Na Boléia

Apaixonados por Caminhões

Dia Mundial sem Carro: redução de 25% de acidentes em SP

Os novos números do Infosiga SP, gerenciado pelo Respeito à Vida, programa da Secretaria de Governo coordenado pelo Detran.SP, revelam que os índices de acidentes envolvendo carros no estado de São Paulo registraram queda no comparativo janeiro a agosto de 2020 em relação ao mesmo período de 2019.

Os números marcam o Dia Mundial Sem Carro, instituído em 22 de Setembro. A redução mais significativa envolve acidentes entre carros e pedestres, com 25% menos registros em 2020. De janeiro a agosto de 2019 foram 3.135 ocorrências ante 2.348 neste ano.

Na sequência, ocorrências entre carros e ciclistas apresentaram recuo de 17% no mesmo comparativo: foram 2.464 acidentes entre janeiro e agosto de 2019 e 2.034 no mesmo período de 2020. Por fim, os episódios envolvendo carros e motociclistas atingiram redução de 14% neste ano (23.762) em comparação ao período de janeiro a agosto do ano passado (27.552).

Apesar das constantes reduções nos índices apontadas pelo Infosiga SP, primeiro sistema de dados do Brasil a publicar mensalmente estatísticas de acidentes e fatalidades, as ocorrências de trânsito ainda matam duas vezes mais do que os homicídios e são a principal causa externa de morte no estado.

“O Dia Mundial sem Carro é mais uma oportunidade de criarmos esse alerta e mostrarmos que, apesar da queda no número de acidentes, ainda há muitas vidas sendo perdidas. Investiremos cada vez mais em políticas públicas de conscientização e fiscalização, em busca da construção de uma cultura regida pelo respeito. Ele deve ser o principal condutor“, afirma o diretor-presidente do Detran.SP, Ernesto Mascellani Neto.

Sobre a data

O Dia Mundial Sem Carro é uma data internacional celebrada dia 22 de setembro, em cidades do mundo todo, que tem como objetivo estimular uma reflexão sobre o uso excessivo do automóvel, além de propor às pessoas que dirigem todos os dias que revejam a dependência que criaram em relação ao carro ou moto.

Esse aumento na utilização de automóveis, aumenta o consumo de combustíveis e, consequentemente, gera mais poluentes para a atmosfera, principalmente o gás carbônico (CO2). O gás é um dos principais responsáveis pela intensificação do efeito estufa e o agravamento do aquecimento global. O primeiro país a comemorar essa data foi a França, em 1997.

A partir daí, gradativamente vários outros lugares passaram a celebrá-la, principalmente em razão da atuação de grupos ambientalistas e também de ativistas que lutam por uma melhor mobilidade urbana.

Por Redação Na Boléia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *