Na Boléia

Apaixonados por Caminhões

Transportadora tradicional x transportadora digital

Já faz algum tempo que o setor de logística começou a adotar a tecnologia para otimizar seus processos. Mas como será que as transportadoras costumam utilizar essas inovações no seu dia a dia?

Essa reflexão faz pensar nas diferenças entre as transportadoras tradicionais e as digitais. Este artigo tem como objetivos mostrar quais são elas.

1- Uso da tecnologia

Fundamental em um cenário onde é preciso fazer mais com muito menos, o uso da tecnologia difere bastante entre as transportadoras tradicionais e digitais.

Transportadora tradicional: Ainda está aprendendo a utilizar as ferramentas disponibilizadas pela transformação digital. Oferecer tecnologias inovadoras não é o seu forte.

Transportadora digital: É um dos pontos mais importantes desse tipo de empresa. Já nasceu digital e utiliza tecnologias de ponta como um aplicativo, inteligência artificial e big data para oferecer o melhor serviço.

2- Contato

Hoje em dia, os clientes precisam entrar em contato com a transportadora em um piscar de olhos. Eles querem respostas rápidas, querem ser ouvidos – ou lidos – no momento em que precisam tomar uma decisão.

Transportadora tradicional: O contato na maioria das vezes é feito por telefone, e-mail ou até mesmo pessoalmente. Isso pode dificultar o processo – e se o atendimento não está disponível no momento? Ou o e-mail enviado não chega?

Transportadora digital: Por meio de plataformas digitais, como um aplicativo, todo o processo é registrado de forma clara e em tempo real, o que diminui muito a necessidade de um contato. Mas se mesmo assim houver perguntas sem respostas, toda interação será feita através dessa plataforma digital, onde nenhuma mensagem é esquecida ou perdida. Isso ajuda a melhorar o fluxo de comunicação e a responder em pouco tempo.

3- Contratação do frete

Os clientes esperam ter melhores experiências ao contratar um frete. Eles desejam obter a melhor cotação e o melhor serviço, sem esforço e agora. Esta é provavelmente a principal diferença entre as transportadoras tradicionais e digitais.

Transportadora tradicional: É necessário entrar em contato, saber se há a possibilidade de realizar o frete (podem não haver caminhões disponíveis na região) e esperar a cotação.

Transportadora digital: O processo é simples, basta solicitar a contratação do frete pela plataforma tecnológica. A negociação é eletrônica e terá um valor menor, já que a empresa trabalha com milhares de motoristas parceiros conectados.

4- Gerenciamento das operações

Centralizar o gerenciamento das informações é importante para garantir a saúde da operação, reduzindo gastos e melhorando a eficiência operacional.

Transportadora tradicional: Nem sempre é possível gerenciar todos os fretes em tempo real, já que eles são contratados separadamente. A empresa até pode oferecer um painel de monitoramento, mas geralmente ele precisa de lançamentos manuais, o que requer tempo e pode gerar erros.

Transportadora digital: Centraliza todos os fretes contratados, mostrando-os em tempo real. Isso ajuda a planejar e gerenciar todas as cargas com mais eficiência. O sistema mostra as informações de cada frete em um só lugar de forma intuitiva e interativa.

5- Rastreamento

É mais do que importante, é fundamental para uma empresa ter o controle sobre cada carga transportada e uma das maneiras de realizar isso é monitorando o andamento do transporte.

Transportadora tradicional: Isso é algo que as tradicionais lutam para fazer. A maioria delas não oferece um sistema de rastreamento, então os clientes não sabem realmente o status dos fretes, a menos que liguem várias vezes para perguntar.

Transportadora digital: Possuem rastreamento via GPS em todos os veículos e sistemas de notificação. Oferecem uma melhor visibilidade para ajudar os clientes a saberem sempre em primeira mão o que acontece com suas cargas.

Deu para perceber o quanto utilizar os serviços de uma transportadora digital pode revolucionar a relação com os fretes. Por apoiar-se em tecnologia e nas melhores práticas, fica mais fácil oferecer uma experiência eficiente. Você já tinha pensado em avaliar esse tipo de fornecedor?

Jarlon Nogueira é CEO da AgregaLog – transportadora digital

Por Redação Na Boléia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *