Transportadoras Sustentáveis

Data: 24 de setembro de 2014
Postado em: Sustentabilidade

Empresas do segmento de transporte de cargas rodoviário estão, cada vez mais, desenvolvendo ações sustentáveis, independentemente da exigência de certificações ambientais

O transporte rodoviário de cargas é uma atividade que tem grande impacto no meio ambiente, afinal, se considerarmos o volume de emissão de poluentes na atmosfera decorrente da combustão nos motores dos veículos, o prejuízo é muito alto para a natureza.

O fato é que o modal rodoviário no País é responsável pelo descarte na atmosfera de gases altamente poluentes, como o CO2, óxidos de nitrogênio (NOx), hidrocarbonetos (HC) e outros. Além disso, é um segmento que tem o maior consumo final de combustíveis fósseis e apresenta um baixo aproveitamento de fontes não-renováveis de energia.

Entretanto, a boa notícia é que muitas empresas dessa área já se conscientizaram da importância de reduzir o impacto de suas atividades na natureza, desenvolvendo ações sustentáveis, independentemente da exigência de certificações ambientais.

Um dos bons exemplos no segmento é a TW Transportes e Logística, localizada em Carazinho/RS.  Desde 2003, a companhia vem implementando diversas medidas para amenizar os impactos de suas operações no meio ambiente.

Conforme revelou o CEO da companhia, Alexandre  Schmitz, a decisão de investir em sustentabilidade surgiu quando a empresa começou a desenvolver programas de qualidade e percebeu que suas operações tinham impacto ambiental. “Passamos a entender melhor nosso negócio, que acaba afetando o meio ambiente. Assim, decidimos criar ações internas que reduzissem esses impactos, beneficiando não somente a comunidade em que estamos instalados, mas também garantindo um ambiente interno mais seguro e saudável para nossos colaboradores. Hoje, posso afirmar que a TW Transportes tem uma forte preocupação com o meio ambiente. E isso independe das exigências de certificações e de quanto vamos lucrar com isso. Na verdade, não estamos 

preocupados com os ganhos financeiros decorrentes dessas ações, mas sim em garantir um planeta melhor para as futuras gerações e criar uma maior consciência ambiental junto aos nossos colaboradores”, explica Schmitz.

Atualmente, a empresa possui, por exemplo, um sistema de captação que aproveita a água da chuva na lavagem de 280 caminhões todo mês. A água é coletada e armazenada em cisternas com capacidade para 100 mil litros. Dessa forma, a transportadora não utiliza os recursos de poços ou do abastecimento urbano. “O sistema de cisternas é muito interessante. Em São Paulo, por exemplo, que passa por um processo de racionamento, se as empresas e as casas conseguissem reaproveitar e armazenar a água da chuva, poderia se evitar o racionamento”, explica o CEO.

Colaboradores engajados

Outra ação bem-sucedida da TW Transportes é o descarte adequado dos pneus usados na frota, que são enviados às empresas de reciclagem, que reutilizam a borracha, transformando-a em novos produtos. Com isso, a companhia evita a ocupação de aterros ou a disposição inadequada desses  materiais.

Da mesma forma, os óleos, baterias, os lixos orgânicos, madeira e lonas de freios etc., gerados na operação, são destinados corretamente pela companhia. A TW possui ainda duas áreas de preservação permanentes, em que são realizados plantios de árvores nativas em seu entorno. 

De acordo com Schmitz, os esforços só dão certo porque os colaboradores são engajados nessas ações. Para isso, a empresa utiliza a metodologia dos 5S (senso de organização, senso de limpeza, senso de saúde e higiene, senso de utilização e senso de seleção e descarte) e, em vez de adotar uma tradução pura e simples, procura captar o verdadeiro sentido de cada atividade para promover a educação e o envolvimento das pessoas.

 “Além dos motoristas, que recebem treinamentos para uma direção preventiva, o que inclui aspectos voltados à preservação do meio ambiente, nossos colaboradores internos, de áreas como movimentação de cargas e administrativas, também são orientados quanto à importância de adotarem atitudes sustentáveis. Tanto é que, recentemente, alguns deles participaram de uma ação voluntária, voltada à limpeza dos rios da região. Ou seja, são conhecimentos que eles levam e disseminam fora da empresa”, comenta o executivo.  

A TW Transportes também não descuida do controle de poluentes da frota. A empresa integra o Programa  Despoluir da Confederação Nacional do Transportes, com apoio do Sindicar (Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de Carazinho e Região),que visa medir a emissão de substâncias poluentes dos caminhões de carga.

“A cada três meses fazemos testes em nossos veículos, da chamada ‘fumaça preta’ e, após a verificação, e emitido um laudo de conformidade, indicando a taxa de emissão do veículo”, explica Schmitz.

Certificações 

Na verdade, a TW Transportes tem a sustentabilidade como um de seus valores e segue os padrões da ISO 14.000. Há nove anos, a transportadora está certificada no programa SASSMAQ (Sistema de Avaliação de Saúde, Segurança, Meio Ambiente e Qualidade), criado pela Abiquim (Associação Brasileira da Indústria Química) para qualificar as companhias que adotam processos seguros no transporte de produtos químicos. “Temos vários clientes que são dessa área. Há cinco anos, juntamente com a auditoria da SASSMAQ, conseguimos fazer nossa primeira auditoria ambiental interna, seguindo padrões ISO 14.000”, afirma Alexandre.

Para o futuro, a intenção é aprimorar as ações, multiplicando, inclusive, os programas para as filiais e franqueados espalhados pelo Brasil. “A preocupação com o meio ambiente é um valor da TW Transporte. O objetivo é consolidar cada vez mais essa consciência junto aos nossos colaboradores, estendendo mais fortemente essas práticas ambientais, conforme a realidade de cada unidade. Afinal, o compromisso de preservar o meio ambiente é uma responsabilidade de todos nós”, finaliza o executivo.

Data: 24 de setembro de 2014
Postado em: Sustentabilidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.