Volkswagen anuncia o lançamento da nova família Delivery

Data: 18 de outubro de 2017

1-6-18102017Com um dos maiores investimentos de sua história, a Volkswagen apresentou a nova família Delivery de veículos leves e semileves, desenvolvida totalmente no Brasil, mas com características que permitem a sua comercialização em diversos países

Disposta a manter sua liderança no setor de comerciais no País, a Volkswagen está incrementando sua participação no mercado de caminhões leves, um segmento bastante representativo e disputado no Brasil para o qual a empresa acaba de anunciar um dos mais importantes lançamentos de sua história: a nova plataforma Delivery, composta por seis modelos de 3,5 a 13 toneladas.

Para a concepção da nova família, a VW investiu mais de R$ 1 bilhão. O projeto foi totalmente desenvolvido pela engenharia brasileira, em Resende/RJ, com apoio da matriz, na Alemanha. “A nova linha é mais uma prova de que acreditamos no País e estamos dispostos a oferecer as melhores soluções para os clientes brasileiros”, comenta Roberto Cortês, CEO da MAN Latin America.

1-3-18102017Segundo ele, esse é o maior investimento da empresa dos últimos anos e marca uma nova fase da montadora no Brasil. “Com a entrada no segmento abaixo de cinco toneladas, a companhia se torna uma marca full-liner. A nova família é o estado da arte no que se refere ao desenvolvimento de veículos e estamos bastante otimistas em relação à aceitação dos novos produtos, que atendem a todos os padrões internacionais, podendo ser comercializados em outros países”, acrescenta Cortês.

Segundo o executivo, em um mercado de pleno crescimento, a nova família tem potencial de vendas de cerca de 30 mil unidades por ano. A previsão leva em conta o crescimento do segmento de leves e semileves no Brasil, que detém hoje 31% das vendas totais, sendo impulsionado, principalmente, pelo avanço das restrições às circulações de caminhões em grandes centros.

E de olho nesse setor, a nova família, conforme garantiu Ricardo Alouche, Vice-Presidente de Vendas e Marketing, pode ser transformada com facilidade em VUCs (veículos urbanos de carga).

Para outros países, a previsão também é bastante otimista. De acordo com os executivos da montadora, a nova plataforma tem potencial de vendas de cerca de 20 mil unidades/ano. Com o lançamento, a VW continuará a produzir os modelos anteriores. Entretanto, a nova linha irá custar de 7% a 10% mais cara em comparação às versões antigas. Mas, isso não será um problema, segundo Alouche. “Tivemos uma situação semelhante em 2005, com o lançamento do Constellation. Decidimos manter a produção da cabine antiga, que até hoje faz parte da linha, porém, tem uma participação menor”, explica.

Internacionalização

Já a partir do próximo ano, os países vizinhos do Brasil iniciarão as vendas dos novos veículos, com lançamentos regionais. Os países da América do Sul serão os primeiros a receberem a novidade. Também dentro da estratégia de internacionalização, a nova linha de produtos terá opções de motores atendendo a normas de emissões Euro III e V, conforme as legislações e demandas de cada mercado.

No Brasil, o objetivo é ganhar participação, especialmente no segmento de 3,5 toneladas. A aposta é o modelo chamado de Express, que reúne atributos de um caminhão grande, porém, numa concepção de veículo pequeno.

Antes de seu lançamento, a nova família Delivery passou por mais de quatro milhões de quilômetros de testes, – a maior prova já realizada para o lançamento de um integrante da linha leve de caminhões. Os veículos foram submetidos a ensaios em ambientes severos, desde as pistas do campo de provas da fábrica de Resende/RJ até a Cordilheira dos Andes, Estados Unidos e Europa.

1-2-18102017A gosto do cliente

Para concepção desse projeto, a montadora também procurou conhecer a experiência dos clientes das mais de 100 mil unidades produzidas.

A nova linha segue o conceito sob medida e vem cheia de novidades, a começar pelo design, que está mais limpo e clean, criando uma estética que traz a percepção de o motorista dirigir um carro de passeio.

Os novos Delivery apresentam ainda atributos da família Constellation, uma linha que se destaca pela força nas estradas ou na cidade.

“A nova família Delivery tem o melhor custo total de operação (TCO) do segmento. No desenvolvimento, procuramos otimizar ao máximo sua carga útil, a fim de proporcionar maior economia de combustível e menor desgaste de componentes”, ressalta Cortês.

O chassi da nova família Delivery reúne, por exemplo, novos materiais. Pela primeira vez, por exemplo, a marca utiliza travessas de alumínio, presentes no Delivery Express. Os eixos dianteiro e traseiro também contam com maior capacidade de carga.

1-5-18102017A disposição dos tanques de diesel e Arla traz um conjunto mais compacto, liberando mais espaço no chassi e reduzindo peso e volume.

Com rastro e padrão em todos os furos, o chassi tem como ponto alto a flexibilidade. Mantém a originalidade, facilita e torna mais rápido o encarroçamento.

A suspensão dianteira independente, presente nos modelos de 3,5 a 6 toneladas, amplia o conforto a bordo. A suspensão para 9 e 11 toneladas também se destaca. Foi projetada com molas parabólicas, bastante afinadas para entregar conforto e robustez.

O sistema de freios traz discos para os modelos de 3,5 a 6 toneladas, e tambores nos 9 a 13 toneladas. As rodas foram otimizadas para ganhos em capacidade de carga, mantendo as mesmas características técnicas de desempenho.

A NOVA FAMÍLIA

Delivery Express – Desenhado para entregas urbanas, esse modelo pode ser guiado por motoristas com carteira de habilitação categoria B e trafegar em áreas onde a circulação de caminhões é restrita. Possui rodado simples na traseira, o que faz com que a cobrança de pedágio seja igual ao valor pago por um automóvel. Tem motor Cummins ISF de 2,8 litros com tecnologia de pós-tratamento de gases EGR.

Nesse caso, dispensa o Arla 32. O modelo alcança 150 cv e um torque máximo de 360 Nm, permitindo retomadas rápidas e mais agilidade nas entregas urbanas. Para este modelo, a Engenharia de Resende desenvolveu um set de airbags, tanto para o motorista como para os passageiros.

Delivery 4.150 – O modelo marca a entrada em um segmento antes não explorado pela fabricante e conta com financiamento via Finame. O Novo Delivery 4.150 também possui o mesmo motor Cummins ISF de 2,8 litros e 150 cv de potência, além de sistema de pós-tratamento de gases EGR que dispensa o Arla 32. A transmissão manual ESO-4106 une-se ao conjunto de powertrain.

Delivery 6.160 – O modelo possui cabine ampla, caixa ESO-4206 de seis velocidades e motorização Cummins ISF de 2,8l e solução SCR para o pós-tratamento de gases e potência. Atinge 160 cv e torque máximo de 430 Nm.

Delivery 9.170 – Com apelo sustentável, apresenta redução de peso da ordem de 10% na comparação com seu antecessor e, com isso, promete mais economia de combustível, menos emissões e maior capacidade de carga. Seu motor é o Cummins ISF de 3,8 litros e tecnologia SCR. Alcança torque máximo de 600 Nm e 165 cv de potência. A transmissão manual é a ESO-6106, com seis velocidades. Mas o modelo contará ainda com transmissão automatizada.

Delivery 11.180 – Indicado para entregas urbanas, o novo Delivery 11.180 é equipado também com motor Cummins ISF, de 3,8 litros e tecnologia SCR. Alcança torque máximo a 600 Nm e 175 cv de potência e transmissão manual ESO-6106. O modelo contará ainda com transmissão automatizada.

Delivery 13.180 – Primeiro modelo equipado com terceiro eixo da nova família, é o caminhão com maior capacidade de carga da nova família Delivery. Atende a diversas aplicações, sendo projetado de acordo com a legislação de circulação de Veículo Urbano de Carga (VUC) nas cidades onde há restrição de tráfego. Com motor Cummins ISF, de 3,8 litros e tecnologia SCR, alcança torque máximo de 600 Nm e 175 cv de potência e transmissão manual ESO-6206. Também será disponibilizado com transmissão automatizada.

1-4-18102017Confira as características da nova Família Delivery
Série ou Opcionais:

• Ar-condicionado;
• Conector de ar para limpeza da cabine;
• Acionamento elétrico dos vidros;
• Retrovisores com ajuste elétrico;
• Trava elétrica das portas;
• Preparação para climatizador;
• Rádio e alto-falantes podem ser adquiridos com Peças & Acessórios;
• Faróis de neblina;
• Proteção dos degraus;
• Preparação para PTO;
• Cruise Control;
• Alarme sonoro para cinto de segurança do motorista.

Lançamento na Fenatran

A montadora fez a avant premierè de sua nova família Delivery na fábrica de Resende, mas o lançamento oficial será na Fenatran, feira a ser realizada de 16 a 20 de outubro, em São Paulo. A VW/MAN retorna à feira depois de “declinar” na última edição, que foi marcada por uma evasão dos principais fabricantes de veículos. Segundo Alouche, com o lançamento da nova família e o mercado apresentando sinais de melhoras, é o momento certo para participar da exposição, considerada a maior da América Latina na área de transportes. “Acreditamos que quatro anos é um período razoável para o desenvolvimento de novos produtos. Além disso, estamos percebendo uma melhora na economia, que, juntamente com o maior lançamento da VW dos últimos anos, contribuirá para termos uma participação marcante nesta grande vitrine”, acrescenta.

Elogios ao novo local

Quanto ao novo local de realização da Fenatran, Alouche também vê com bons olhos a mudança. Segundo ele, trata-se de um pavilhão amplo com infraestrutura moderna, que terá condições de abrigar expositores e o público interessado em conhecer as novidades do setor. “Será uma feira de grandes atrativos. A VW e a MAN Latin America estão preparando muitas novidades para os visitantes. As expectativas são muito boas, principalmente, pelo lançamento oficial da nova família, que marca nova arrancada no mercado brasileiro”, finaliza.
Por: Redação Na Boléia

Data: 18 de outubro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.