Transações de Usados têm alta de 7,83% no bimestre

Data: 09 de março de 2017

5-09032017Na análise do acumulado do bimestre, o mercado apresentou alta de 7,83% no comparativo com o mesmo período do ano passado.

De acordo com levantamento feito pela Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, as transações de veículos usados, considerando todos os segmentos automotivos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros), apresentaram queda de 13,39% em fevereiro, na comparação com o mês anterior. Ao todo, foram transacionadas 942.939 unidades em fevereiro de 2017, contra 1.088.709 em janeiro.

Já na comparação com o mês de fevereiro/2016, o resultado geral de transações de usados apresentou alta de 0,30%, quando foram transferidas 940.161 unidades no período. Também no acumulado do bimestre, o mercado apresentou alta de 7,83% no comparativo com o mesmo período do ano passado. Ao todo, foram transacionadas 2.031.648 unidades em 2017.

Quando analisados apenas os segmentos de automóveis e comerciais leves, as transações apresentaram retração de 14,19% em fevereiro com relação a janeiro. Ao todo, foram negociadas 709.805 unidades no segundo mês deste ano, contra 827.178 em janeiro. Em relação a fevereiro/2016 (698.798 unidades), houve crescimento de 1,58% nas transações destes veículos.

De acordo com o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, a queda nas transações de veículos usados em fevereiro sobre janeiro se deu pelos quatro dias úteis a menos no segundo mês do ano. “O mercado de veículos usados, assim como o de veículos seminovos, continua aquecido. Enquanto o mercado de novos retraiu 14,9% no acumulado, o de usados apresentou uma alta de 7,8% neste primeiro bimestre, fazendo com que o índice de correlação registre 4,6 usados transacionados para cada novo emplacado “, avaliou o presidente da Federação.

Assumpção Júnior justificou a continuidade deste movimento positivo. “O comprador leva em consideração as vantagens nos preços dos veículos usados mais equipados em relação ao preço dos veículos novos, ou seja, estes veículos usados já sofreram depreciação, tornando-se um item muito importante na tomada de decisão na hora da compra “, explicou o presidente da Federação.
Do total de automóveis e comerciais leves transacionados, os usados (de 1 a 3 anos de fabricação) representaram 13,26% das negociações realizadas em fevereiro de 2017.

Acompanhe, na tabela a seguir, os dados de emplacamentos de veículos USADOS para cada segmento automotivo.

5-tab-09032017

Por: Redação Na Boléia

Data: 09 de março de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.