Test-drive: nas ruas com a nova Daily City

Data: 30 de novembro de 2018

30381-4-20082018-min A Editora na Boléia testou a nova Daily City 30S13, lançada há alguns meses no Brasil pela IVECO. Na prática, o veículo confirmou vários dos atributos apontados pela fabricante. A Daily City veio complementar a linha Daily, já consolidada no Brasil, e traz um apelo mais urbano, sendo posicionada na categoria comercial leve com livre circulação em centros urbanos.

No test-drive, utilizamos a versão furgão e percorremos quase 300 km pela cidade e estrada. Durante o percurso, algumas características nos chamaram a atenção. O primeiro ponto foi a dirigibilidade. A nova Daily é bastante confortável e fácil de dirigir. A sensação é como se estivéssemos mesmo num carro de passeio.

Internamente, o lançamento também impressionou. O painel apresenta várias funcionalidades, inclusive, um computador de bordo bem completo, que permite ao cliente avaliar a performance do veículo, como por exemplo, o consumo de combustível.

Na versão que testamos, havia porta-objetos no painel e nas portas. Um outro detalhe que nos chamou atenção foi o espaço interno: o banco do motorista, por exemplo, é individual e tem regulagem de altura. Já o do passageiro é um banco duplo com apoios de cabeça que apresenta uma curvatura que permite mais comodidade e facilidade para entrada e saída do furgão.

O espelho interno, juntamente com os amplos retrovisores externos, possibilita uma boa visibilidade. Como pontos de melhoria, notamos que não há espelho no quebra-sol que fica sobre o motorista. Além disso, embora o veículo tenha uma altura reduzida, a ausência da alças de acesso nas portas, dificulta um pouco a entrada do motorista à cabine, principalmente, quando falamos de motoristas com baixas estaturas.

1-3-20082018-minO ar-condicionado é um opcional. Na versão que testamos, ele foi utilizado durante todo o percurso e se mostrou bastante eficiente, sem perda significativa de potência do veículo. Na estrada, percorremos também um trecho de terra em que percebemos que o furgão apresentou um pouco de trepidação, mas acreditamos ser um problema que não deve ocorrer quando o furgão estiver com carga. Além do mais o veículo foi feito para a cidade e não para esse tipo de estrada

Segundo a IVECO, para reduzir essas vibrações, foi utilizado um novo chassi, que possui uma suspensão traseira com molas parabólicas, o que ajuda a tornar a condução mais suave.
O câmbio, apesar de ser manual, com seis marchas, apresentou engates fáceis, o que favorece também a boa dirigibilidade.

Em relação ao espaço para carga, o veículo, segundo a montadora, teve sua tara reduzida, garantindo maior capacidade de carga. De acordo com a fabricante, no caso do furgão, a capacidade é de cerca de 1.200 kg de carga útil. Já na versão cabine chassi são 1.800 kg.

O motor, com 130 cavalos de potência, segundo a Iveco, proporciona economia de combustível de até 10%, em comparação aos dos concorrentes. Além disso, conta com a tecnologia EGR, que dispensa o uso de Arla.

Assista o vídeo



1-5-20082018-min
Por: Redação Na Boléia

 

Data: 30 de novembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.