Scania anuncia nova geração de caminhões híbridos no IAA 2018

Data: 24 de setembro de 2018

3-3-24092048-minEm linha com seu posicionamento voltado à busca por soluções mais sustentáveis para a área de transporte, a Scania marca presença no IAA 2018 (67º Salão Internacional de Veículos Comerciais), que ocorre até 27 de setembro, em Hannover, Alemanha, com sua linha de caminhões híbrido elétrico plug-in (PHEV), baseada na Nova Geração de caminhões, além de seu “irmão”, o caminhão elétrico híbrido (HEV), ambos com o novo sistema Scania Zone. Os modelos já estão em conformidade com as regulamentações de velocidade e emissões de ruídos de determinadas zonas sensíveis na Europa.

“A Scania continua em seu caminho para a mobilidade ideal com a abordagem “aqui e agora”, oferecendo soluções com as capacidades necessárias para apoiar os clientes do segmento urbano para um caminho mais sustentável, desde o primeiro dia de operação”, comenta Maria Johansson, diretora de Produto na divisão global de Caminhões Urbanos da Scania. “Vamos lançar primeiramente a versão HEV (veículo elétrico híbrido), com encomendas a partir de novembro de 2018 e a PHEV (veículo híbrido plug-in) chegará em 2019. Os clientes Scania terão uma solução com um hardware bastante confiável, com carregamento regenerativo, sem a preocupação do veículo não chegar ao seu destino, com emissões zero pelo tubo de escape e sem comprometer sua total economia operacional.”

Os novos caminhões híbridos são equipados com os motores Scania DC09, de 5 cilindros em linha, que poderão utilizar o HVO (óleo vegetal tratado com hidrocarbonetos) ou diesel, trabalhando em paralelo com a máquina elétrica gerando 130kW (177hp) de potência e 1,050Nm. A janela de energia da bateria recarregável de lítio está definida para 7,4 kWh, garantindo uma longa duração. Os caminhões poderão ser dirigidos no modo totalmente elétrico, sem qualquer suporte do motor a combustão, graças aos auxiliares elétricos para direção e suprimento de ar de freio.

3-2-24092048-min“Nos dias de hoje, os caminhões urbanos híbridos são considerados o estado da arte em termos de economia total, disponibilidade e sustentabilidade na operação”, conta Johansson. “Combinado com o HVO trará a redução de CO2 de até 92% ao mesmo tempo em que oferece excelente produtividade nas áreas urbanas em constante expansão. Neste cenário, os motoristas enfrentam desafios como segurança, demandas ambientais e congestionamentos”.

Os primeiros veículos HEV foram baseados nos pioneiros caminhões da geração Scania P G R.

Scania Zone

O Scania Zone é um serviço baseado na geoposição para um ajuste automático dos veículos, que ajuda os motoristas a obedecer as regulamentações ambientais e de tráfego, possibilitando uma operação sustentável dos caminhões e maior segurança para os cidadãos. Permite ajustes de localização do veículo em tempo real, em zonas pré-definidas, auxiliam os motoristas a reduzir emissões e ruídos e fugir de congestionamentos.

3-5-24092048-minCombustíveis alternativos

Na mostra, a Scania também está mostrando seus investimentos no desenvolvimento de alternativas economicamente viáveis e que atendam à realidade do negócio dos clientes. “Estamos desenvolvendo todas as tecnologias alternativas tendo em vista sua viabilidade comercial”, comenta Christian Levin, responsável pela divisão global de Vendas e Marketing da Scania. “Seria inviável lançar produtos que não atendam a realidade do negócio de nossos clientes. A premissa básica é oferecer uma solução que traga rentabilidade em médio prazo.”

Em uma pesquisa feita na Europa, a Scania tem explorado recentemente diversos caminhos em direção ao alcance zero em emissões de combustíveis fósseis para as próximas décadas, partindo da eletrificação completa até portfólios para todos os tipos de trem de força.

Esse estudo aponta que, com a rápida disseminação de veículos elétricos, serão necessários de quatro a cinco vezes mais investimentos em infraestrutura, considerando a situação atual; mas que, em 2050, reduzirá as despesas das operações em 40%.

3-1-24092048-minDe fato, o crescimento de veículos elétricos a bateria oferece um custo-benefício mais econômico em termos de redução total do transporte pesado. Até 2031, o custo total de operação dos veículos elétricos a bateria chegará à paridade com o diesel para todos os segmentos de veículos, incluindo o transporte de longa distância.

A Scania está disposta a fornecer todas as tecnologias que podem ajudar imediatamente a reduzir as emissões de CO2. Para alcançar o total das vendas até 2040, será necessário um crescimento na taxa de adoção de novas alternativas de trem de força, livre de combustíveis fósseis, de pelo menos 5% a 10% por ano em média, no mundo.

No estande da fabricante sueca, os visitantes também podem conhecer a Nova Geração de caminhões da marca, incluindo os modelos de longa distância, construção e aplicações urbanas – todos com a possibilidade de utilizar combustíveis alternativos.

A Nova Geração de caminhões foi recentemente anunciada no Brasil. Os pedidos começarão a ser aceitos no final de outubro e com as primeiras entregas a partir de fevereiro de 2019.

Por: Redação Na Boléia

Data: 24 de setembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.