Na Boléia

Apaixonados por Caminhões

Grupo Charrua é o primeiro do Sul a adquirir um Scania movido a GNV

A Scania entregou o quinto caminhão movido a GNV e/ou biometano do Brasil para o Grupo Charrua, que adquiriu o histórico primeiro modelo da região Sul com tecnologia mais sustentável. Com a nova venda, a marca chega a 23 modelos comercializados, sendo 18 para a PepsiCo. A Casa Scania Brasdiesel (RS) foi a responsável pela venda, a entrega e cuidará do suporte operacional e da manutenção do pesado R 410 6×2.

O R 410 será usado no transporte de gás natural veicular pela Charrua Gás para atender clientes do Rio Grande do Sul, como indústrias e postos de combustível. O primeiro caminhão movido a GNV e/ou biometano do Sul representa um novo passo no uso de sistemas mais sustentáveis no transporte de cargas.

O objetivo das empresas é a transição para um sistema de transporte mais sustentável. A Scania vem liderando esta transformação. Para nós, não existe apenas um modelo sustentável e cada país adotará as tecnologias que melhor se encaixam em sua realidade. Para o Brasil, o ‘Aqui e Agora’ é o caminhão movido a GNV e/ou biometano”, diz Roberto Barral, vice-presidente das Operações Comerciais da Scania no Brasil. “A Scania está empenhada em apoiar seus clientes com soluções rentáveis que contribuam com a sustentabilidade nos âmbitos econômico, ambiental e social.”

A parceria com a Scania Brasdiesel começou em 2010 com a compra de dois modelos, G 400 e P 310. Os caminhões Scania são muito bons, de excelente rendimento. Depois que a Scania lançou o modelo a gás, em 2018, a equipe da concessionária nos apresentou a solução”, explica Flavio Aluísio Rudiger, diretor de Logística e Transportes do Grupo Charrua.

A parceria entre o Grupo Charrua e a Brasdiesel vem de muitos anos. É um cliente que está sempre se atualizando e saindo na frente em seus negócios. A vantagem do motor a gás, de imediato, despertou o interesse”, afirma João Elton Heinen, gerente de Vendas da Brasdiesel Lajeado, filial que atende diretamente o Grupo Charrua.

Essa tecnologia mais sustentável é uma nova solução, e vem ao encontro dos interesses da Charrua. Nos últimos meses, tivemos o privilégio de acompanhar os investimentos que a Scania vem fazendo em inovações para o transportador. É uma grande satisfação entregar o primeiro caminhão a GNV e/ou biometano do Rio Grande do Sul para um cliente da Brasdiesel.”

“É um prazer enorme ser o primeiro cliente do Sul a receber essa nova tecnologia da Scania, tanto pela economia como pela questão ambiental, com a redução das emissões de CO2. O fato da distribuidora do gás ser a primeira empresa do Grupo Charrua, mostra que somos pioneiros no que fazemos. Acredito que depois virão mais caminhões”, salienta Rudiger.

O segredo é não parar nunca!”, revela Elvidio Eckert, fundador do Grupo Charrua. Aos 85 anos continua trabalhando para ver as empresas prosperarem. “Comecei em uma serraria de lenha para queima de fogão. Depois, passei a vender gás GLP porque vi seu potencial de concorrente da lenha. Em 1968, criei a Arco Gás, hoje revendedora do gás de cozinha da Liquigás no estado.”

A gestão familiar vem desde a fundação. São cinco famílias na administração do Grupo, entre filhos, noras, genros e netos do fundador. Atualmente, sete empresas compõem o conglomerado (que complementam os negócios do mesmo segmento): Transportadora Arco, TRR Arco Diesel, Loja Arco e Arco Gás, em Lajeado (RS); e TRR Charrua Diesel, Distribuidora de Petróleo Charrua e Charrua Gás, na cidade de Esteio (RS). O R 410 6×2 chega para ampliar a frota da Transportadora Arco de cinco para seis veículos Scania.

O veículo da Charrua também tem o programa de manutenção Premium Flexível, que, segundo a empresa, pode possibilitar redução de até 25% os custos de manutenção.

Os caminhões pesados Scania movidos a gás natural veicular (GNV) e/ou biometano são vocacionados para médias e longas distâncias. Seus motores são Ciclo Otto (o mesmo conceito dos automóveis) e 100% a gás e biometano, ou mistura de ambos. Os motores não são convertidos do diesel para o gás, têm garantia de fábrica, tecnologia segura, com desempenho consistente e força semelhante ao caminhão a diesel. Além de serem 20% mais silenciosos, conforme explicou a Scania.

Por Redação Na Boléia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *