e a legítima compradora não assinou assim não consegui comunicar venda faz 4 anos que o carro circula com o documento atrasado e ela não reconhece assinatura e não transfere o veículo o que fazer eu consigo dar busca e apreensão consigo recuperar esse carro o que é mais aconselhável fazer pressiso de ajuda aguarda a resposta muito obrigado

    • Alessandro, obrigada pelo contato. A compradora é obrigada a fazer a transferência. Ela não pode se recusar. Mas como já faz muito tempo, vc terá de mover uma ação judicial, o que pode parecer algo complicado, mas não é. Segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, o veículo permanece em nome do ex-proprietário (no caso você), que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas.
      Nesse caso, você precisará mover uma ação judicial contra a pessoa.Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele faça a transferência.

      Você deve também fazer a comunicação ao Detran que vendeu o veículo. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não te exime das responsabilidades sobre o veículo.

      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário.

      Para tudo isso, sugerimos também que você procure um advogado, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  157. Bom dia. Ha um tempo atraz passei um veiculo para um cidadao em uma troca por outro veiculo. Ate ai passei o dut em branco por garantia de que o veiculo que ele me passou estava todo ok de motor , diferencial e outros. Pois bem,, Em tempo habil procurei o mesmo para desfazer o negocio pelo fato de eu nao ficar satisfeito com a tal troca. O mesmo se recusou. E agora pesquisei o veiculo mediante o detran-pa; simplesmente o carro ja esta no nome de terceiros. Porfavor preciso de uma orientaçao. Ja que ele tambem nao me procurou pra resolver a transferencia do meu veiculo.

    • Marcos, obrigada pelo contato. Em relação a você desfazer o negócio, vc terá de procurar um advogado para levantar possibilidades. Mas quanto à transferência, o comprador não pode se negar a fazê-la. Segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, o veículo permanece em nome do ex-proprietário (no caso você), que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas.
      Vc deve ter comprovantes de que fez a venda para ele, certo? Com isso em mãos, você precisará mover uma ação judicial contra a pessoa. Ela não pode se recusar a fazer a transferência. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele faça a transferência.
      Você deve também fazer a comunicação ao Detran que vendeu o veículo. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não te exime das responsabilidades sobre o veículo.
      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure também um advogado o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  158. Existe um inventário extrajudicial formalizado.

    Nesse caso, para venda antecipada do veiculo, se faz-se necessária a regularizar a transferência do veículo junto ao DETRAN para os herdeiros (novos proprietários), com emissão de um novo CRV, antes de realizar a transferência do bem para o nome do novo proprietário?

    • Dilcéia, obrigada pelo contato. No caso de inventário, em geral, vc só consegue fazer a venda quanto o inventário e partilha estiverem prontos. Só assim vc consegue fazer a transferência para os herdeiros. Sim, será preciso fazer essa transferência. Se vc passar o veiculo para frente neste momento, mesmo sem o inventário pronto, a documentação ficará irregular e vc correrá o risco de, no futuro ter problemas, já que o carro ficará em nome da pessoa falecida, e tudo o que ocorrer com o veículo (inclusive, multas, sinistros, ações judiciais que envolverem o carro etc.), recairá sobre o antigo dono e sobre os herdeiros, consequentemente. Mas sugerimos que vc consulte um advogado para levantar se existem outras possibilidades com base na lei. Boa sorte!

  159. Boa noite! queria esclarecer uma duvida a respeito de carro financiado.. no caso comprei um carro que estava com procuração pra venda e no documento consta como alienaçao fiduciária.. essa procuraçao que o dono fez ao procudador esta reconhecida no cartório pois paguei o carro e fui la junto com o procurador pra reconhecer firma no meu nome também! a pergunta é o seguinte… esse carro pode ser feito procuração pelo proprietário com o carro financiado?? e agora nao se tem divida esse carro! nao sei o que fazer? alguem me ajuda por favor

    • João, obrigada pelo contato. A Editora Na Boléia é uma empresa de comunicação que veicula, por meio de seus canais (portal/site, redes sociais e plataforma YouTruck) notícias e conteúdo voltados aos setores de transporte de cargas e automotivo. Em geral, tentamos, por meio de nossos contatos, esclarecer dúvidas de nossos internautas. Mas o seu caso é bem complexo e exige a visão técnica de um advogado especializado, o qual não temos em nossa base de especialistas e que possa opinar sobre essa situação. Sugerimos que vc procure a opinião de um profissional da área jurídica, que, com certeza, poderá te apresentar todas as possibilidades com base na lei. Torcemos para que vc consiga solucionar o problema. Boa sorte!

  160. fui licenciar a minha moto e pagar o ipva mas aconteçe que eu fia a trasferencia que nao era pra fazer no valor de 202 reais era pra pagar somente ipva e licenciamento como faço pra rever este valor pois nao tenho interesse de trasferir e se tem algum problema pra mim

    • José Carlos, obrigada pelo contato. Mas a moto estava em nome de outra pessoa, é isso? Na verdade, a transferência para seu nome é uma obrigatoriedade, se vc a comprou. Acontece que muitas pessoas não fazem a transferência e causam problemas para os antigos proprietários. Se vc fez a transferência para seu nome, fez o correto. E, provavelmente, dificilmente conseguirá reaver o dinheiro ou desfazer o processo. Abs.

  161. Bom dia, Comprei um veículo pelo meu consórcio , deu tudo a compra , somente a transferência do Detran que venceu o prazo 30 dias, em razão da pandemia ,nesse carro irei ter problemas com o a administradora de consórcio?já que eles já emitiram uma taxa de gravame pra ser pago dia 13/04.

    • Vendi um carro gol ano 2002. Deixei na garagem venderam e não fez a transferência, a garagem fechou e ninguém sabe me dizer o nome de quem comprou o veículo. E meu nome está na divida ativa. Como posso resolver sobre o documento, porque não sei aonde está esse carro nem o nome da pessoa que comprou.

      • Vânia, obrigada pelo contato. Conforme a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, o veículo permanece em nome do ex-proprietário, que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas. No seu caso vc, precisa encontrar a pessoa que comprou o veículo. O melhor a fazer é consultar um despachante ou um advogado. O Detran de sua cidade pode orientá-lo também, pois existem vários casos como o seu. Assim, eles devem ter uma orientação nesse aspecto para os cidadãos.Tente consultar. Boa sorte!

    • Carlos Henrique, obrigada pelo contato. Em função da pandemia, tudo está sendo revisto e adaptado. Portanto, cada caso é um caso. Sugerimos que vc entre com contato com a administradora do consórcio pelos canais digitais ou pelo telefone e tente descobrir como proceder no seu caso. Boa sorte!

    • Kleiton, obrigada pelo contato. A transferência é primordial. Na verdade, o seu caso requer uma visão técnica da área jurídica, a fim de identificar se existe alguma outra possibilidade para transferência. Tente procurar um advogado, que poderá te orientar melhor com base na lei, ou mesmo busque informações no Detran de sua cidade, que deve ter orientações para casos semelhantes ao seu. Boa sorte!

  162. Comprei uma moto que ta com a comunicação de venda no nome do antigo dono (2º), porem ele foi embora e não consigo entrar em contato com ele. O que posso fazer pra conseguir transferir para meu nome, pois a moto ainda está em nome da 1º dona.

    • Fabiula, obrigada pelo contato. Na verdade, vc precisará encontrar o antigo proprietário para fazer a transferência. Sugerimos que vc procure um despachante ou um advogado, que poderá informar se existem outras possibilidades de transferência com base na lei. Mas pelo que apuramos, é essencial que vc localize o antigo dono. Boa sorte!

  163. Estou prestes a vender uma moto na data de 07/04/2020, por conta da quarentena devido à pandemia do Corona Vírus gostaria de saber se o comprador consiguira fazer a transferência do veículo dentro desses 30 dias perante a lei, se passar desses 30 dias quais prejuízos iras tomar ? Por favor se poderem indicar um local que faça a transferência 🙏🏻 Agradeço muito ! Obrigado desde já pela atenção !

      • Valdi, obrigada pelo contato. Com a pandemia, realmente, muitos serviços oferecidos ao público estão com horários de atendimento diferentes. O Detran é um desses órgãos que mudou a dinâmica de atendimento. Infelizmente, vamos ter de esperar. Fique de olho em nossos posts. Sempre temos conteúdo atualizado sobre o setor. Abs.

  164. Comprei uma moto e assinei o dut em cartório só que dá faz anos pra mim transferir, só qu agora quero dar baixa na moto, como eu faço?

    • Alex, obrigada pelo contato. Como faz muito tempo, sugerimos que vc procure um despachante que poderá te orientar melhor em relação às possibilidades. Mas provavelmente, vc terá de transferir para seu nome e ainda pagar a multa por não ter feito a transferência. Mas consulte um despachante. Boa sorte!

  165. Fui baixar minha carteira digital e descobri que tem uma moto em meu nome, mas eu vendi e assinei o recebi em 2005. Não sei onde está essa moto e a pessoa não está pagando os documentos. Como faço para tirar do meu nome?

    • Cristian, obrigada pelo contato. Segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, a moto permanece em nome do ex-proprietário (no caso você), que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas. Nesse caso, você precisará mover uma ação judicial contra a pessoa.Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele faça a transferência.
      Você deve também fazer a comunicação ao Detran que vendeu a moto. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não te exime das responsabilidades sobre o veículo.

      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

    • Douglas, obrigada pelo contato. A transferência é primordial. Tente ver com o advogado do ex-proprietário o que pode ser feito. De repente, até uma procuração do ex-dono. Na verdade, o seu caso requer uma visão técnica da área jurídica, a fim de identificar se existe alguma outra possibilidade para transferência. Tente procurar um advogado, que poderá te orientar melhor com base na lei, ou mesmo busque informações no Detran de sua cidade. Boa sorte!

  166. Bom dia.
    Comprei uma moto em 2016 de um 3°dono e nenhum deles fizeram a transferência, agora não encontro mais ninguém.
    Sempre mantenho ela em dia mas ando sem a documentação.
    O que faço para transferir para o meu nome?

    • Manoel, obrigada pelo contato. Segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, o veículo permanece em nome do ex-proprietário, que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas. No seu caso vc, precisa encontrar a pessoa cujo nome está no documento. Talvez exista outra possibilidade, mas o melhor fazer é consultar um despachante ou um advogado. O Detran de sua cidade pode orientá-lo também, pois existem vários casos como o seu. Assim, eles devem ter uma orientação nesse aspecto para os cidadãos.Tente consultar. Boa sorte!

    • Rapaz eu comprei um carro recente porém esse carro a trasferecia dele ta assinada e reconhecido no cartório poram o raspas que me vendeu o carro a trasferecia não estar no nome dele eu quero saber se eu posso trasferir o carro pro meu nome porém foi reconhecida so a trasferecia pra uma pessoa que não sou eu tenho en mao o dut E a traferecia Eu poderia trasferir pro meu nome ?

      • Daniel, obrigada pelo contato, Se o nome do rapaz que comprou o carro não consta no documento e não foi feita a comunicação de venda junto ao Detran, possivelmente, vc pode fazer a transferência assinando o documento e reconhecendo a sua firma. Mas precisa também prestar atenção na data que o rapaz que vendeu o carro reconheceu a firma, pq vc pode ter de pagar uma multa por ter expirado o prazo para transferência. Tente consultar também um despachante que pode te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  167. Olá, preciso tirar uma duvida, ano passado vendi minha moto para um rapaz aqui em Santa Catarina , eu assinei minha parte no recibo em cartório e paguei pra fazer o comunicado de compra e venda junto, mas ele não foi autenticar a assinatura dele ainda para transferir, nesse caso logo já vai atrasar a moto, se ele fizer alguma multa ou parar numa blitz com a moto atrasada e for pro pátio eu posso entrar com um processo pra recuperar essa moto? Porque pra tirar ela do pátio atrasada ele teria que me procurar pra eu tirar já que ele não transferiu ainda e duvido muito que vá transferir antes de vencer o IPVA dela

    • Elaine, obrigada pelo contato. Em tese, sim, vc pode tirar a moto do pátio, já que está em seu nome, inclusive, sem a transferência vc continua responsável pelo pagamento de taxas, impostos e IPVA, além de sinistros. Mas se vc fez o comunicado de compra e venda, é recomendável que consulte um despachante para verificar se o comprador pode te acionar por isso. Quanto ao documento, vc pode tirar uma segunda via no Detran. Mas consulte um despachante ou um advogado para verificar o que vc pode fazer sempre com base na lei. Boa sorte!

  168. Oi boa noite tenho um carro com a documentação para transferência não fiz a transferência ainda e acabei batendo o carro e não compensa arruma mais, como faço pra dar baixa no Detran.

    • Bruno, obrigada pelo contato. Nesses casos, sugerimos que consulte o Detran mais próximo de vc ou mesmo um despachante, pois, dependendo da cidade, existem alguns procedimentos específicos. Mas se vc não transferiu e está em nome do ex-proprietário, muito provavelmente, vc terá de acioná-lo para que seja feita a baixa. Boa sorte!

  169. BOA TARDE.
    TROQUEI MEU CARRO EM OUTRO EM OUTUBRO DE 2019, CONFIANDO EM UM AMIGO MEU QUE ME INDICOU O CARRO. O CARA QUE FEZ A TROCA DO VEICULO ME PROMETEU O RECIBO ASSINADO EM ATE 5 DIAS, FOI M ENROLANDO E PASSOU 30 DIAS, UM DIA ELE LIGOU DIZENDO QUE UE FOSSE PRA O DETRAN PRA FAZER A TRANSFERENCIA, ELE ME APRESENTOU UM DESPACHANTE QUE ATE HOJE VEM ME ENROLANDO, TODO DIA ELE INVENTA UMA HISTORIA DIFERENTE. E ESTOU PRECISANDO DO DOCUMENTO, PQ SO ESTOU COM AS TAXAS PAGAS QUE VENCERAM DIA 21/12.
    POR FAVOR PRECISO SABER O Q POSSO FAZER?
    AGRADEÇO A AJUDA

    • Ailton, obrigada pelo contato. Nesse caso, você precisará mover uma ação judicial contra a pessoa. Ele não pode te negar a transferência. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran, solicitando judicialmente ao vendedor para que ele assine o documento e faça a transferência.
      Lembrando que, enquanto não é feita a transferência, o veículo permanece em nome do vendedor, que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas, inclusive com negativação do nome dele, caso as taxas não sejam pagas. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. A promotoria pública oferece alguns serviços de advocacia sem custo. Consulte na sua cidade. Boa sorte!

  170. Olá, boa tarde!
    Estou com a seguinte dúvida> Vendi uma moto para uma pessoa, a mesma foi morar em uma zona rural um pouco distante da cidade onde moro, já convidei a pessoa varias vezes a vir fazer a transferência de nome no documento, mas a mesma sempre alega não ter dinheiro. Diante disso, qual procedimento legal devo tomar para evitar futuros danos, pois o documento consta em meu nome, e o IPVA em atraso???

    • William, obrigada pelo contato. Segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, o veículo permanece em nome do ex-proprietário (no caso você), que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas. Nesse caso, você precisará mover uma ação judicial contra a pessoa. Ela não pode se recusar a fazer a transferência. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele faça a transferência.
      Você deve também fazer a comunicação ao Detran que vendeu o veículo. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não te exime das responsabilidades sobre o veículo.
      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  171. Boa tarde
    Comprei um carro
    Dei um Corsa quitado e financiei o restante.
    Assinamos o dut … Passou 30 dias não fiz q vistoria pq a revenda trancou os documentos
    Por causa q o corsa não estava no meu nome e eles querem uma procuração.
    O dono do corsa faz uma procuração pra 60 dias … A revenda não aceitou….eles querem uma procuração com mais tempo e o antigo dono do corsa disse q vai dar so pra 60 dias
    Agora com isso tudo a revenda não quer me dar os documentos do carro pra fazer a vistoria… Não posso andar com o carro.
    Pergunta é : eles podem trancar os documentos .? Sendo q o carro está financiado no meu nome e já foi assino o dut?

    • Jenifer, obrigada pelo contato. Não podem bloquear a documentação. Até porque se já foi aprovado o financiamento e foi feita uma procuração por parte do ex-proprietário, vc não pode ficar à mercê da burocracia e prazos da revenda sem questionar. Vc deve acioná-los judicialmente ou buscar seus direitos em outros órgãos. Já informe à revenda que vc está procurando um advogado e irá acioná-los, e faça isso. A procuradoria pública atende alguns casos gratuitamente. Vc pode tentar por lá. Uma saída é – mas terá despesas extras – transferir o corsa para seu nome. Tente negociar com eles isso. A procuradoria pública pode também te ajudar ou mesmo o Procon. Muitas vezes, deixamos de buscar esses órgãos públicos por acreditar que não funcionam. Mas funcionam sim. Busque seus direitos e denuncie abusos! Boa sorte.

  172. Olá boa noite eu finaciei um gol a 6 atrás e não encontrei o o antigo dono para efetuar a transferência do carro procurei um despachante e ele acabou datando e recibo e passou o prazo de 30 dias e ainda não encontrei o antigo dono estou desesperado pois por necessidade financeira vendi o carro e agora o novo dono tá me precionando para resolver isso e pelo que conseguimos encontrar sobre o antigo proprietário do veículo e que ele foi embora para outra cidade e ninguém tem contato oque eu faço pra resolver esse problema pois o carro foi financiado no meu nome e preciso transferir para meu nome para fazer uma segunda transferência para o novo dono.

    • Rafael, obrigada pelo contato. Segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, o veículo permanece em nome do proprietário (no caso você), que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas. Nesse caso, você precisa encontrar a pessoa para fazer a transferência. Sugerimos que vc converse com um despachante especializado ou mesmo com um advogado nessa área, que poderá dar um parecer mais técnico ou mesmo te orientar com base na lei, identificando possibilidades para regularizar essa situação. O próprio Detran orienta também nesses casos. Tente consultar um posto da sua cidade. Boa sorte!

  173. Eu comprei bum carro e tava tudo ok depois quando fui tranferir ele tava com medida judicial de transferência e não dava pra passar para o meu nome o q eu devo fazer se eu não querer devolver o carro?

  174. boa tarde.comprei um carro do meu cunhado passou para meu nome o recibo e reconhecemos firma, porém não fizemos a transferência no prazo e como ele tinha divida na justiça conseguiram bloquear o carro e o documento e não consegui mais transferir, acabei devolvendo o carro, porem como esta enrolado na justiça consta ainda o recibo preenchido em meu nome, e ele me avisou que vai deixar ir para leilão que não tem mais dinheiro para pagar a divida. gostaria de saber até que ponto isso vai me prejudicar?

  175. Boa tarde, comprei um camionete, a 25 anos e so tenho o recibo de compra e venda e o Dut da epoca, ainda é placa amarela, esta em fase final de restauração, como posso proceder para regumentar esse veiculo para o meu nome e tira todas a documentações junto ao DETRAN>

    • Moises, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, o próprio Detran da sua cidade poderá te dar todas as informações. Se bem que, sem o documento assinado pelo antigo proprietário, qualquer regularização ficará mais difícil. Mas tente levantar as informações no DETRAN mais próximo de vc. Boa sorte!

  176. Comprei um carro em uma garagem e dei um outro carro que tinha no negocio(troca).
    O carro que comprei realizei a transferência, porem o homem da garagem não fez a transferência
    do carro que ele pegou na compra.Porem o recibo não esta assinado. Gostaria de saber qual
    o prazo que ele tem para transferir esse carro que pegou no negocio , pois o mesmo não quer realizar a transferência
    e esta no meu nome.
    Obrigada

    • Tamiris, obrigada pelo contato. Na verdade, em média são 30 dias para transferir. Caso contrário, ele pagará multa. Ele tem a obrigação de transferir. Diante da recusa dele, vc pode acioná-lo judicialmente. É que segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, qualquer veículo permanece em nome do ex-proprietário (no caso você), que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas, até mesmo sinistros. Nesse caso, você precisará mover uma ação judicial contra a pessoa. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele regularize a situação.

      Se você ainda não fez, deve também comunicar ao Detran que vendeu o veículo. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não te exime das responsabilidades sobre o veículo.

      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  177. Boa noite comprei uma moto foi feita a comunicação de venda,mas não fiz a transferência e essa moto foi roubada já faz tempo e fiz consulta no Detran está no meu nome a comunicação de venda como fasso para não pagar mas débitos

    • Douglas, obrigada pelo contato. Vc terá de acionar o comprador judicialmente. É que segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, qualquer veículo permanece em nome do ex-proprietário (no caso você), que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas, até mesmo sinistros. Nesse caso, você precisará mover uma ação judicial contra a pessoa. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador para que ele regularize a situação..

      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  178. Olá boa noite , tenho uma dúvida , meu pai passou o carro q está reconhecido firma no meu nome em base de troca de um terreno , e anos atrás o carro tava sofrendo multas e tá vindo pra minha CNH, e nesse ano sob q o carro foi destruído e o rapaz só está com a placa , oq eu posso fazer para resolver essa situação? Grato

    • Vilton, obrigada pelo contato. Vc terá de acionar o comprador judicialmente. É que segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, qualquer veículo permanece em nome do ex-proprietário (no caso você), que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas, até mesmo sinistros. Nesse caso, você precisará mover uma ação judicial contra a pessoa. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele regularize a situação. Se o carro estivesse inteiro, o próprio juiz solicitaria a transferência.

      Se você ainda não fez, deve também comunicar ao Detran que vendeu o veículo. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não te exime das responsabilidades sobre o veículo.

      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  179. Olá,

    Gostaria de tirar uma dúvida. Comprei um carro em 2015, o antigo dono preencheu meu nome errado e não consegui transferir para o meu nome. Como ele é um senhor de idade teve problemas de saúde e até hoje não resolveu isso, gostaria de saber se eu mesma consigo resolver e se vou pagar alguma multa..

    • Ingrid, obrigada pelo contato. Infelizmente, como o veículo está em nome dele, ele é que terá de resolver. Ele pode pedir uma segunda via do documento no Detran e fazer a transferência. Mas se ele estiver impossibilitado por problemas de saúde, uma alternativa é te passar uma procuração somente para esse fim, de modo que vc consiga transferir. De qualquer forma, sugerimos que vc consulte um advogado que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte.

  180. Olá. Primeiramente, gostaria de parabenizar pela atenção e respostas aos questionamentos, e ao blog/site.
    Gostaria de tirar uma dúvida, que é a seguinte… Comprei uma moto, paguei o recibo, mas não consegui fazer a transferência. Fazem mais de dois meses, e decidi vendê-la(talvez), por questões econômicas. É possível vender sem antes fazer a transferência para o meu nome? Agradeço desde já.

    • Gerson, obrigada pelo contato. Sim, vc pode vender sem transferir, desde que não tenha assinado o documento. Mas se estiver com o documento assinado, vc terá de fazer a transferência e pagará multa ainda. Agora se o documento não foi assinado, a pessoa que comprar de você pode não transferir também, e isso, sim, pode causar transtornos para o antigo proprietário. É que em caso de qualquer problema, como atraso em IPVA, multas e até sinistros, o antigo proprietário fica responsável, podendo, inclusive, ficar com o nome negativado, o que não é justo, não é mesmo? Afinal, também não gostaríamos que fizessem isso conosco. Em caso de dúvida, consulte seu despachante de confiança. Boa sorte!

  181. boa tarde. vendi uma moto cg fan 150 2011/2011 e descobri há poucos dias que a moto não foi transferida para o nome do novo dono. consegui encontrá-lo e o mesmo se recusou a aceitar que não houve erro da parte dele ao não transferir e ainda assim, repassá-la para outro comprador o qual consegui encontrar também. acontece que descobri pois fui tirar uns talões de cheques e os mesmos estavam bloqueados por protesto de cartório, pela entidade DETRAN. como posso retirar esse protesto do meu nome provando que desde 2011 o veículo não pertence mais a mim. obrigado
    gado

    • Eneuses, obrigada pelo contato. Vc terá de acioná-los judicialmente. É que segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, a moto permanece em nome do ex-proprietário (no caso você), que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas, até mesmo sinistros. Nesse caso, você precisará mover uma ação judicial contra a pessoa. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele faça a transferência.

      Você deve também fazer a comunicação ao Detran que vendeu o veículo. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não te exime das responsabilidades sobre o veículo.
      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  182. Repassei um veículo em meu nome e posteriormente peguei de volta devido a inadimplências do comprador mas não lembro se peguei o documento de compra e venda que eu havia entregado em branco ao mesmo, o veículo está em meu nome, porém gostaria de saber se haverá algum problema caso o antigo comprador do veículo estiver de posse desse documento e assinado em seu nome ? No fim das contas quem vai ter mais poder sob o veículo ? Eu que sou o proprietário registrado pq o veículo está em meu nome e de posse minha ou o antigo comprador que “estaria” agindo de má fé com o documento de compra e venda assinado em seu nome (hipoteticamente) pq entreguei este documento ao mesmo em branco.

    • Stefano, obrigada pelo contato. Já que está tudo em seu nome, vc pode pedir uma segunda via do documento no Detran e ficar mais tranquilo em relação a isso, pois estará com o documento atualizado. Se quiser, pode fazer um B.O. também relatando o que aconteceu. Boa sorte!

  183. Oi! Eu comprei uma moto de um mecânico que ficou com ela para quitar as dividas do dono, essa moto está com documentos atrasados des de 2015, meu intuito era ir pagando aos poucos até quitar, porém a moto foi roubada semana passada e o dono simplesmente desapareceu! Agora não sei se é possível fazer B.O. na policia para uma moto irregular, e se for possivel, será que ela vai ser presa no patio do detran até regularizar? E se for presa será que eu consigo retirar ela sem o dono?

    • Cris, obrigada pelo contato. Quando a transferência não é feita, o antigo proprietário ainda fica responsável pela moto, inclusive todas as taxas, impostos e multas e até mesmo sinistros que venham a ocorrer. Pouco provável que vc consiga retirá-la do pátio, pois para retirá-la vc terá de quitar todos os débitos de uma vez e apresentar documentos comprovando que é a moto é realmente sua, a fim de reavê-la. Talvez, até exista alguma possibilidade, por isso, sugerimos que vc procure um advogado que poderá te orientar melhor com base na lei. Abs.

  184. Olá, meu caso é o seguinte: estou com uma moto toda irregular. Quero regularizar, mas não consigo por quê o antigo dono que no caso é meu irmão ,ele está preso. Ele com o antigo proprietário que no caso é advogado do meu irmão,fizeram a comunicação de compra e venda porém meu irmão não transferiu para o nome dele e ainda perdeu esse papel de compra e venda o que eu faço para deixar em dia a documentação essa moto? Desde então muito obrigada.

    • Rosangela, obrigada pelo contato. Tentamos apurar informações para te passar. Sem o documento regularizado e no seu nome, vc até consegue pagar as taxas diretamente no caixa de uma agência bancária, mas para transferir para seu nome, vc precisará que seu irmão assine. Talvez seria interessante vc tentar que o próprio advogado de seu irmão consiga, de alguma forma, que ele possa assinar o documento a fim de que vc faça a transferência. Não sabemos se isso é possível pela lei, então sugerimos que consulte um advogado. Boa sorte”.

  185. Em 07/01/2020 entrei com pedido de transferência do meu veículo, realizada vistoria todos os trâmites. Em 19/01/2020 meu veículo foi roubado e o Detran não expediu o CRV. Agora a proteção veicular exige o CRV em branco para pagamento da indenização. não aceitam procuração, pois alegam que posso vir a falecer ou mesmo anular lá. Pediram para que peça via judicial um alvará de expedição do CRV pelo Detran. Preciso que o Detran emita o CRV em nome já que o órgão é omisso no caso da minha situação. Tal feito não gera problema para o Detran já que o meu processo estava na fase e emissão do CRV. fico no aguardo obrigado.

    • Luciano, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, o mais aconselhável é que vc procure um advogado que, com base na lei, pode te orientar melhor, inclusive, dizendo se é legal a seguradora não querer pagar a indenização via procuração, ou mesmo como pressionar o Detran para te fornecer o alvará de expedição do CRV. Ou ainda levantando outras possibilidades legais para seu caso. Abs.

    • Dy, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, não existe nenhum órgão que faça isso. A melhor maneira é seguir por vias judiciais, contratando um advogado que poderá te orientar melhor com base na lei. Tente também o Detran de sua cidade para saber que tipo de conduta vc pode tomar nesses casos. Boa sorte!

  186. Boa noite. Em 2013 tive uma moto roubada. Como havia seguro do veículo, o mesmo me pagou o valor e tive que passar a moto para o nome da seguradora… Transferi o veículo para o nome da seguradora e 7 anos se passaram e chegou uma multa do veículo para mim, em meu nome, como se ela ainda disse minha. Entrei em contato com a seguradora e eles disseram que em 5 dias úteis me dariam a resposta. Já se passaram mais que o dobro do prazo e nada de resposta. Fui ao DETRAN recorrer a multa e descobri que até hoje a moto não foi localizada. O que posso fazer caso comece a chegar multas em meu nome?
    Obrigado.

    • Davidson, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, vc deve acionar judicialmente a seguradora e exigir uma retratação/solução. Vc pode também se informar no Detran de sua cidade sobre o que eles orientam nesses casos. Seria recomendável ainda levantar todos os documentos comprobatórios do roubo, do pagamento da indenização etc. e consultar um advogado. Boa sorte!

  187. Se eu comprar um veículo, e o ex dono me passar o recibo sem assinatura e eu perder o contato dele existe alguma forma de colocar no meu nome depois, sem esta assinatura?

    • Sérgio, obrigada pelo contato. Sem a assinatura, é quase impossível fazer a transferência.Mas sugerimos que vc consulte um despachante, que poderá te orientar melhor, informando tecnicamente se existe alguma outra forma de vc fazer a transferência. Boa sorte!

  188. Bom dia,
    vende um carro passei a procuração sem data de vencimento no cartório para o comprador e ele ainda não transferiu o que eu faço?
    ele ficou com todos documentos. até com o dut em branco.
    obrigado!

    • André, obrigada pelo contato. Segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, o veículo permanece em nome do ex-proprietário (no caso você), que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas. Nesse caso, você precisará mover uma ação judicial contra a pessoa. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele faça a transferência.
      Você deve também fazer a comunicação ao Detran que vendeu o veículo. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não te exime das responsabilidades sobre o veículo.
      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

    • Erica, obrigada pelo contato. A melhor coisa a fazer é fazer a transferência. Como o documento foi preenchido, vc pagará multa se não fizer a transferência. Além disso, enquanto a transferência não for feita, o ex-proprietário constará como dono e fica responsável por taxas e impostos, além de multas, o que não é correto, afinal, ninguém gostaria desse transtorno. Então, o melhor é fazer o que é certo. Sem contar que se vc não transferir o veículo e ele começar a receber notificações, pode te acionar judicialmente. O comunicado ao Detran é uma proteção para o ex-proprietário, mas não o exime de multas e impostos, se o veículo continuar no nome dele. Boa sorte!

  189. Boa noite,estou com muita dúvida
    Eu comprei minha moto em garagem e me pedirsm para fazer reconhecimento de firma e fiz tudo certo,na hora de fazer a transferência me pediram para pagar uma taxa,eu paguei e tenho todos os comprovantes em Mato Grosso do Sul e me mudei agora para São paulo.
    Minha duvida agora,estou com o documento do antigo dono e eu não peguei o documento que esteja em meu nome e a moto consta que já está em meu nome pelo que consultei no despachante e a moto está pago tudo em dia e eu posso andar com o documento do antigo dono?

    Agradeço muito pela resposta,obg

    • Luan, obrigada pelo contato. Como já consta que vc é o dono atual, se vc for pego em alguma blitz isso poderá te causar problemas. O ideal é que vc tenha a documentação toda regularizada para evitar aborrecimentos. Consulte um despachante de sua confiança e tire o novo documento. Boa sorte!

  190. Boa tarde, tudo bem?

    Eu estava realizando o processo de venda do meu carro. Foi preenchido o DUT com os dados do vendedor (EU), porém, decidi na hora não reconhecer minha assinatura enquanto não estivesse com o dinheiro em mãos. O até então comprador, preencheu os dados dele, assinou e reconheceu a firma no DUT. Porém, na hora do pagamento, o comprador não fez a transferência do dinheiro. O DUT e o carro seguem comigo. Só quero saber se existe algum problema em relação a isso e qual o procedimento para dar baixa ou cancelar esse DUT, para poder providenciar outro para uma nova futura venda.

    Desde já, obrigado.

    • Felipe, obrigada pelo contato. Como não foi feito o reconhecimento de firma, solicite uma segunda via do documento junto ao Detran. Um despachante ou vc mesmo pode fazer isso junto ao Detran de sua cidade. Boa sorte.

  191. Ou curadora do meu irmão há 10 anos que é esquizofrênico. Verifiquei que ele tinha uma dívida de um carro que ele tirou para terceiros . Tomei o veículo, quitei o financiamento com desconto mas tinha 11600 de IPVA e multas. Consegui vender para uma pessoa que ficou de assumir e pagar aos poucos. O problema é que ela me pagou 5000 e eu preenchi o CRV e reconheci firma e dei a ele para que tb reconhecesse no cartório dele, para que depois eu fizesse a comunicação de venda . O fato é que ele sumiu e não me atende mais. Só tenho a cópia dos documentos dele. O que faço?

  192. Boa tarde,
    Comprei um carro de uma concessionaria, o mesmo apresentou defeito e tive eu fazer uma troca, no qual devolvi o carro e retirei outro. O problema é que o primeiro carro estava no meu nome, no qual a concessionaria não retirou no momento da venda, e anos depois que vim ver que o carro ainda está no meu nome. Como posso retirar esse carro do meu nome ? Não consigo localizar o dono atual.

  193. Boa Noite
    Vendi minha moto para uma loja que revendia motos, na venda foi pedido que eu deixasse o CRLV em dias e o recibo preenchido e assinado…Isso foi em 2016
    A loja vendeu a moto e o comprador não fez a transferência, sendo assim a moto continua em meu nome e o comprador não efetuo o pagamento de nenhum dos documentos de 2017; 2018; 2019; 2020
    Procurando a loja, ela diz não ter conhecimento nem contato deste comprador, e afirma também que a responsabilidade foi minha, por não ter feito a declaracão de venda…Minha dúvida qual o procedimento devo adotar para resolução deste caso, para que eu não seja responsabilizado pela dívida e que possa retirar de meu nome essa moto, responsabilizado a loja que fez a venda

    • João Victor, obrigada pelo contato. A verdade é que jamais devemos confiar e deixar de fazer a transferência ou preencher documentos que possam nos causar dor de cabeça posteriormente. A loja deveria ter feito a transferência logo que comprou sua moto e solicitado posteriormente isso do comprador. Você pode acionar a loja, mas terá de comprovar que foram eles que te induziram a deixar o recibo assinado. Sugerimos que vc procure um advogado que poderá te orientar melhor com base na lei.

      O fato é que, segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, o veículo permanece em nome do ex-proprietário (no caso você), que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas. Nesse caso, é possível mover uma ação judicial contra o atual proprietário. Mas vc precisará localizá-lo. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente a este comprador que ele faça a transferência.
      Você deve também fazer a comunicação ao Detran que vendeu o veículo. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso não te exime das responsabilidades sobre o veículo. Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  194. Boa tarde, comprei meu carro de uma agência, e era dupla transferência, pois o carro ainda estava no nome do rapaz que vendeu o carro para a agência e o dono da agência passou o carro para o nome do filho dele, ao invés de passar para o meu. Quando o carro foi transferido para o meu nome eu fiz todo procedimento certinho e dentro do prazo de 30 dias. Mas quando entrei no site do DETRAN, percebi que tinha uma multa por eu não ter transferido dentro do prazo de 30 dias, porém transferi tudo dentro do prazo. Quando fui no CIRETRAN para ver o que tinha acontecido, eles puxaram e a multa esta no nome do filho do dono da agência, mas a multa venceu no mes de Agosto de 2019. Porém o débito esta cobrando junto com o meu IPVA, e a agência não quer se responsabilizar. Como devo proceder nessa situação?
    Agradeço muito.

    • Maria Edna, obrigada pelo contato. Se a multa é do antigo proprietário, vc deve insistir no ressarcimento. Caso não haja acordo, não hesite em procurar um advogado, que poderá agir judicialmente e exigir o pagamento. Exija seus direitos sim! Boa sorte.

  195. boa noite,, comprei um carro para reforma só com o documento de rodar, teminado a reforma nao consigo entrar mais em contato para pegar o documento de compra e venda para efetuar a transferencia. o que devo fazer nessa situação? pois gastei muito no carro..

    • Paulo Roberto, obrigada pelo contato. É bem difícil regularizar o veículo quando perdemos contato com o antigo proprietário. Tente um despachante para ver se ele consegue localizá-lo ou mesmo um advogado especializado. Talvez o Detran da sua cidade pode também orientá-lo. Boa sorte!

  196. Oi Boa tarde, financiei meu carro no nome da minha sogra, porém dei o meu antigo carro de entrada no valor de 10 mil. Caso eu me separe como o carro está no nome dela eu perco o carro?

  197. Meu marido vendeu uma moto em 2016, confiando que a pessoa faria a transferência, a pessoa não fez, hoje em 2019 está chegando muitas multas no nome dele, e ele depende da CNH para trabalhar pq é sua profissão motorista. Como devo proceder, não consigo encontrar a moto e no caso de bloqueio pelo Detran as multas continuarão chegando até que a moto passe por blitz, pelo amor de Deus, me informe de como devo resolver isso! Por favor, desde já grata pela atenção.

  198. Olá, meu problema são com motos de leilão, vendi as motos e não transferir nenhuma.
    São 4 motos,vendi a primeira em 2017, e a primeira multa veio em 2018, pensei que não era preciso transferência de moto de leilão e fiquei no prejuízo, fora que todos que vendi a moto disseram que ia transferir e nenhum transferiu a moto. Tenho apenas 2 contatos das pessoas que vendi a moto, 1 fiz o recibo a mão com ele, tenho CPF dele, nome, rg endereço etc, e ainda me deve o restante do pagamento da moto, ele disse que não tem tempo para transferir a moto e não tem dinheiro. O outro tava resolvendo tudo direitinho com ele, mas agora me bloqueou, com certeza não vai querer pagar. 1 das motos aí eu sei tá pressa na PRF, pois a pessoa que vendi não tinha carteira e documento da moto, a multa foi de 1000 reais, o outro foi parado na PRF mais conseguiu conversar com eles e tirou a moto, mas veio 1000 reais de multa também, a outra foi multa de cento e pouco por excesso de velocidade, e a outra ainda não levei multa. Os papéis da moto não tenho nada, mandei todos, apenas tenho o recibo que fiz uma das pessoa aí, recibo a mão, não em cartório. Minha situação acho que uma das piores, o que faço? Aciono um advogado? Vou no Detran? Deixei passar tempo agora quero resolver.

    • Márcio, obrigada pelo contato. Segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, as motos permanecem em nome do ex-proprietário (no caso você), que continua responsável pelo pagamento do IPVA e outras taxas. Nesse caso, você precisará mover uma ação judicial contra os compradores, solicitando o bloqueio das motos junto ao Detran. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar as vendas, e solicitar judicialmente aos compradores que eles façam a transferência.
      .
      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. O Detran não ajuda muito nesses casos. O ideal mesmo é um advogado. Boa sorte!

  199. comprei um carro da minha cunhada. fomos ao cartorio assinou o documento estou com ele ,porem nao fiz a transferencia do carro, o mesmo esta tudo certo. mas ela veio a falecer, como faco para transferir para meu nome? sera dificil? obrigada!!

    • Camila, obrigada pelo contato. Infelizmente, no caso de falecimento e se o bem está no nome da pessoa que faleceu, mesmo que vc tenha comprovante de compra, esse bem entrará em inventário. E somente após feito o inventário, os herdeiros (todos os herdeiros de fato) terão de assinar esse documento de transferência para vc. Então, sugerimos que consulte um advogado que poderá te orientar melhor nesta questão. Boa sorte.

    • Fernando, obrigada pelo contato. Segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, o carro permanece em nome do ex-proprietário (no caso você), que continua responsável pelo pagamento do IPVA e outras taxas. Nesse caso, você precisará mover uma ação judicial contra o comprador, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele faça a transferência. No entanto, para isso, você precisa ter os dados do comprador.

      Você deve também fazer a comunicação ao Detran que vendeu o carro. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso não te exime das responsabilidades sobre o veículo.
      .
      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei, inclusive, sugerindo maneiras de localizar o comprador. Boa sorte!

  200. bom dia vendi meu carro de :boca: mais ainda tenho o recibo fiz um acordo pra entregar quando o novo dono colocar o documento em dias o mesmo n tem multa mais ta atrasado ipva oq posso fazer para passar todas as resposabilidades para o novo dono mesmo cm o carro atrasado

    • Francisco, obrigada pelo contato. Segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto não é feita a transferência, o veículo permanece em nome do ex-proprietário (no caso você), que continua respondendo pelo pagamento do IPVA e outras taxas. Nesse caso, você precisará mover uma ação judicial contra a pessoa. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele faça a transferência.
      Você deve também fazer a comunicação ao Detran que vendeu o veículo. Isso é feito por meio do preenchimento de um formulário no próprio site do Detran da sua cidade, mas lembrando que isso somente não te exime das responsabilidades sobre o veículo. Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  201. opa tudo bem ..assim comprei uma moto certinha em dia .so que quando fui fazer a trsferenci o antigo dono sumil nao sei onde o cidadão esta morando nem nada simplesmente ele negou de ir faze a trasferencia pro meu nome e sumil..e eu paguei o documento de 2019 e so ele pode tirar mais ele sumiu pode me da uma informaçao do q devo fazer

    • Jefferson, obrigada pelo contato. No seu caso, sugerimos que procure um advogado especializado, pois como vc não tem nenhuma informação sobre o antigo proprietário, precisará de ajuda para encontrá-lo. Tente buscar informações no Detran também ou em um despachante que tenha experiência nesses casos. Abs e boa sorte!

    • João, obrigada pelo contato. Seu caso parece bem complicado. Se o documento estiver em seu nome, talvez haja chance de reaver o veículo e desfazer o negócio. Mas sugerimos que vc consulte um advogado, que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte. Abs.

    • Jaoa, obrigada pelo contato. Seu caso é bem complexo. Sugerimos que vc procure com urgência um advogado criminal e também faça um boletim de ocorrência contra a pessoa que comprou seu veículo. Estamos à disposição. Boa sorte. Abs.

  202. BOA TARDE, MINHA EX-ESPOSA PASSOU O NOSSO CARRO PARA UMA AGENCIA, POREM ESSE VEICULO ESTA FINANCIADO PELO BANCO, O DONO DA AGENCIA FICOU DE QUITAR A DIVIDA E TRANSFERIR O CARRO QUE ESTA NO MEU NOME, POREM ATE AGORA ELE NÁO O FEZ, COMO DEVO PROCEDER, PARA BLOQUEAR ESSE VEICULO

    • Nelson, obrigada pelo contato. De acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, se houver a venda do veículo e a transferência não for feita, o carro permanece em nome do ex-proprietário, e este será responsável pelo pagamento de taxas, como IPVA e multas, e, inclusive sinistros (acidentes). Você pode entrar com uma ação judicial contra a agência. Na ação judicial, vc deve solicitar o o bloqueio do veículo junto ao Detran. Você deve pedir também a tutela de urgência para que o juiz solicite judicialmente ao dono da agência que ele faça a transferência.
      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Esperamos tê-lo ajudado. Abs.

  203. Boa tarde! Vendi um caminhão para uma empresa mas não fiz a trasferência, o funcionário se envolveu em um acidente com carro de terceiros o seguro do carro batido agora estar me cobrando como se fosse eu o motorista do acidente. tenho a obrigação de fazer esse pagamento

    • Cristiane, obrigada pelo contato. De acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, se houver a venda do veículo e a transferência não for feita, o carro permanece em nome do ex-proprietário, e este será responsável pelo pagamento de taxas, como IPVA e multas, e, inclusive sinistros (acidentes). Portanto, a empresa de seguro pode cobrar de vc esse prejuízo.

      Mas a empresa tem de assumir isso. Vc já chegou a conversar com a empresa sobre isso para que eles assumam o sinistro? Até porque o seguro não deve estar no seu nome.
      Se não houver acordo, sugerimos que procure um advogado com urgência, que poderá te ajudar melhor com base na lei.
      Em geral, quando casos como o seu acontecessem, sugerimos aos internautas para moverem uma ação judicial contra a pessoa que comprou o veículo e não efetuou a transferência, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran. Você deve então pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e na ação o pedido é referente a obrigação de fazer a transferência.
      Outro procedimento é o pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue o autor a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Esperamos tê-la ajudado. Abs.

  204. Boa tarde, efetuei a compra de um veiculo junto a concessionária. Peguei o DUT fui ao cartório e reconheci firma como comprador do veiculo. A concessionaria ficou de fazer a transferência do veiculo por parte dela e reconhecer como vendedor o veiculo. Porém, ja se passaram 15 dias e a concessionária ainda não me deu o documento em meu nome.
    O que devo fazer ? Visto que pelo meu entendimento, o carro ja esta no meu nome.

  205. Boa noite comprei um carro dei 7 mil de entrada fizemos um contrato no cartório paguei o IPVA um mês depois descobri que o cará é golpista ele sumiu com documento do carro e agora tem outro cara falando que o carro é dele e que o carro segundo ele tinha emprestado um carro para está pessoa mostra pra alguém e essa pessoa não devolveu o carro o carro está alienado vou perder oque paguei meu contrato não vai ter valor nem um alguém me ajude

    • Regiane, obrigada pelo contato. O seu caso é de âmbito criminal. Você deve prestar queixa e fazer um boletim contra a pessoa que te vendeu em uma delegacia e contratar um advogado criminal rapidamente, que poderá te orientar com base na lei. Boa sorte!

  206. BOA NOITE. Comprei uma moto de leilão com um rapaz, onde o mesmo me passou a nota de arremate e o contato do arrematante. Tentei entrar em contato com o arrematante mas não consigo, para poder regularizar a situação da moto. Como não consigo entrar em contato com o arrematante qual procedimento devo tomar?

    • Douglas, obrigada pelo contato. Sugerimos que vc busque um advogado rapidamente que poderá te orientar melhor com base na lei. Boa sorte! Abs.

  207. Vendi meu carro
    A pessoa financiou no banco
    Não pagou
    O carro foi apreendido porém está no meu nome
    Tem multas e licenciamento atrasados
    O que acontece comigo
    E quanto a ela que não pagou o financiamento!

    • Maria, obrigada pelo contato. Como o carro ainda está no seu nome, que continua responsável pelo pagamento do IPVA e outras taxas. Nesse caso, você precisará mover uma ação judicial contra a pessoa. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie a venda, mesmo que financiado.
      Se o financiamento estiver no nome do comprador, ele terá o nome negativado. Mas o ideal é que vc procure um advogado que poderá te orientar melhor, inclusive, informando se há algo que possa ser feito para que vc não saia no prejuízo.
      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Boa sorte!

  208. Boa tarde, houve o arremate pelo leilão de uma moto que eu possuía, após o arremate o oficial de justiça junto do arrematante foram retirar o bem na minha residência, isso faz 2 anos, o oficial de justiça me entregou todo o mandato de execução do bem, com data de retirada do bem e etc … Mas até hoje o arrematante não transferiu o bem no nome dele, já fiz vários contatos com o mesmo mas não tive sucesso, ele só me enrola, enfim, continua pendente os valores de IPVA desde de a época em que ele levou o bem.
    Estava pensando em entrar com um processo contra o mesmo na vara de pequenas causas, como devo proceder? Sera essa a melhor forma?

    Obrigado.

    • Marcelo, obrigada pelo contato. Sim, você pode entrar com uma ação judicial contra o arrematante. Até porque enquanto a moto estiver no seu nome, vc será responsável pelo pagamento de taxas, tributos e responderá também por eventuais sinistros. Na ação judicial, vc deve solicitar o o bloqueio da moto junto ao Detran. Você deve pedir também a tutela de urgência para que o juiz solicite judicialmente ao atual dono que ele faça a transferência.
      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  209. Meu filho vendeu um fusca velho , PASSADO no cartório. Não tem o Dit. A PESSOA QUE comprou não passou para o nome dela. Meu filho ficou com dívida ativa no Detran porque a pessoa não passou para seu nome e nem pagou as taxas. Meu filho procurou a pessoa e esta informou que vendeu o carro pro desmonte. O que poderá ser feito? Para emitir segunda via do documento precisa vistoria, placas e mais coisas que não existem Mais.

    • Alcina, obrigada pelo contato. Como o carro já foi para desmonte, deve haver um registro que seu filho possa obter e regularizar essa pendência no Detran. Sugerimos que ele, consulte o própiro Detran de sua cidade, que, com certeza, fornecerá as orientações para que ele possa solucionar o problema. Boa sorte!

  210. boa noite eu queria tira uma duvida quem pode mi informa que um carro alienado foi vendido so que o ex dono so fez assina o nome dele mais não reconheceu firma e nem fez o comunicado de vendas e A CARTA O BANCO JA MANDOU PRA FAZER A QUITACAO E O DONO ATUAL NAO FAZ O PAGAMNETO DO BOLETO PRA QUITA O CARRO E NEM DA UMA RESPOSTA CERTA PRA O BANDO FICA ENROLANDO O EX DOMO PODE DA QUEIXA DO DUT DO CARRO E PEDE A PRENCAO DO VEICULO

  211. Bom tarde, comprei uma moto onde seu ex dono havia falecido com a mesma, fechei negocio com a mãe do ex proprietário com um contrato de compra e venda. Então ficou acertado que eu arrumaria os defeitos e levar para o DETRAN para fazer a transferência. Nesse meio tempo uma Kombi bateu na moto parada e o seguro deu PT na moto. Como não havia transferido para meu nome o valor vai cair na conta mãe do ex dono da moto por conta do inventario. Mas o valor que o seguro vai pagar é maior do que o valor que eu comprei a moto, e a mãe do proprietário da moto não que me devolver o valor todo, e sim o valor que eu comprei a moto. Como devo proceder?

    • Douglas, obrigada pelo contato. Seu caso parece bem complicado. O seguro foi vc quem pagou? Se for, o dinheiro a receber é seu por direito, e a ex-dona não tem nada a ver com isso, já que vendeu a moto para vc. Porém, como ela está resistindo, sugerimos que vc procure um advogado o mais rápido possível, que poderá te orientar melhor com base na lei. Mas busque logo um advogado para sair na frente em caso de alguma ação judicial e guarde todos os comprovantes e outros documentos que comprovem a transação. Boa sorte!

  212. boa tarde , comprei um carro numa loja porem a loja fechou e nao me entregou o recibo pra transf o carro esta financiado , a possibilidade de conseguir o recibo com o detran pra eu transf pro meu nome

    • Carlos, obrigada pelo contato. O ideal seria que vc pegasse de volta seu documento e tentasse outro despachante, até para saber se as justificativas para o fato de ele não fazer a transfeência têm fundamento. Ouça uma segunda opinião e pegue seu documento de volta. Boa sorte!

  213. boa tarde, passei a tranfêrencia pro despachante faz mais de 2 anos, e ele não cpnseguiu transferir ainda, dando varias desculpas que nao deu certo processo, o que fazer?

  214. Boa tarde
    Comprei um carro a quais um mês, o número do chasse esta sumido não passou na vistoria, e antigo dono sumiu ..
    Oqe devo fazee nesse caso ?
    Posso desfazer o negócio?

  215. boa tarde,comprei um carro a quase 1 mês atras em uma revendedora,mas o vendedor nâo me entregou o recibo para fazer a transferência.e toda vez que ligo eles me passam que foi solicitado mas ainda não chegou.
    Eu posso solicitar a devolução do valor e desfazer o negócio.desde já obrigado

    • Robson, obrigada pelo contato. Em geral, o Código de Defesa do Consumidor estabelece algumas razões que o consumidor pode voltar atrás, quando se sentir lesado em uma situação de compra. No caso, você pode abrir sim uma ação no Procon da sua cidade e pode pedir o cancelamento do negócio. Porém, por outro lado, como vc já usou o veículo, a loja poderá exigir também ser ressarcida por esse período de uso. Portanto, o ideal é que você vá ao Procon no sentido de exigir que eles te entreguem o documento. Também sugerimos que procure um advogado, que poderá te orientar melhor em relação a todas as possibilidades com base na lei. Boa sorte!

      • Raquel, no meu caso eu comprei uma moto na agência de um amigo meu, moto essa deixada por uma outra pessoa com o recibo assinado, para a loja negócia, aí então eu dei uma entradae assumi as parcelas restantes, quando falto duas eu quitei a moto, e munido do recibo já assinado pelo antigo dono eu entrei em contato e ele agora não quer ir ao cartório honrar com a venda pois ele teve uma desavença na loja, eu não tenho e nem sei o que houve entre eles, como faço para obrigar ele fazer esse reconhecimento de assinatura, pois que pagou @ moto foi eu.?

  216. Olá boa noite eu vendi uma em 2010 pra uma pessoa daí eu tinha perdido o recibo falei pra pessoa que ia providências mas daí vendeu pra outra pessoa me informou a venda conversei com a pessoa sobre a transferência daí disse pra mim aguardar um pouco pois não tinha como no momento aguardei mas a pessoa vendeu a moto pra outra pessoa e ela não informa o paradeiro da mesma como faço posso registrar um boletim de ocorrência

    • Herli, obrigada pelo contato. Segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto a moto estiver no seu nome, vc continua responsável por ela (taxas, impostos e até mesmo sinistros que venham ocorrer). Vc precisa levantar os dados do atual proprietário ou da última pessoa que vc vendeu e abrir uma ação judicial contra a pessoa, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele faça a transferência.
      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. É recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei, até mesmo obtendo as informações do atual proprietário. Boa sorte!

  217. Fiz comunicado de venda mais não foi transferido. E agora foi vendido para outra pessoa e como faço pra transferir agora para esta pessoa que está com o carro.

  218. Vendi uma moto para uma pessoa e esta moto esta no nome da minha esposa e o cara vendeu para terceiros e a moto sumiu como faco para tirar essa responsabilidade dela sendo que o recibo e o fut o cara nao sabe onde ests

    • Tatiana, obrigada pelo contato. Se a moto está ainda em nome de sua esposa, todas as multas e outras taxas recairão sim, sobre o nome dela e sua CNH. Você pode judicialmente fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que a obrigue a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  219. Olá tenho um carro em meu nome que foi vendido e o novo dono ainda não fez a transferência, agora estou tirando minha cnh,queria saber se o novo dono for multado com o carro ainda em meu nome eu perco a cnh?
    Se ele for multado ,tem jeito de transferir os pontos p ele msm ou para outra pessoa,para não vir para a minha cnh e eu não perde lá?

    • Cristiane, obrigada pelo contato! Se o veículo está ainda em seu nome, todas as multas e outras taxas recairão sim, sobre seu nome e sua CNH. Você pode transferir os pontos. Com as multas em mãos, você preenche um formulário específico e transfere para ele a pontuação. Você precisará dos dados do proprietário atual (nome completo,endereço e, inclusive, número da CNH dele) para preencher o formulário. Porém, o DETRAN define um tempo para fazer a transferência. Não demore muito para levantar essa informação.
      Outro procedimento que pode te ajudar é preencher (pode ser até mesmo no site do Detran), o formulário comunicando a venda do veículo. Isso não vai te eximir das responsabilidades enquanto o veículo estiver em seu nome, mas pode ser uma medida de proteção.

      Caso o atual proprietário demore muito para fazer a transferência, você pode mover uma ação judicial contra a pessoa, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele faça a transferência.

      Você pode também fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, é recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  220. Ola eu tenho uma moto conprei fas poco tenpo so q qinda n consegui fazer a transferencia pq perdi todos os documentos do veiculo e o antigo proprietario n mora aki na mesma cidade q eu oki eu devo fazer?

    • Maxwell, obrigada pelo contato! Pelo que apuramos, você terá de pedir para o antigo proprietário solicitar a segunda via dos documentos, ou então solicitar ao antigo proprietário uma procuração exclusiva para esse fim, de modo que vc mesmo possa pedir a segunda via dos documentos. Vc pode enviar a procuração, feita por um advogado, para que ele assine e te autorize. De qualquer forma, sugerimos que consulte um advogado para mais esclarecimentos. Boa sorte!

  221. Olá comprei uma moto e reconhecir firma mas o cara , perdi o documento de compra e venda tem como fazer a transferência sem esse documento , pq não achei o dono

    • Maurício, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, vc precisará desse documento sim para fazer a transferência. Mas, de qualquer forma, sugerimos que vc procure um despachante ou um advogado ou até mesmo se informe junto ao Detran se há outra possibilidade para realizar a transferência. Boa sorte!

  222. Vendemos um carro pela empresa, entretanto, na época não fizemos a comunicação. Em seguida, o comprador vendeu um carro para terceiro e esse terceiro financiou com o banco a compra do carro que CONTINUAVA NO NOME DA MINHA EMPRESA. Esse terceiro deixou de pagar IPVA e descobrimos que o carro ainda estava no nome da empresa. O Banco pode ser responsabilizado por não verificar o real proprietário?

    • Mayara, obrigada pelo contato. Pelo que apuramos, o Banco pode ser sim responsabilizado. Ou seja, para fazer o financiamento, o responsável pela empresa (no caso vc) deveria ter assinado (e autorizado) o financiamento (a não ser que houve alguma falsificação de documento, que torna o caso ainda mais grave). De qualquer forma, sugerimos que vc procure um advogado que pode te orientar melhor com base na lei e busque averiguar no banco os termos desses financiamento, já que o veículo continua em nome de sua empresa. Boa sorte!

  223. Olá eu comprei um carro Fiat uno não passei para meu nome porque o antigo dono sumiu já faz um ano não consigo entrar em contato com ele só tenho em mãos o documento do carro mais não tenho o Dut o que devo fazer caso não o encontrei nunca mais ?

    • Roberto, obrigada pelo contato. Realmente, seu caso é complicado, pois vc precisará do documento assinado pelo antigo dono para transferir. Sugerimos que vc entre em contato com o Detran de sua cidade para verificar outra alternativa, já que são comuns casos como seu. Ou tente consultar um despachante para verificar se pode ser feito algo com base na lei. Boa sorte!

  224. Ola queria Uma informacao estou comprando um veiculo mas ele esta com o dut preenchido para esta pessoa que esta me passando.ha 2 anos .tem Como pedir 2 via do dut para passar para meu Nome?

    • Paola, obrigada pelo contato. O que pode ser feito é o dono do veículo solicitar essa segunda via do documento (como se tivesse perdido o documento). Dessa forma, ele mesmo depois passará para você. Não conhecemos outra forma, mas, sugerimos que você procure um despachante que poderá te informar melhor com base na lei. Boa sorte!

  225. Boa tarde!
    comprei uma marajó do meu cunhado, só que ele não sabe com que esta a procuração..
    por que ele pego numa divida.
    agora eu não consigo pegar o licenciamento de 2019.
    e o meu cunhado não tem mais contato com os antigos donos dela..
    como eu faço estou perdido…

    • Anderson, obrigada pelo contato. Seu caso parece mais complicado, por que para uma solução, você precisará ter o contato dos antigos donos ou mesmo uma procuração deles. Talvez, um caminho, seja também tentar encontrar as pessoas que passaram a procuração para seu cunhado. Sugerimos que você entre em contato com um despachante ou com um advogado especializado, que poderão te orientar melhor com base na lei. Boa sorte!

  226. vendi um automóvel, recebi o valor só que novo proprietário levou o carro.. sendo que o recibo de transferência esta comigo em branco.. hoje não sei onde o carro esta, e o telefone do novo proprietário so dar fora de área.. também não sei onde ele mora…. posso dar como furtado esse carro, posso registra como apropriação indebito … posso dar baixa nesse carro… o que fazer ?? des ja meu muito obrigado

  227. Oi estou muito preocupado e não sei o que fazer. Vendi um chevette a a 1 ano e meio para um conhecido que ficou de fazer transferencia, Porém o pgamento foi em dinheiro na mão. E ele tempos depois vendeu para outra pessoa e essa pessoa que está com carro não sabemos aonde está e mesmo pagando o esse desconhecido tem pago o ipva 2018 e agora 2019. Não está chegando multas, porém quero tirar do meu nome. Não sei quem está com o chevette e não sei onde mora. O que devo fazer? Sou do Rj e no site do detran tem apenas um formulário especial de venda no qual pede para preencher os dados do comprador e que comprove o pagamento. Porém o pagamento foi na mão. E agora?

    • Otoniel, obrigada pelo contato. Segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto o veículo estiver no seu nome, vc continua responsável por ele (taxas, impostos e até mesmo sinistros que venham ocorrer). Vc precisa levantar os dados do atual proprietário e abrir uma ação judicial contra a pessoa, solicitando o bloqueio do veículo junto ao Detran. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele faça a transferência.
      Você deve ainda fazer um pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue a você qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Para tudo isso, vc precisa dos dados do atual proprietário. É recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei, até mesmo obtendo as informações do atual proprietário. Boa sorte!

  228. Comprei o carro e por falta de conhecimento pois foi o meu primeiro carro o ex dono não fez reconhecimento de firma e nem comunicado de venda no fórum hoje 3 anos depois eu já fiz de tudo pra transferir e a pessoa que me vendeu que nem foi o dono ta me pressionando da baixa do carro no Detran sendo que o errado e ele

    • Jiliade, obrigada pelo contato. Vc precisa levantar os dados do ex- proprietário e abrir uma ação judicial contra a pessoa. É recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Boa sorte!

  229. Bom dia.
    Comprei um carro.
    O vendedor já reconheceu a firma.
    Apenas eu não consegui ir no cartório fazer o reconhecimento como comprador.
    Isso foi em Novembro de 2017.
    Agora preciso vender o carro.Preciso fazer uma dupla transferência.
    O que devo fazer agora?
    Ir no Cartório Reconhecer a firma como comprador e depois de emitir o Documento, Abrir firma como vendendo o carro para o novo comprador?

    • Alberto, obrigada pelo contato. Segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto o veículo estiver no nome da pessoa, ela continua responsável por ele. A lei mudou um pouco. Talvez vc consiga fazer a transferência, pagando uma multa, já que o antigo proprietário reconheceu a firma dele. Mas o ideial é que vc procure um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei, até mesmo obtendo as informações do ex-proprietário. Boa sorte!

  230. Boa tarde, dei na troca por um carro uma moto em uma revenda, o dono da revenda me garantiu que faria comunicação de venda dela assim que vende-se, mas não fez, a moto foi vendida em junho de 2018 mas continua no meu nome, entrei em contato com o comprador, consegui reconhecer firma de minha assinatura no CRV no tabelionato mas ele não, ai mês passado ele disse que estava fazendo a transferência e até já havia pago as taxas, o que confirmei no sistema do detran, mas ele faleceu antes de transferir e a moto ainda tem uma inclusão de financiamento pendente, alguma saída deste problema?

    • Segundo a Secretaria da Fazenda, enquanto o veículo estiver no seu nome, vc continua responsável por ele (taxas, impostos e até mesmo sinistros que venham ocorrer). Vc precisa levantar abrir uma ação judicial contra a pessoa, solicitando o bloqueio da moto junto ao Detran. Você deve, então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e solicitar judicialmente ao comprador que ele faça a transferência. Como ele faleceu,mas a moto não tinha sido transferida, ela não pode ser incluída em inventário, j[a que não está no nome dele (do falecido). Portanto, em tese, a moto ainda é sua. É recomendável que você procure um advogado ou um despachante o mais rápido possível, que analisará seu caso e poderá te ajudar com base na lei. Vc também pode acionar a revenda, em um processo por perdas e danos, pelos aborrecimentos que lhe foram causados. Boa sorte!

  231. Boa tarde vendi uma moto para uma pessoa e perdi o contato com ela está fazendo 5 anos continua chegando multa achei essa pessoa tem um mês e ele me informou que tem 4 anos que a moto foi apreendida . Obs não foi feito a transferência do veiculo

    • Adilson, obrigada pelo contato. De acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, se houver a venda do veículo e a transferência não for feita, o carro permanece em nome do ex-proprietário, e este será responsável pelo pagamento do IPVA e outras taxas do veículo. Nesse caso, mesmo que a moto tenha sido apreendida, você precisará mover uma ação judicial contra a pessoa que a comprou e não efetuou a transferência, solicitando também o bloqueio do veículo junto ao Detran. Você deve então, pedir a tutela de urgência para que o juiz oficie ao Detran no sentido de anotar a venda, e na ação o pedido é referente a obrigação de fazer a transferência.
      Outro procedimento é o pedido declaratório, para que seja reconhecido por sentença, a inexistência de relação jurídica, que obrigue você a qualquer responsabilidade sobre multas, ou negativação em seu prontuário. Em caso de dúvidas, acesse o portal do Detran de sua cidade. Também sugerimos procurar um advogado, que o orientará melhor com base na lei. Abs

  232. Comprei uma moto e reconheci firma e tudo no cartorio. Mais fui roubado antes de faser tranferencia e estou recebendo multas oque faser nesse caso.

    • Everton, obrigada pelo contato. No seu caso, vc comunicou o roubo, inclusive no Detran? Mas se vc não fez a transferência, as multas não deveriam vir para em seu nome. Deve ter ocorrido algum equívoco. Sugiro que vc procure um despachante ou um advogado especializado para te orientar com base na lei. Boa sorte!