Na Boléia

Apaixonados por Caminhões

Indústria de caminhões paralisa produção e concede férias coletivas

Com o objetivo de proteger os colaboradores em meio à crise do Coronavírus, diversas montadoras estão atendendo às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e suspendendo suas atividades por algumas semanas.

A Volkswagen Caminhões comunicou a suspensão de atividades de todas as suas unidades no País desde 23 de março de 2020 por três semanas. E a partir de 31 de março de 2020, os empregados estarão em férias coletivas por duas semanas. Ambas as medidas são parte das ferramentas de flexibilização previstas em Acordo Coletivo de Trabalho, segundo a fabricante.

Da mesma forma, a Mercedes-Benz no Brasil aderiu à determinação e concederá férias coletivas de 20 dias, de 30 de março a 19 de abril.
A partir de 30 de março, o Grupo Volvo suspenderá a produção em Curitiba (PR) por quatro semanas. A medida alcança os 3,7 mil funcionários que trabalham no complexo fabril da marca em Curitiba/PR, onde são produzidos caminhões, ônibus, motores, caixas de câmbio e cabines.

Por: Redação Na Boléia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *