Mercedes-Benz inaugura nova linha e entra na era da Indústria 4.0

Data: 29 de março de 2018

148-Mercedes-Benz-09-minA Mercedes-Benz inaugurou uma nova linha de montagem de caminhões, em São Bernardo do Campo/SP, que nasceu totalmente alicerçada no conceito de Indústria 4.0. Concentrando tecnologia de ponta, o novo espaço já é 15% mais eficiente em termos de produção do que a linha anterior

“A fábrica de caminhões mais moderna do Grupo Daimler e um das mais avançadas do mundo” – foram essas as palavras de Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil & CEO América Latina, durante a inauguração da nova linha de montagem de caminhões da companhia, em São Bernardo do Campo/SP, que nasceu totalmente alicerçada no conceito de Indústria 4.0.

“Já estamos vivendo o futuro. A Mercedes-Benz é a primeira empresa do segmento de veículos comerciais a inaugurar uma linha de montagem de caminhões inovadora. Mais uma vez, estamos revolucionando a história da indústria automobilística brasileira”, declarou Schiemer.

A nova linha, que faz parte de um investimento de R$ 500 milhões destinados à modernização da fábrica de São Bernardo, foi instalada dentro de um antigo galpão logístico, que estava desativado e integra tecnologias de última geração. O novo espaço já abriga a montagem dos caminhões leves e médios e, em julho, receberá a produção dos pesados.

A fabricação de todo o portfólio em um único local foi possível graças à adoção do conceito “One roof assembly”, que garante flexibilidade de ordem de montagem de qualquer modelo, além de mais produtividade e melhor controle de todas as etapas.

148-Mercedes-Benz-010-minSegundo o presidente, a nova linha, que levou três anos para ser construída e opera, desde janeiro de 2018, em total conexão com outras áreas da empresa, em São Bernardo do Campo, e com a planta de Juiz de Fora/ MG, já é 15% mais eficiente em termos de produção do que a anterior.

A conectividade ocorre por meio do uso de um App móvel, que permite acompanhamento de 100% da produção da nova linha de caminhões pelo celular em tempo real. Sendo assim, os dados gerados pelo aplicativo e também pelos equipamentos ficam sendo armazenados na nuvem com a inteligência do Big Data.

“Por meio desses dados, podemos monitorar a qualidade de todos os nossos produtos, detectar qualquer falha e até casar as informações de Vendas com os sistemas de produção para flexibilizar cada vez mais nosso mix de produtos”, explica Carlos Santiago, vice-presidente de Operações da Mercedes-Benz do Brasil.

No novo espaço, destaque também para a operação de logística, que teve ganhos de eficiência da ordem de 20%. “Tivemos uma redução no número de armazéns de peças de 53 para 6, além de aumento do percentual de entrega de peças diretas na linha de 20% para 45% e redução do armazenamento de componentes de dez dias para no máximo três dias. Isso garante maior agilidade, eficiência e produtividade”, explica Schiemer.

Dentro desse sistema moderno, integrado e inteligente de produção, um dos diferenciais é o uso intenso dos AGVs, (Automatic Guided Vehicle ou Veículos Guiados Automaticamente). O novo local possui mais de 60 unidades destes veículos autônomos, que transportam os caminhões por toda linha e pela área de logística, em conexão com as estações de trabalho, onde são instalados todos os componentes. O próprio AGV, que utiliza inteligência artificial, confere a programação da montagem. Caso haja erros, o equipamento para a produção. Com isso, elimina-se a etapa de checagem final, pois tudo já foi monitorado e conferido durante os processos na própria linha em espaços destinados ao controle de qualidade. No fechamento do quadro do chassi, uma inovação marca também esse processo: o transporte do conjunto é totalmente automático, eliminando esforços na movimentação das longarinas.

148-Mercedes-Benz-07-minO uso de papel foi igualmente banido na nova linha. Por meio de 40 monitores de TV, os montadores têm toda a orientação em cada estação de trabalho. Ou seja, quase 100% de todos os processos podem ser acompanhados digitalmente. Caso o montador tenha dúvida, basta checar na tela o vídeo de como proceder.

Mesmo com todo esse arsenal tecnológico, Schiemer garantiu que a operação é sustentável e não houve aumento de energia elétrica. “Graças ao uso de elementos da Indústria 4.0, tivemos uma redução de 56% no consumo de energia elétrica com a adoção de lâmpadas LED em 100% da linha”, revelou.

A voz dos colaboradores

De acordo com o presidente, além de conceber uma linha totalmente moderna e inovadora para atender com rapidez e produtividade às necessidades do mercado brasileiro, uma preocupação da Mercedes-Benz foi manter um ambiente de trabalho mais seguro e agradável para seus colaboradores.

Para isso, durante a estruturação do novo espaço, a empresa ouviu seus funcionários, que tiveram participação decisiva na concepção da nova linha de montagem de caminhões. “Em todas as etapas de projeto, muitos colaboradores foram ouvidos e continuam dando sugestões sobre a forma de se trabalhar com os novos processos e tecnologias. Com isso, conseguimos assegurar melhor ergonomia, processos mais limpos e organizados e mais qualidade de vida aos colaboradores”, reforça Schiemer.

Para o futuro, a intenção é continuar avançando nesse conceito de Indústria 4.0. Entre as novidades planejadas está a adoção, em breve, de óculos de realidade aumentada, uma ferramenta avançada de trabalho para os colaboradores da área de Suporte e Manutenção, que poderão acessar facilmente o manual das máquinas ou informações específicas de algum componente. Dessa forma, o que eles visualizarem poderá ser visto por outro profissional em um computador.

148-Mercedes-Benz-06-minPara Schiemer, com essa conquista histórica, a Mercedes-Benz ganha competitividade e está ainda mais preparada para atender os clientes brasileiros. “Estamos dando um passo histórico rumo à implantação do conceito de Indústria 4.0 no País”, completou.

Apostando na retomada da economia, a empresa, que opera atualmente em um turno, anunciou também novas contratações: são 250 novos funcionários em São Bernardo do Campo e 80 em Juiz de Fora.

“A recuperação da economia brasileira tem motivado novos negócios no segmento de veículos comerciais. A Mercedes-Benz investirá R$ 2,4 bilhões até 2022 na continuação da modernidade das fábricas de São Bernardo do Campo e Juiz de Fora”, afirmou.

De acordo com ele, as tecnologias da Indústria 4.0 continuarão a ser expandidas a todos os processos produtivos, como às linhas de agregados (motores, câmbios e eixos) e à fabricação de chassis de ônibus em São Bernardo do Campo, como também à planta de Juiz de Fora, que concentra a produção das cabinas e dos caminhões Actros.

“Tudo isso está programado para os próximos cinco anos e reforça nossa confiança no Brasil. Com a inauguração da nova linha, a Mercedes-Benz sai na frente, preparando-se para se manter como a melhor opção para os clientes do Brasil”, concluiu Philipp Schiemer.

Veja o vídeo



Pular anuncio

148-Mercedes-Benz-011-min

148-Mercedes-Benz-05-min

148-Mercedes-Benz-04-min

148-Mercedes-Benz-03-min

148-Mercedes-Benz-02-min

148-Mercedes-Benz-01-min

Por: Redação Na Boléia

Data: 22 de novembro de 2017
Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.