Na Boléia

Apaixonados por Caminhões

Bridgestone divulga dicas de segurança na Semana do Trânsito

Criado pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) em 1997, a Semana Nacional de Trânsito é realizada anualmente entre os dias 18 e 25 de setembro, com o objetivo de incentivar um trânsito mais seguro. Em apoio ao movimento, a Bridgestone reforça alguns cuidados para um trânsito mais seguro:

Responsabilidade de todos

O trânsito seguro é uma responsabilidade de todos, desde os motoristas, até os ciclistas e pedestres. Por isso, lembre sempre de:

  1. Respeitar a velocidade permitida;
  2. Usar os equipamentos de segurança, como cinto de segurança e assento infantil, nos carros, e capacetes, nas motos e bicicletas;
  3. Atravessar a rua apenas na faixa de pedestre;
  4. Não utilizar o celular enquanto dirige;
  5. Respeitar os semáforos e sinalizações de trânsito;
  6. Dar preferência ao pedestre;
  7. Se beber, não dirigir.

Atitudes simples fazem a diferença

Manutenção dos pneus

Garantir a manutenção e as condições adequadas dos diversos componentes do veículo é essencial para garantir uma maior segurança aos motoristas e passageiros – e o pneu faz parte disso!

Único ponto de contato entre o veículo e o solo, os pneus contribuem para todo o comportamento dinâmico do veículo. Suas boas condições proporcionam o aproveitamento total dos sistemas de suspensão, transmissão, tração, direção e frenagem.

Roberto Ayala, Gerente de Engenharia de Vendas da Bridgestone, compartilha três pontos principais que devem ser observados pelos motoristas:

Calibragem: a pressão dos pneus deve ser verificada semanalmente para garantir a boa condição de rodagem e dirigibilidade do veículo e o menor consumo de combustível e desgaste. O proprietário deve respeitar a calibragem indicada pelo fabricante do veículo, com os pneus frios (em um posto a não mais do que 2 km de sua casa) e lembrar de incluir o estepe neste processo (que deve ser calibrado com uma pressão maior: até 5 psi acima dos demais).

Rodízio: deve ser realizado periodicamente, de acordo com manual do veículo, invertendo as posições entre os pneus dianteiros e os traseiros, para equalizar o desgaste e garantir uma vida longa e uniforme a eles.

Substituição: o motorista deve checar regularmente a superfície dos pneus para garantir que a profundidade dos sulcos é suficiente para manter a aderência à pista – ou seja, mínimo de 1,6mm. Observou sinais de desgaste? É hora de analisar a troca por pneus novos. No caso de bolhas, rasgos ou perfurações, a substituição deve ser imediata.

Por Redação Na Boléia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *