Banco Mercedes-Benz fecha contrato com Ministério da Cidades

Data: 31 de outubro de 2017

2-31102017O Ministério da Cidades anunciou a aprovação da primeira operação do Banco Mercedes-Benz pelo Refrota, programa do governo federal que conta com recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e que visa modernizar até 10% da frota de ônibus urbanos e metropolitanos que circula pelo País. O Banco fechou seu primeiro contrato com a Viação Piracicabana, de Brasília (DF), um negócio que envolve R$ 8,3 milhões para financiar a compra de 25 veículos.

Desde agosto, o Banco Mercedes-Benz passou a oferecer este produto que apresenta condições bastante atrativas. Além do Refrota, os clientes do Banco Mercedes-Benz também têm à disposição outras opções de financiamento como Finame, CDC e Leasing, além dos produtos de seguros.

Lançado pelo governo federal no ano passado, o Refrota 17, sigla para Renovação de Frota do Transporte Público Coletivo Urbano, tem o objetivo de financiar a compra de cerca de 10 mil ônibus. Para essa iniciativa, o governo federal destinou R$ 3 bilhões para o ano de 2017, montante proveniente da captação dos recursos do FGTS.

Podem participar empresas do setor privado, denominadas concessionárias ou permissionárias, que trabalham com transporte público coletivo urbano. O programa contempla veículos do sistema de transporte sobre pneus do tipo micro-ônibus, miniônibus, midiônibus, ônibus básico, padron, articulado e biarticulado. De acordo com o Ministério das Cidades, hoje o sistema de transporte coletivo conta com 107 mil ônibus e mais de 30 milhões de usuários por dia.

Bons resultados

Em agosto, o Banco Mercedes-Benz também atingiu o volume de R$ 300 milhões em novos contratos, o melhor resultado nos últimos 21 meses. Na comparação com o mesmo mês de 2016, quando foram efetivados R$ 207 milhões em novos negócios, o crescimento registrado foi de 45%. Esse resultado revela a tendência de retomada do mercado, que vem sendo observada desde junho.

“O principal destaque no oitavo mês do ano foi o segmento de carros de passeio, em que atingimos o nosso recorde histórico de automóveis financiados”, comemora o presidente do Banco Mercedes-Benz, Christian Schüler.

Na avaliação do executivo, o volume de novos negócios do Banco em 2017 deve superar em mais de 10% o volume do ano anterior. “E a Fenatran aconteceu em um momento extremamente oportuno, impulsionando a retomada do mercado neste último trimestre de 2017”, afirma Schüler. Com isso, a carteira deve fechar em torno de R$ 8,0 bilhões em 2017, patamar similar a 2016, sinalizando estabilidade.

“Com a retomada dos novos negócios nos últimos meses, e a expectativa de retomada do mercado para 2018, acreditamos que a nossa carteira também voltará a crescer”, avalia Schüler.

Por: Redação Na Boléia

Data: 31 de outubro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.