O que é preciso saber sobre as luzes no painel do veículo?

Data: 15 de janeiro de 2019

3-1-150118Muitas vezes, não damos a devida atenção, mas uma luz no painel pode indicar problemas no veículo, como pneu com baixa calibragem ou até mesmo furado, problemas nos freios e fadiga ou cansaço.

Por isso, o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) orienta que,além de fazer uma boa manutenção do veículos, os motoristas devem conhecer os ícones do painel dos veículos e ficar atentos às indicações para evitar panes, acidentes ou despesas extras.

Ao ligar o veículo, por exemplo, é normal todas as luzes se acenderem. Porém, depois, elas devem se desligar. Isso só não acontece em três situações: 1) quando houver uso do item (como a luz do freio de mão acionado; 2) quando for necessário tomar alguma providência (por ex., alerta de cinto de segurança não colocado); 3) ou ainda, em caso de falha no veículo – que é onde está o perigo.

A legislação prevê que circular com veículo em mau estado de conservação é infração grave e o proprietário recebe multa de R$ 195,23, além de cinco pontos na habilitação. Veja, abaixo, o que as luzes do painel indicam (ilustração no final, numerada) e qual a ação necessária para não ter dor de cabeça:

– Baixo nível de combustível (53) – Se este ícone estiver aceso, o motorista corre o risco de ficar no meio da estrada e pode ter danos causados na bomba e em outros componentes do sistema de alimentação do motor, o que inclui a parte elétrica. Além disso, a chamada pane seca é infração média e rende multa de R$ 130,16 para o motorista – que ganha também quatro pontos na carteira.

– Alerta de pressão do óleo baixo (57) ou alerta de temperatura (48) – Ao verificar um destes símbolos ligado no painel, o motorista deve procurar um local seguro para estacionar, pois o carro pode sofrer um dano sério no motor, parar e provocar um grande prejuízo. O ideal é pedir um reboque e levar o veículo imediatamente a um mecânico.

– Aviso do cinto de segurança (30) – O cinto é um dos itens mais importantes para a segurança do motorista e dos demais ocupantes do veículo. Por isso, não dá para ignorar o sinal. Cinto: tem que usar. Do contrário, o condutor pode ainda ser multado em R$ 195,23 e receber cinco pontos na CNH porque é infração grave.

– Luz de alerta de motor / luz de injeção eletrônica acesa ou piscando (62) – Indica alguma falha no sistema de injeção eletrônica do veículo. A injeção é responsável por fazer com que o motor funcione com a mistura adequada de combustível. No painel, o alerta de injeção eletrônica é acionado assim que o carro é ligado, mas não deve permanecer aceso ou piscando. Caso isso ocorra, busque ajuda de um profissional em reparos automotivos, já que o veículo pode apresentar cortes durante o funcionamento, perda de potência, dificuldade na partida do motor, aumento no
consumo de combustível, além de oscilações na marcha lenta.

– Aviso de freio de mão (40) – O normal é acender quando o freio de estacionamento estiver em uso, fora deste momento, aponta alguma anormalidade no sistema.

– Verificar a pastilha de freio (5) – Nem é preciso falar o quanto que o sistema de freios é importante para a segurança dos ocupantes de um veículo. Por isso, uma especial atenção para o aviso que pode advertir o fim da vida útil das pastilhas de freios. O motorista também pode perceber que o freio está com a resposta mais lenta quando aciona o pedal. Outro sinal é um ruído agudo vindo dos pneus dianteiros. Então, para não correr riscos, vale a revisão das pastilhas a cada 5 mil km rodados. Já a troca das peças deve ser feita quando atingir o limite de desgaste. Caso as pastilhas não sejam trocadas, o disco também passa a ser danificado, complicando e encarecendo uma operação que deveria ser simples, rápida e barata.

– Luz indicadora de bateria / alternador (32) – Essa luz é do sistema que carrega a bateria (alternador). O carro ainda conseguirá operar se a luz da bateria estiver acesa já que utilizará a energia armazenada na bateria. Ou seja, o motorista conseguirá ainda conduzir o veículo até uma oficina – o que deverá fazer o quanto antes para evitar que a bateria fique totalmente descarregada.

– Aviso de airbag (39) – Os novos veículos saídos de fábrica desde o ano de 2014 contam com o airbag – se tornando um item obrigatório no Brasil. As bolsas de ar não impedirão o carro de funcionar se estiverem com defeito, mas em caso de colisão, elas podem não inflar da forma adequada e causar sérios ferimentos aos ocupantes.

Em caso de dúvidas, é importante que o condutor consulte o manual do fabricante que contém todas as informações técnicas sobre o modelo do veículo.

Por: Redação Na Boléia

Data: 15 de janeiro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.