Ford desenvolve acessório que facilita mobilidade de cadeirantes

Data: 31 de outubro de 2018

2-1--31102018-minCom o objetivo de ajudar na movimentação de cadeirantes nas ruas, a Ford desenvolveu no Brasil um acessório inovador: o Tapete de Acessibilidade. Ainda em fase de protótipo, a novidade faz parte das pesquisas da marca na área da mobilidade, que vão além do desenvolvimento de veículos para melhorar o transporte e a qualidade de vida das pessoas.

O Tapete de Acessibilidade Ford foi apresentado durante o evento realizado pela empresa em São Paulo para antecipar suas novidades no Salão do Automóvel, acompanhado de uma performance com cadeiras de rodas do grupo Menestréis, que apresenta o espetáculo Noturno Cadeirante.

O acessório transforma o tapete do porta-malas do EcoSport em uma ferramenta móvel. Ele pode ser dobrado e encaixado atrás da cadeira de rodas e usado quando necessário para a transposição de guias e desníveis no caminho. Quando aberto, o tapete automaticamente fica rígido, permitindo que a cadeira deslize até o local de acesso. Feito de materiais selecionados, como alumínio aeronáutico e revestimento de EVA, ele é leve e tem capacidade de suportar até 250 kg.

Além disso, o tapete é equipado com sensores e um microprocessador que envia sinais via Bluetooth para um aplicativo no smartphone do cadeirante toda vez que é usado. Assim, poderá ser usado na criação de um banco de dados, mapeando os pontos da cidade que requerem atenção para o avanço da acessibilidade.

“O Tapete de Acessibilidade é uma inovação que serve para ilustrar como nós enxergamos hoje o papel da tecnologia na Ford. Ou seja, de uma forma totalmente centrada no consumidor e com um alcance que vai além dos veículos, não só para facilitar a sua viagem como também agregar qualidade em outros aspectos da sua vida. Ele dá mais independência, segurança e liberdade aos cadeirantes”, disse Natan Vieira, vice-presidente de Marketing, Vendas e Serviços da Ford América do Sul.

2-3-31102018-minO projeto segue o mesmo conceito do Boné Alerta, protótipo desenvolvido pela Ford junto com a GBT no ano passado, que alerta o caminhoneiro quando é hora de fazer uma pausa para não dormir ao volante.

“O Brasil possui cerca de 46 milhões de pessoas com alguma deficiência física. Destes, 7% possuem um problema motor e precisam enfrentar a falta de acessibilidade das cidades brasileiras. O Tapete de Acessibilidade une design e tecnologia para dar mais liberdade a essas pessoas”, diz Vico Benevides, diretor de Criação da GTB.

O desenvolvimento do acessório teve a colaboração de Billy Saga, rapper e presidente da ONG Movimento Superação, que busca levar cidadania às pessoas com deficiência, e de Michele Simões, estilista que trabalha com moda inclusiva, autora do blog Guia do Cadeirante Viajante.

“Mais do que me ajudar a andar na cidade, acho que a importância do tapete é a mensagem que ele passa de independência e autonomia da pessoa com deficiência”, afirma Billy Saga.

2-2-31102018-min

Por: Redação Na Boléia

Data: 31 de outubro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.