Médicos resgatistas se dedicam a salvar vidas na via Dutra

Data: 19 de outubro de 2015
Postado em: Saúde

Foto: Adenir Brito

Profissionais são responsáveis por cerca de 50 atendimentos médicos e resgates por dia no eixo Rio-São Paulo

O médico de atendimento pré-hospitalar, Dr. José Angel Mastache Astorgano, de 61 anos, carrega no nome o talento de proteger vidas e, na história, incontáveis salvamentos ao longo dos mais de 20 anos de profissão. Ele integra uma equipe de mais de 60 médicos do resgate do SOS Usuário da CCR NovaDutra, responsáveis por uma média de 50 atendimentos médicos e resgates por dia, nos 402 quilômetros da rodovia no eixo Rio-São Paulo.

Dr. Angel, como é conhecido, é um dos pioneiros no atendimento na via Dutra e se lembra de um tempo anterior à concessão rodoviária, quando o asfalto era ruim, os equipamentos escassos e o médico pouco podia fazer. “A pista era esburacada, sem grades de proteção, os acidentes eram violentos e a maioria das vítimas fatais. Hoje, o serviço de atendimento pré-hospitalar na via Dutra tem uma rapidez e agilidade que nos permite trabalhar melhor, com aparelhagem adequada”, conta.

Atualmente lotado na Base do SOS Usuário de Caiçara, localizada no km 227 da rodovia, em Piraí (RJ), o também hematologista – especialista em sangue – reconhece que tem a paixão pela profissão como combustível e não pretende parar tão cedo. “Eu adoro a emergência. Quando somos acionados para uma ocorrência e conseguimos resgatar uma vítima e levá-la estabilizada para um hospital, isto é recompensador”, comenta.

Da mesma opinião partilham os irmãos, Dr. Camilo e Dr. Rodrigo Campos, de 34 e 35 anos. Os dois cresceram observando o irmão mais velho, Dr. Guilherme – falecido em dezembro de 2014 – contar histórias sobre a rotina de trabalho do SOS Usuário, por entre as viagens de idas e vindas à faculdade, no Rio de Janeiro. “É um privilégio trabalhar junto com meu irmão. Nós trocamos informações, dividimos histórias. Temos uma sobrinha de seis anos, filha do meu irmão que faleceu, e ela já diz que vai ser médica e trabalhar na Dutra”, conta Dr. Rodrigo, que trabalha na Base de São José dos Campos (SP). “No hospital, cuidamos de pacientes doentes. Ser médico de resgate é cuidar de uma pessoa que, há um minuto, estava 100% saudável. É um trabalho intenso que nos incentiva, de todas as formas, a salvar vidas e nos faz sentir muito útil”, acrescenta Dr. Camilo, lotado na Base de Lavrinhas (SP). 

 

Resgate do SOS Usuário presente em toda a via Dutra – Quem utiliza a Via Dutra conta com o suporte de emergência do Atendimento Pré-hospitalar do SOS Usuário, serviço exclusivo da CCR NovaDutra para quem circula pela Via Dutra. Todo dia, de segunda a segunda, sempre há 11 médicos e 33 agentes de APH (Atendimento Pré-Hospitalar) à disposição dos usuários, a partir das onze bases operacionais instaladas estrategicamente ao longo da Dutra. 

Vagas para médicos resgatistas – A CCR NovaDutra está em busca de profissionais comprometidos, com capacidade e força de vontade para lutar pela vida do outro, assim como Angel, Camilo, Rodrigo e os demais médicos que atuam no atendimento pré-hospitalar da Concessionária. As vagas – distribuídas nas 11 bases do SOS Usuário da Concessionária, no eixo  Rio-São Paulo – são em Regime CLT, numa escala de plantões de 24 horas, uma vez por semana. Além do pré-requisito formado em Medicina e CNH (Carteira Nacional de Habilitação) tipo B, é desejável que o candidato tenha curso ATLS (Advanced Trauma Life Support – Suporte Avançado de Vida no Trauma) ou PHTL (PreHospital Trauma Life Support – Suporte de Vida Pré-Hospitalar no Trauma) e atuação em emergência.

Os profissionais interessados em fazer parte da equipe da CCR NovaDutra podem deixar o currículo em qualquer unidade de trabalho ou enviar para o email vagas.novadutra@grupoccr.com.br, com o título ‘Oportunidade para Médico’. 

 

Data: 19 de outubro de 2015
Postado em: Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.