Na Boléia

Apaixonados por Caminhões

Campanha alerta sobre os perigos do álcool no trânsito

É cada vez maior o número de pessoas que morrem vítimas de acidente de trânsito provocado por motoristas que dirigiam embriagados. Relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado em 2018, revelou que mais de 3 milhões de pessoas morrem por uso nocivo de álcool, sendo a cerveja a bebida mais consumida, principalmente entre jovens com idades entre 20 e 39 anos. Do total de mortes, 28% resultam de lesões, como as causadas por acidentes de trânsito.

A médica da Concessionária CCR NovaDutra, Cacilda Couto, explica quais são os efeitos e como o álcool age no organismo do motorista. De acordo com ela, o álcool provoca danos imediatos, mas também em médio e longo prazo. “O corpo tem dificuldades para eliminar o álcool, podendo levar de 12h a 24h. Entre os danos provocados está a diminuição da capacidade de concentração e raciocínio, reflexo e a força muscular”, explica a médica.

Ainda, segundo Cacilda, além de afetar os sistemas nervoso e motor, o álcool prejudica a capacidade de decisão do motorista. “Sob efeito de álcool o motorista tem a capacidade de percepção reduzida em vários sentidos. Na realidade, o álcool causa uma diminuição da capacidade neurológica, e, consequentemente, dos órgãos de sentido. Diminui a visão periférica, a percepção de movimentos laterais, a visão de obstáculos. O mais importante é se beber, não dirija”, acrescenta Cacilda.

Nova campanha

Mesmo sabendo dos riscos, muitos motoristas insistem em dirigir após consumirem bebidas alcoólicas. Por esse motivo, a CCR NovaDutra iniciou, nesta segunda-feira (10/02), a campanha de segurança e conscientização sobre os riscos de dirigir após o consumo de bebida alcoólica. A ação educativa terá a distribuição de folhetos da campanha “Dirija com Responsa. Se beber, não dirija”, veiculação de dicas de segurança na programação da CCRFM 107,5, mensagens nos Painéis de Mensagens Variáveis (PMVs) e a instalação de faixas educativas ao longo da rodovia.

De forma lúdica, a campanha utiliza duas ideias ruins na época de Carnaval: o “Beberrones”, que junta bebida e direção, e o “Pé-de-Chumbo”, que gosta de acelerar demais nas rodovias. Para combatê-las existe o personagem Responsa, arqui-inimigo das más ideias de trânsito.

Segundo o Gestor de Atendimento da CCR NovaDutra, Virgílio Leocádio, é importante reforçar a conscientização dos riscos da mistura bebida e direção neste período do ano. “O Carnaval é um momento em que as pessoas querem diversão e acabam esquecendo-se de cuidados básicos de segurança rodoviária. Dirigir sob o efeito de bebida alcoólica coloca não apenas o motorista em risco, mas também a vida de familiares e de outros usuários”, ressalta Virgílio.

Escolha alternativas inteligentes e curta o Carnaval com segurança!

• Entregue o carro a uma pessoa habilitada que não tenha consumido bebida alcoólica;
• Utilize transportes alternativos, divida uma carona e determine um motorista da vez;
• Não aceite carona de pessoas que beberam e que se consideram aptas para dirigir.

Por: Redação Na Boléia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *