Multas de trânsito podem ser parceladas pela internet

Data: 07 de novembro de 2019
Postado em: Peças e Serviços

9-07112019Os cidadãos que pretendem parcelar multas de trânsito da cidade de São Paulo em até 12 vezes pelo cartão de crédito têm a opção de solicitar o serviço sem sair de casa, a qualquer dia e horário. A Prefeitura possibilita o parcelamento on-line, por meio de empresas credenciadas pelo Departamento de Operação do Sistema Viário (DSV). A medida tem como objetivo facilitar a vida dos cidadãos, especialmente àqueles com débitos pendentes, viabilizando a regularização de seus veículos.

O parcelamento é disponibilizado para multas de trânsito emitidas na capital paulista pelo DSV. Para realizar o procedimento on-line, o munícipe deve acessar o site de uma das empresas que oferecem o serviço: Datalink (https://www.parcelenahora.com.br) e Zapay Pagamentos (https://usezapay.com.br/cidades/sp).

Não poderão ser parceladas as multas inscritas em dívida ativa e os pagamentos inscritos em cobrança administrativa, além das infrações cometidas com veículos de outros Estados ou anotadas por órgãos que não permitam o parcelamento ou o pagamento com cartão.

Além da possibilidade de solicitar a operação pela internet, é possível efetuar presencialmente o serviço, que é oferecido por três empresas desde dezembro de 2018. Há como parcelar as penalidades de trânsito nos postos do DSV dentro das unidades do Detran (Bom Retiro, Aricanduva e Guarapiranga); nas unidades do Descomplica SP (São Miguel Paulista, Campo Limpo, Santana/Tucuruvi e Butantã); na sede do Departamento de Transportes Públicos (DTP) e nas subprefeituras M’Boi Mirim e Aricanduva (confira os endereços completos abaixo).

Para realizar o parcelamento presencialmente, é preciso levar o número do Renavam do veículo e o cartão de crédito, além de um documento pessoal para comprovar a titularidade do cartão.
As empresas credenciadas operam o parcelamento por meio das bandeiras Mastercard, Visa e Elo, sem qualquer custo para a Prefeitura, e o repasse dos valores arrecadados é feito diretamente à administração municipal.

Maior inadimplência em SP

De acordo com dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-SP), os motoristas do Estado de São Paulo fizeram menos licenciamento de carros e motocicletas no primeiro semestre de 2019, na comparação com os últimos três anos. Até julho, quando foram licenciados os veículos com placas terminadas em 1, 2, 3 e 4, 8,5 milhões de veículos deveriam ter sido licenciados, mas apenas 4,4 milhões pagaram devidamente as taxas (cerca de 51,6% dos veículos de São Paulo). No ano passado, este índice foi de 73,7%.

Por: Redação Na Boléia

Data: 07 de novembro de 2019
Postado em: Peças e Serviços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.