Posto Bandeira Branca: como fiscalizar e como confiar?

Data: 14 de maio de 2018

02-14052018-minOs chamados postos bandeira branca – que não estão vinculados a nenhuma distribuidora de combustível – já representam 42,5% do mercado e devem continuar nesse ritmo de crescimento

Mas como saber se esses estabelecimentos são seguros? Nesse aspecto, é importante ressaltar que gasolina, etanol e óleo diesel são produtos químicos que têm fiscalização da Agência Nacional do Petróleo (ANP), tanto para distribuição aos postos como para venda ao consumidor. Isso em função dos riscos potenciais que oferecem ao meio ambiente e à saúde dos profissionais que trabalham diretamente com os produtos.

Todo posto de combustível é obrigado por lei a informar claramente na bomba a origem do produto que está revendendo, e só pode adquirir os produtos de empresas autorizadas pela ANP.

A diretora da Distribuidora Royal FIC, Francine Nogueira Cassaro, lembra que a legislação abrange de forma igual todos os postos, independentemente da bandeira. “Mais de 80% da gasolina comercializada no Brasil é fornecida pela Petrobras. E todo mundo precisa seguir as mesmas regras. O que conta é a honestidade e o caráter de quem administra o negócio”, enfatiza.

Francine sugere que os donos de postos independentes tomem alguns cuidados para garantir a fidelização dos clientes. “Além de sempre trabalhar com produtos de qualidade, para conquistar a confiança dos consumidores, é preciso padronizar o atendimento, investir na infraestrutura e limpeza do local e no treinamento e boa aparência dos funcionários”, finaliza.

Por: Redação Na Boléia

Data: 14 de maio de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.