CAOA Hyundai lança o HD 80 e reforça participação no segmento de leves

Data: 09 de abril de 2018
Postado em: Montadoras

148-Hyundai-hd80-01-minNovo veículo da marca, é um produto global da montadora, que passou por algumas otimizações mecânicas para atender às necessidades dos clientes brasileiros. O HD 80, que substituirá o HD 78, traz 250 novos componentes

Depois do sucesso do utilitário HR e do lançamento do caminhão HD 78, em 2011, a Hyundai CAOA anunciou sua nova investida no segmento de leves, trazendo para o Brasil o novo caminhão HD 80, que será produzido na fábrica da CAOA Montadora, em Anápolis/GO — na unidade fabril também são fabricados os veículos comerciais HD78 e HR, além dos modelos utilitários-esportivos Tucson Flex, iX35 e New Tucson.

O HD 80, que substituirá o HD 78, é um produto global da montadora, que passou por algumas otimizações mecânicas para atender às necessidades dos clientes brasileiros. Como exemplo, destaca-se o sistema de frenagem que conta com freios pneumáticos (a ar) de série, em substituição ao hidráulico utilizado até então pelo seu antecessor, além de tecnologia antitravamento das rodas (ABS), o que deixa as frenagens seguras. Segundo a empresa, o veículo traz 250 novos componentes, principalmente de powertrain, que prometem agradar os clientes.

Para que as mudanças mecânicas fossem implementadas, o projeto contou com o envolvimento de profissionais das áreas de Engenharia de Desenvolvimento da CAOA Montadora, Hyundai Motor Company e dos diversos fornecedores, como: FPT Industrial, Magneti Marelli, Modine, DANA,
Master, Suspensys, Wabco, entre outros.

A própria fábrica passou por algumas modificações para abrigar a produção do novo veículo. Foram instaladas novas linhas de rebitagem e de pintura, ambas para atender às especificidades desse modelo. O HD 80 possui 65% de nacionalização, podendo ser adquirido via operação Finame.

148-Hyundai-hd80-02-minPreço competitivo

Um dos grandes atrativos do HD 80 é seu o preço competitivo frente aos dos principais concorrentes do seu segmento. O modelo, disponível em versão única de acabamento, tem preço sugerido de tabela de R$ 118.800,00.

O HD 80 também ganhou nova motorização: motor biturbo quatro cilindros, diesel 3.0 litros, com intercooler e sistema EGR da FPT Industrial, que dispensa o uso de ARLA 32, o que possibilita uma diminuição nos custos de operação do veículo para o condutor ou o frotista, além de tornar a manutenção mais simples.

O propulsor tem a potência máxima de 170 cv a 3.500 rpm (um ganho de quase 10% em relação ao seu antecessor, o HD 78) e torque de 40,8 kgf.m (400 N.m), entre 1.500 e 2.200 rpm.

Outra novidade refere-se ao aumento do Peso Bruto Total (PBT), que passou de 7.800 kg, no HD 78, para 8.000 kg, no HD 80, registrando 5.263 kg de capacidade de carga.

“Também possibilita diversos tipos de configurações conforme as necessidades dos clientes, atendendo à regulamentação de uso de VUCs”, ressalta Uilson Campana, gerente nacional de Vendas – Caminhões do Grupo CAOA Brasil.

Entre as diversas opções de implementos que podem ser instalados estão: baú carga seca, baú isotérmico, baú frigorífico, carroceria aberta, plataforma de guincho, cesto aéreo, truckfood.

148-Hyundai-hd80-04-minTambém chama a atenção a cabine, que apresenta o design já consolidado pela marca no mercado, mas traz algumas novidades, como a nova grade central de entrada de ar na parte frontal, que foi redesenhada. Internamente, apesar de simples, a cabine também oferece conforto, funcionalidade e bom espaço para o motorista e mais dois passageiros.

Na verdade, o interior foi desenvolvido com base em pesquisas com profissionais de transporte, que passam diversas horas ao volante. Com assento reclinável e corrediço, aliado à coluna de direção com ajuste de inclinação, o condutor consegue ajustar o assento de acordo com sua estatura física.

Na cabine, o motorista conta também com um novo quadro de instrumentos, que traz velocímetro, tacômetro e medidores de temperatura do líquido de arrefecimento do motor e do nível de combustível. Possui ainda um computador de bordo digital, que apresenta informações importantes ao motorista sobre o veículo e a sua condução, tais como: pressão do sistema de freios pneumático, consumo de combustível (médio e instantâneo), autonomia, velocidade média, tempo de rodagem, hodômetro (parcial e total) e relógio.

Apesar das modificações para o mercado brasileiro, o sistema de câmbio é diferente do padrão utilizado no Brasil. O novo HD 80 está equipado com transmissão manual de cinco marchas, com sistema de embreagem servo-assistido, apresentando acionamento do pedal bastante leva para o condutor.

Porém, a primeira marcha é engatada para trás, (como se fosse a segunda no padrão nacional), diferentemente da grande maioria dos veículos comercializada no Brasil.

148-Hyundai-hd80-05-minSegundo a empresa, o câmbio utilizado nesse lançamento possui um escalonamento de marchas projetado para proporcionar melhor aproveitamento do torque e da potência gerados pelo motor.

Dessa forma, a caixa de câmbio é ligada ao diferencial traseiro por um novo eixo cardan, do tipo monotron, ou seja, os dois segmentos que compõem o eixo (frontal e posterior) são balanceados em conjunto. Os engates acontecem de forma precisa, sendo o sistema de embreagem também bastante leve.

Outro apelo importante do novo HD 80 é a economia de combustível. De acordo com a empresa, o veículo ganhou um tanque de combustível, confeccionado em material plástico, com capacidade para 150 litros de diesel. A empresa garante que o veículo consegue alcançar um consumo médio de 6,8 km por litro com velocidade máxima de 115 Km/h.

Por enquanto, o novo HD 80 não terá versões com ar-condicionado, câmera de ré (o modelo possui apenas sinalizador de ré) e câmbio automático, o que a montadora estuda implementar futuramente. A unidade fabril de Anápolis, que tem capacidade produtiva de 86 mil veículos por ano, já produziu mais de 250 mil veículos em dez anos de operação. Diante da melhora da economia, a fábrica se prepara para atuar em dois turnos – até o momento, a produção acontecia em um turno.

“A previsão é produzirmos 600 unidades do novo HD 80 em 2018, chegando a 900 unidades em 2019”, revela Campana.

148-Hyundai-hd80-06-min 148-Hyundai-hd80-07-min

Por Editora Na Boléia

Data: 09 de abril de 2018
Postado em: Montadoras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.