Mercado de implementos fecha 2016 com retração de quase 30% nas vendas

Data: 11 de janeiro de 2017

5-12012017O total de implementos rodoviários emplacados em 2016 recuou 29,8% do volume entregue ao mercado em 2015. Foram 61.996 unidades ante 88.315 produtos, segundo dados da Anfir (Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários).

Nesse período a indústria perdeu um terço de mercado, segundo avaliação de Alcides Braga, presidente da associação. “Porém se enxergarmos o mercado desde 2015 o abismo de produção é ainda maior”, afirma.

Em 2015 o recuo no volume de emplacamentos com relação ao desempenho de 2014 foi de 44,76%. Na época os fabricantes de implementos rodoviários entregaram ao mercado 88.315 unidades ante 159.870 produtos vendidos no ano anterior. Dessa forma, segundo o presidente da Anfir, a queda registrada nos negócios da indústria de implementos rodoviários acumula em dois anos um recuo que equivale a mais de dois terços do mercado apurado em 2014.

“A indústria encontra-se em situação muito delicada”, alerta Braga. Há dois anos o setor empregava 71 mil trabalhadores em postos de trabalho direto e indiretos. Em 2016, o número de vagas ocupadas foi de 40 mil. “Sem alterações no modelo de financiamento e sem planos que voltem a fazer a economia crescer as empresas do setor não terão como aguentar”, diz.

Mercado interno
O total de emplacamentos de Reboques e Semirreboques (Pesados) em 2016 foi de 23.187 produtos o que significa redução de 21,85% sobre o volume de 2015 quando o setor entregou 29.670 produtos. Já no segmento de Carroceria sobre chassis (Leves) o recuo nos emplacamentos foi de 33,82%. De janeiro a dezembro de 2016 foram vendidas 38.809 unidades contra 58.645 produtos em igual período de 2015.

Exportação
As vendas de implementos rodoviários ao exterior seguem em alta. De janeiro a novembro de 2016 foram enviadas ao exterior 3.631 unidades enquanto no mesmo período de 2015 foram exportados 2.944 produtos.

No ano passado, foi criado o projeto de exportação da Anfir com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e o saldo foi positivo. O volume de negócios que poderá ser realizado pela indústria deve ultrapassar os US$ 35,1 milhões. “A receptividade dos mercados sul-americanos foi excelente”, afirma o presidente da Anfir.

O programa acertado entre as duas entidades incluiu três rodadas de negócios e a participação em uma feira setorial.

Fonte: Fetcesp
Por: Redação Na Boléia

Data: 11 de janeiro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.