Revista: Ford – Tecnologias semiautônomas

Data: 01 de janeiro de 2018

1-1-02012018Cada vez mais a tecnologia se faz presente no transporte rodoviário no Brasil. Nesse ambiente, o conceito de caminhões autônomos ganha força e está mais próximo do motorista brasileiro. Apostando nessa tendência, a Ford trouxe para o Brasil o protótipo Cargo Connect, um caminhão com avançadas tecnologias que irá preparar a chegada dos modelos totalmente autônomos. A novidade pôde ser conferida na 21ª Fenatran – Salão Internacional de Transporte Rodoviário de Cargas, realizada de 16 a 20 de outubro, em São Paulo.

O veículo foi desenvolvido pela marca no País em parceria com empresas do setor, tendo como base um protótipo do Cargo 8×2 com transmissão automatizada.

Os recursos de segurança são destaques no novo veículo. O modelo conta com sistema autônomo de frenagem, alerta de ponto cego, assistente de permanência em faixa, piloto automático adaptativo, alerta de fadiga e monitoramento de 360 graus do caminhão com câmeras diretamente conectadas a uma central de operações.

Ainda apresenta soluções voltadas à produtividade, como gerenciamento inteligente de carga, sistema de leitura de placas de trânsito, ajuste automático de torque e potência, sistema de diagnóstico preventivo e um aplicativo que mede o desempenho do motorista.

Inicialmente, o foco da empresa na tecnologia semiautônoma será o segmento de caminhões leves e médios para atender caminhoneiros autônomos e pequenos frotistas, público que é carente de inovações para facilitar o seu dia a dia.

1-2-02012018Cargo 1723 8×2
Torqshift Kolector

A montadora também deu destaque em 2017 à família de veículos vocacionais, que atendem às necessidades específicas de determinados tipos de aplicação. As novidades contemplam modelos destinados aos segmentos de coleta de resíduos, transporte de gás, distribuição de bebidas, betoneira e ambulância.

Para o mercado de coleta de resíduos, a Ford destacou um projeto para coletores de até 24m³com veículos 8×2. Trata-se do Cargo 1723 8×2 TorqshiftKolector, que se encontra em operação em Curitiba/PR, mas ainda com câmbio manual.

F-450 Super Duty

Quem visitou a Fenatran, pôde conferir no estande da Ford o F-450 Super Duty Platinum, com cabine dupla e tração 4×4, um grande sucesso norte-americano.

1-3-02012018Apresentado como veículo demonstrativo do potencial da Série F, o modelo é classificado como um caminhão do segmento de leves e tem uma concepção que combina as características de um veículo comercial de trabalho com o conforto e a tecnologia de uma picape de grande porte, comum nos Estados Unidos para atividades mistas de rodagem pesada, em especial como reboque.

Produzido e vendido exclusivamente naquele país, o F-450 não tem ainda previsão para o Brasil, mas demonstrou toda a tradição de uma linha de veículos de grande aceitação, representada no Brasil pelo F-350 e F-4000, caminhões semileve e leve, respectivamente, para uso urbano e nas estradas.

Equipado com motor V8 turbodiesel de 6.7 litros, o F-450 Super Duty tem mais de 440 cavalos e torque de 128 kgfm. O chassi feito com mais de 95% de aço de alta resistência e a carroceria de liga de alumínio de nível militar contribuem para garantir uma carga útil de 3.460 kg e capacidade de reboque de 14.741 kg.

Apresenta 20 tecnologias de assistência ao motorista exclusivas na categoria, aumentando a produtividade e a confiança no trabalho. Entre elas, o assistente de ré para trailer, o piloto automático adaptativo com sistema anticolisão, alerta de ponto cego e tráfego cruzado e alerta de permanência em faixa.

A direção adaptativa é outra tecnologia nova desenvolvida pela Ford que já gerou o registro de oito patentes, além do pedido de outras 11. Ela reduz em até um terço o esforço no volante em manobras de estacionamento com trailer.

Todo o sistema – composto por um motor elétrico, um computador e um redutor – fica instalado no próprio volante. Sua vantagem é que, em vez de usar uma relação fixa, é capaz de adicionar ou reduzir a rotação no volante, dependendo dos comandos do motorista e da velocidade do veículo. Para se ter ideia, em baixa velocidade, o giro da direção batente a batente pode ser reduzido em até uma volta.

A assistência de ré permite ver o reboque na tela da central multimídia SYNC em manobras e também monitorar o seu comportamento na estrada. O piloto automático adaptativo com assistência anticolisão usa o freio-motor para reduzir a velocidade e evitar acidentes com reboques pesados.

Equipado com radar, o alerta de ponto cego e tráfego cruzado chama a atenção do motorista para obstáculos e a movimentação de veículos, principalmente em espaços apertados e estacionamentos.

O alerta de permanência na faixa funciona com uma câmera montada entre o parabrisa e o espelho retrovisor, que detecta quando o caminhão sai involuntariamente da pista.

1-4-02012018Boné Alerta

Pensando na segurança do motorista, a Ford fez o lançamento do Boné Alerta, um recurso de segurança que avisa o motorista que é hora de descansar.

Semelhante a um boné comum, foi desenvolvido com sensores que conseguem interpretar os movimentos de cabeça do motorista, avisa-o quando ele está com sono para fazer uma parada de descanso. O alerta é feito por três tipos de sinais: vibratório, visual e sonoro.

Para criação do acessório, foi realizado um estudo para identificar os movimentos do caminhoneiro que fazem parte da sua rotina normal de trabalho e os que indicam sono.

O Boné Alerta da Ford foi testado durante oito meses por um grupo selecionado de motoristas, por mais de 5.000 km em condições reais de rodagem. Ele também foi apresentado a especialistas da área de segurança de tráfego e estudos do sono, que reconheceram o seu potencial para auxiliar na prevenção de acidentes nas estradas.

O protótipo se encontra em fase de testes, com vistas ao processo seguinte de patenteamento e certificação. Ou seja, ainda não há data para a sua produção e comercialização no País.

Por: Redação Na Boléia

Data: 01 de janeiro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.