Licenciamento: setembro é a vez dos caminhões com placas final 1 ou 2

Data: 04 de setembro de 2017

1-04092017No mês de setembro, os proprietários de caminhões com final de placas 1 ou 2 precisam regularizar o documento para não ficarem impedido de circular a partir de 1º de outubro.

Donos de veículos com placas terminadas em 7 também precisam realizar o licenciamento do exercício 2017. Não é necessário ir às unidades do Detran.SP ou imprimir boleto para pagar o licenciamento, que custa R$ 85,24 para todo tipo de veículo.

Basta informar o número do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) ao caixa bancário ou selecionar essa opção nos terminais eletrônicos das agências ou no internet banking.

Quem optar por receber o documento em casa, irá desembolsar mais R$ 11 do custo de envio pelos Correios. O motorista pode acompanhar a entrega do documento pelo portal www.detran.sp.gov.br, em “Serviços On-line”. O licenciamento também pode ser feito presencialmente nas unidades do Detran.SP ou nos postos Poupatempo. O passo a passo completo do serviço está disponível no portal do departamento, na área de veículos.

Atualmente, o Estado de São Paulo tem mais de 28,8 milhões de veículos registrados. Independentemente do ano de fabricação, todos têm de ser licenciados anualmente para poder circular nas vias públicas, uma exigência da legislação federal de trânsito.

1-2-04092017De olho no prazo – O Detran.SP avisa os proprietários de veículos com um mês de antecedência do vencimento do licenciamento para evitar que o motorista trafegue de forma irregular e seja surpreendido em uma fiscalização.

O alerta é enviado por mensagem de texto (SMS) e via push (notificação no celular). Para receber, basta se cadastrar no portal www.detran.sp.gov.br, informar o número do celular e autorizar o recebimento. A notificação push vai para quem instala o aplicativo de serviços do Detran.SP no smartphone. O app está disponível gratuitamente nas lojas virtuais Google Play ou Apple Store.

Pagar o licenciamento em atraso gera a cobrança de multa e juros de mora. Caso não seja feito, o dono do veículo pode ter o nome inscrito no Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados (Cadin) e na dívida ativa do Estado pelo débito em aberto.
Além disso, conduzir veículo não licenciado é infração gravíssima. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê multa de R$ 293,47, sete pontos na habilitação e remoção do veículo a um pátio.

Por: Redação Na Boléia

Data: 04 de setembro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.